Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MÁRIO SILVA "navegando" em ... águas frias

"Navegando" no Reino Maravilhoso por Terras de Monforte, especialmente na Aldeia de Águas Frias - Chaves - Trás-Os-Montes - PORTUGAL

MÁRIO SILVA "navegando" em ... águas frias

"Navegando" no Reino Maravilhoso por Terras de Monforte, especialmente na Aldeia de Águas Frias - Chaves - Trás-Os-Montes - PORTUGAL

30
Jun20

Um gato no telhado


Mário Silva Mário Silva

 

Um gato no telhado

 

repousado,
na cumeeira de um telhado
olhando
e desfrutando
breves miares ao luar
breves melodias pelo ar
que varrem esta aldeia
perdida entre outras aldeias…

DSC07643_msgostava de estar aí sentado
nessa cumeeira
beijada pela lua
gostava de escutar nesse lugar
os sons desta aldeia “viva”
escondido por entre os ramos da noite
e cantar,
com uma guitarra nas mãos


qualquer coisa sonante
ou uma qualquer balada…
mas não sou sequer ágil
para estar sentado
nessa cumeeira ao luar
nem tão pouco ágil
para despontar acordes
desta guitarra sem cordas…


                                                                                                       Bruno Ribeiro

 

🐈



Ver também:

https://www.facebook.com/mario.silva.3363

https://aguasfriaschaves.blogs.sapo.pt

https://mariosilva2020.blogs.sapo.pt

https://aguasfrias.blogs.sapo.pt

https://www.flickr.com/photos/7791788@N04/

https://www.youtube.com/channel/UCH8jIgb8fOf9NRcqsTc3sBA?view_as=subscriber

 

🐈                 🐈                🐈

 

 

 

 

 

 

04
Mai20

O Gato branco de Maria


Mário Silva Mário Silva

 

O Gato branco de Maria
 
Era uma vez uma senhora que se chamava Maria e que vivia com o filho na sua pequena e modesta casa nos arrabaldes da cidade. O marido dedicara toda a sua vida à arte da marcenaria, mas, desde que morrera, a sua carpintaria permanecia encerrada e a alegria como que se desvanecera por aquelas bandas. Apesar do rapaz ter aprendido algumas coisas do ofício com o pai, a verdade é que ele tinha outros planos para a sua vida.
Maria gostava de passar o maior tempo possível com o seu filho e dedicava-se com brio e aprumo às lides da casa. Gostavam de rezar juntos, falar de tudo e mais alguma coisa e passear pelos vales e montanhas da região.
 
Um dia passeavam nas margens de um lago que havia nas cercanias e chamou-lhes a atenção um gatinho que miava em cima de uma árvore.
 

Gato esbranquiçado, atento aos movimentos da máquina fotográfica ...

Era esbranquiçado e com o pelo alongado. Maria ficou logo preocupada e, como lhe pareceu que estava sozinho, com frio e faminto, pediu ao jovem que tentasse ir buscá-lo. Ele não apreciava particularmente os gatos, mas, como os desejos da mãe eram como se fossem ordens, imediatamente trepou à árvore para o apanhar.
 
Depois de o colocar no colo da mãe, o rapaz como que querendo aconselhá-la a não ficar com ele, disse-lhe que os gatos, apesar de serem animais de estimação, continuavam a partilhar todas as características dos felinos selvagens dos quais eram parentes. Referiu que eram fortes, ágeis, com grandes reflexos e sentidos apurados e possuíam instintos de caça, mas tinham uma personalidade muito vincada, independente, teimosa e individualista.
 
Maria sorriu com aquele discurso todo e, enquanto acariciava o gatinho, piscava o olho ao filho e chamava-lhe a atenção para o seu ronronar e para as turrinhas que dava e dizia doce e serenamente que os gatos eram animais muito fofos, amigáveis, afetivos, curiosos, brincalhões e excelentes companheiros.
 
Como o jovem já não via a mãe tão entusiasmada há tanto tempo, riu-se e condescendeu que levassem o gatinho para casa. Afinal, o gato também era uma criação de Deus e tinha a sua graça. Acreditava que nada acontecia por acaso e, como estava a pensar sair de casa para cumprir um sonho e realizar uma missão a que se sentia impelido, achou que o gatinho até poderia ter chegado na hora certa e ser uma boa companhia para a mãe na sua ausência.
 
Rapidamente Maria e o bichano se afeiçoaram e acostumaram um ao outro e nele eram evidentes os famosos dois traços: forte personalidade e muita doçura. Adorava a casa, pulava sobre a cama de Maria para lhe dar os bons dias, brincava muito consigo, dormia aos seus pés enquanto orava, ronronava ao seu redor procurando carinho, esfregava-se nas suas pernas para que o acariciasse e acompanhava-a ao rio para lavar a roupa e ao lago para passear.
 
