Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MÁRIO SILVA - Fotografia, Pintura & Escrita

*** *** A realidade é a "minha realidade" em imagens (fotografia, pintura) e escrita

04
Mai24

A Ponte Pênsil D. Maria II (Porto - Portugal): Uma História de Inovação, Importância e Tragédia


Mário Silva Mário Silva

 

A Ponte Pênsil D. Maria II (Porto - Portugal):

Uma História de Inovação, Importância e Tragédia

Mai04 A magnifica Ponte D Maria-fotor_ms

A ponte pênsil D. Maria II, também conhecida como Ponte do Douro, foi uma ponte suspensa que ligava as cidades do Porto e Vila Nova de Gaia, em Portugal.

Construída entre 1841 e 1843, foi a primeira ponte pênsil do país e uma das primeiras da Europa.

.

A construção da ponte pênsil D. Maria II foi impulsionada pela necessidade de uma ligação mais eficiente entre as duas cidades.

Até então, a travessia do Rio Douro era feita por barco, o que era lento e perigoso, especialmente em mau tempo.

A ponte foi projetada pelo engenheiro francês Jean-Baptiste Fontinelle e financiada por uma empresa privada.

.

A ponte pênsil D. Maria II teve um impacto significativo no desenvolvimento das cidades do Porto e Vila Nova de Gaia.

Facilitou o comércio e o transporte entre as duas margens do rio, impulsionando o crescimento económico da região.

A ponte também se tornou um marco importante na paisagem urbana do Porto, sendo um símbolo da inovação e do progresso da cidade.

.

Em 5 de fevereiro de 1855, a ponte pênsil D. Maria II ruiu durante uma forte tempestade.

O colapso da ponte causou a morte de cerca de 200 pessoas e feriu muitas outras.

A tragédia causou grande comoção em Portugal e no resto da Europa.

A causa exata do colapso da ponte pênsil D. Maria II nunca foi totalmente esclarecida.

No entanto, acredita-se que a forte tempestade, combinada com falhas na construção da ponte, contribuiu para o desastre.

.

A ponte pênsil D. Maria II foi reconstruída em 1859, mas foi desativada em 1906 e demolida em 1934.

Apesar de sua curta vida útil, a ponte teve um impacto significativo na história do Porto e de Vila Nova de Gaia.

A ponte foi um marco importante na engenharia civil portuguesa e um símbolo da inovação e do progresso da cidade.

 

NOTA: É importante notar que a ponte pênsil D. Maria II não deve ser confundida com a ponte ferroviária D. Maria Pia, que também liga as cidades do Porto e Vila Nova de Gaia.

A ponte D. Maria Pia foi construída em 1877 e ainda está em uso hoje.

.

A ponte pênsil D. Maria II tinha 170 metros de comprimento e 6 metros de largura.

A ponte era sustentada por 8 cabos de ferro, cada um com 155 metros de comprimento.

A ponte tinha duas torres de pedra de 18 metros de altura.

A ponte era gratuita para pedestres e animais, mas cobrava pedágio para veículos.

.

A ponte pênsil D. Maria II foi uma obra de engenharia notável que teve um impacto significativo no desenvolvimento das cidades do Porto e Vila Nova de Gaia.

A ponte foi um marco importante na paisagem urbana do Porto e um símbolo da inovação e do progresso da cidade.

O colapso da ponte em 1855 foi uma tragédia terrível que causou a morte de muitas pessoas.

No entanto, a ponte pênsil D. Maria II continua a ser lembrada como uma conquista importante na história da engenharia civil portuguesa.

.

.

Texto & Colorização da Fotografia: ©MárioSilva

.

.

Mário Silva 📷
02
Abr24

A Importância das Árvores Floridas nas Emoções Humanas


Mário Silva Mário Silva

A Importância das Árvores Floridas

nas Emoções Humanas

A02 DSC00634_ms

"A importância das árvores floridas nas emoções humanas" destaca o impacto positivo que as árvores floridas podem ter no nosso bem-estar emocional.

A fotografia, que mostra um campo de cerejeiras em flor, ilustra perfeitamente essa ideia.

As flores, com suas cores vibrantes e aromas delicados, evocam sentimentos de alegria, paz e serenidade.

A beleza natural das árvores floridas pode-nos inspirar e despertar a nossa criatividade.

Além disso, o simples ato de observar as flores pode-nos ajudar a relaxar e reduzir o stresse.

As árvores floridas também podem ser um símbolo de esperança e renovação.

A primavera, época em que muitas árvores florescem, é um momento de renascimento na natureza. Observar as flores desabrochando pode-nos dar a sensação de que novos começos são possíveis.

Estudos científicos comprovam os benefícios das áreas verdes para a saúde mental. Passar tempo em ambientes naturais, como parques e jardins, pode reduzir o estresse, a ansiedade e a depressão.

Além disso, o contato com a natureza pode melhorar o humor, a autoestima e a qualidade do sono.

No contexto da fotografia, podemos interpretar as cerejeiras em flor como um símbolo de amor e romance.

A cerejeira é uma flor muito apreciada no Japão, onde é considerada um símbolo de beleza e fragilidade. No Japão, existe a tradição de celebrar o "hanami", que consiste em observar as flores de cerejeira em companhia de familiares e amigos.

Em suma, as árvores floridas podem ter um impacto positivo nas emoções humanas de diversas maneiras. Elas podem evocar sentimentos de alegria, paz, esperança e amor. Além disso, o contacto com as árvores floridas pode melhorar a saúde mental e o bem-estar geral.

A frase pode ser interpretada como uma metáfora para a beleza e a fragilidade da vida.

A frase pode ser interpretada como uma anotação da importância de cuidar da natureza.

A frase pode ser interpretada como um convite para apreciar a beleza das coisas simples da vida.

A interpretação da frase depende do contexto em que ela é utilizada e da perspetiva individual de cada pessoa. No entanto, é inegável que as árvores floridas podem ter um impacto positivo nas emoções humanas.

.

Texto & Fotografia: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷

Águas Frias - Fevereiro 2024

Mais sobre mim

foto do autor

LUMBUDUS

blog-logo

Hora em PORTUGAL

Calendário

Maio 2024

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

O Tempo em Águas Frias

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.