Paulatinamente, Maria descobriu que podia aprender imenso com o seu gatinho para a sua vida pessoal e para a sua relação com Deus. Percebeu que os gatos eram seres autênticos, sinceros e honestos e jamais escondiam o que eram para agradar às pessoas. Compreendeu que não eram submissos nem influenciáveis pois decidiam o que queriam e escolhiam o que era melhor para eles. Descobriu que eram corajosos, audazes, destemidos, inteligentes, limpos, exigentes, persistentes e que lutavam pelos seus objetivos, jamais desistiam e não perdiam tempo com coisas sem importância. Deu-se conta que eram dóceis, amorosos, leais e davam-se totalmente às pessoas que conquistavam a sua confiança.
 
Maria sempre que ia ao encontro do filho, por onde quer que andasse, ficava cheia de saudades do gato. O jovem também se afeiçoara ao pequeno felino pois sentia que ele fazia bem à mãe. Perguntava-lhe sempre por ele e, quando a visitava, levava-lhe sempre alguma guloseima.
 
O gatinho gostava muito de ficar em casa, mas foi sempre visto a acompanhar Maria por ocasião da morte prematura do filho e era comovente a forma como mimava a dona no seu colo.
 
O pequeno felino branco do lago esteve com Maria até ao fim da sua vida e quando ela partiu, todos se admiravam e emocionavam ao vê-lo permanentemente a olhar para o céu.
 
 
 
 
 
 
29
Mar20

Águas Frias (Chaves) - - ... Os Dois Horizontes ...


Mário Silva Mário Silva

 

Os Dois Horizontes

 

Dois horizontes fecham nossa vida:

Águas Frias (Chaves) - ... a porta vermelha ...

... a velha porta vermelha ...

 

        Um horizonte, — a saudade
          Do que não há de voltar;
          Outro horizonte, — a esperança
          Dos tempos que hão de chegar;
          No presente, — sempre escuro,—
          Vive a alma ambiciosa
          Na ilusão voluptuosa
          Do passado e do futuro.

 

Águas Frias (Chaves) - ... o gatito que "fugiu" para o campo para evitar o contacto social com outros gatos ...

... o gatito que "fugiu" para o campo para evitar o contacto social com outros gatos ...

 

         Os doces brincos da infância
          Sob as asas maternais,
          O vôo das andorinhas,
          A onda viva e os rosais;
          O gozo do amor, sonhado
          Num olhar profundo e ardente,
          Tal é na hora presente
          O horizonte do passado.

 

Águas Frias (Chaves) - ... casa na Aldeia (Lampaça) ...... casa na Aldeia (Lampaça) ...

 

          Ou ambição de grandeza
          Que no espírito calou,
          Desejo de amor sincero
          Que o coração não gozou;
          Ou um viver calmo e puro
          À alma convalescente,
          Tal é na hora presente
          O horizonte do futuro.

 

Águas Frias (Chaves) - ... ave colorida (Pisco de peito ruivo - "Erithacus rubecula") de belo canto, alegrando o "silêncio" dos campos ...... ave colorida (Pisco de peito ruivo - "Erithacus rubecula") de belo canto, alegrando o "silêncio" dos campos ...

 

          No breve correr dos dias
          Sob o azul do céu, — tais são
          Limites no mar da vida:
          Saudade ou aspiração;
          Ao nosso espírito ardente,
          Na avidez do bem sonhado,
          Nunca o presente é passado,
          Nunca o futuro é presente.

 

Águas Frias (Chaves) - ... a igreja matriz, mesmo em situação de "quarentena" ladeada de árvores "vestidas" de flores brancas ...... a igreja matriz, mesmo em situação de "quarentena" ladeada de árvores "vestidas" de flores brancas ...

 

          Que cismas, homem? – Perdido
          No mar das recordações,
          Escuto um eco sentido
          Das passadas ilusões.
          Que buscas, homem? – Procuro,
          Através da imensidade,
          Ler a doce realidade
          Das ilusões do futuro.

 

Águas Frias (Chaves) - ... galinhas caseiras ...... galinhas caseiras Vivem alegremente (afinal não é a "gripe aviária") ...

 

Dois horizontes fecham nossa vida.

                                                                                                                    Machado de Assis, in "Crisálidas"

 

 

Até breve !!!!

 

 

 

 

 

 

 

22
Fev20

Águas Frias (Chaves) - ... a névoa ... o "mar" de Trás-Os-Montes ...


Mário Silva Mário Silva

 

... a névoa ...

... o "mar" de Trás-Os-Montes ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... a névoa - o mar de Trás-Os-Montes ...... a névoa - o mar de Trás-Os-Montes ...

 

Desce a névoa da montanha

 

Águas Frias (Chaves) - ... é preciso limpar o terreno das ervas daninhas, para se poder iniciar as sementeiras e plantações ...

 ... é preciso limpar o terreno das ervas daninhas, para se poder iniciar as sementeiras e plantações ...

 

“A névoa involve a montanha,
Húmido, um frio desceu.
O que é esta mágoa estranha
Que o coração me prendeu?

 

Águas Frias (Chaves) - ... uma casa que ainda nos relembra o passado da Aldeia ...

... uma casa que ainda nos relembra o passado da Aldeia ...

 

Parece ser a tristeza
De alguém de quem sou actor,
Com fantasiada viveza
Tornada já minha dor.

Águas Frias (Chaves) - ... os pote de ferro, em lareira limpa ...

... os potes de ferro, em lareira limpa ...

 

Mas, não sei porquê, me dói
Qual se fora eu a ilusão;
E há névoa em tudo o que foi
E frio em meu coração.”

Novas Poesias Inéditas. Fernando Pessoa

Águas Frias (Chaves) - ... a igreja matriz banhada pela luz brilhante dos esporádicos raios de sol ...... a igreja matriz banhada pela luz brilhante dos esporádicos raios de sol ...

 

Em 1930, Fernando Pessoa publicou num do jornal açoriano um poema até então inédito. “Névoa” apareceu junto a “Minuete Invisível”, que tinha sido apresentado pela primeira vez no primeiro (e único) número da Portugal Futurista, e a um texto de apresentação assinado pelo jornalista Rebelo de Bettencourt.

 

Águas Frias (Chaves) - ... o gato apanhando os preciosos raios de sol em dias de inverno ...

... o gato apanhando os preciosos raios de sol em dias de inverno ...

 

Depois dessa data, o poema não voltou a ser publicado. Caiu no esquecimento, até que um investigador o encontrou, por acaso, mais de 80 anos depois.

Águas Frias (Chaves) - ... uma antiga varanda (que penso que já não existe) ....... uma antiga e tradicional varanda transmontana (que penso que já não existe) ....

 

Agora, entrou finalmente para o corpus pessoano, ao ser incluído no mais recente volume da edição crítica da Imprensa Nacional-Casa da Moeda (INCM).

 

Águas Frias (Chaves) - ... o pôr do sol, atrevido, em dias de inverno ...

... o flamejante pôr do sol, atrevido, em dias de inverno ...

 

 

Até breve !!!

 

 

 

 

 

 

 

23
Nov19

Águas Frias (Chaves) - ... A Aldeia com uns pingos de outono ...


Mário Silva Mário Silva

 

... A Aldeia

com uns pingos

de outono ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... a igreja matriz em tons outonais ...

... a igreja matriz em tons outonais ...

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... os diópiros atravessam o muro e embelezam-no ...

... os diópiros atravessam o muro e embelezam-no ...

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... o Henrique "Parente" indo para o campo com a sua sachola ao ombro e o balde para recolher alguns produtos da horta ...

 ... o Henrique "Parente" indo para o campo com a sua sachola ao ombro e o balde

para recolher alguns produtos da horta ...

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... mais uma vista sobre a Aldeia ...

... mais uma vista sobre a Aldeia ...

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... ave (Chapim real - "Parus major") picando o ramo à procura de larvas ou insetos para o seu almoço ...

... ave (Chapim real - "Parus major") picando o ramo à procura de larvas ou insetos

para o seu almoço ...

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... o Castelo de Monforte de Rio Livre (monumento nacional) por entre as giestas ...

... o Castelo de Monforte de Rio Livre (monumento nacional) por entre as giestas ...

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... As eólicas vistas ao longe, na serra do Larouco ...

... as eólicas vistas ao longe, na serra do Larouco ...

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... o gato aproveitando um dia de sol outonal,  e rodeado de flores que ainda resistem ...

... o gato aproveitando um dia de sol outonal, e rodeado de flores que ainda resistem ...

 

 

 

Até breve !!!

 

 

 

 

 

 

02
Ago19

Águas Frias (Chaves) - Imagens com mais de 10 anos ... umas ainda atuais ... outras nem tanto ...


Mário Silva Mário Silva

 

Imagens com mais de 10 anos

... umas ainda atuais ...

outras nem tanto ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... casa na Aldeia, agora restaurada (fica para memória futura) ...

... casa na Aldeia, agora restaurada (fica para memória futura) ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... outra visão da Igreja Matriz ...

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... uma vista (parcial) da Aldeia ...

 ... uma vista (parcial) da Aldeia ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... Imagens em azulejo, no interior da escola, daqueles que beneméritamente deram o espaço e construiram a Escola ...

... Imagens em azulejo, no interior da escola, daqueles que beneméritamente deram o espaço e construiram a Escola

(Thereza de Contins Soares e Alfredo de Moraes Soares) ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... os gatitos ...

... os gatitos, escondidos, de cabeça de fora ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... uma casa na Aldeia na Rua da Paz ...

... uma casa na Aldeia, na Rua da Paz ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... a flor de cato e a abelha colhendo o seu alimento para fazer o saboroso mel ...

... a flor de cato e a abelha colhendo o seu alimento para fazer o saboroso mel ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... as "churrascadas " que se faziam com alguma frequência , em agosto, quando o parque de merenda envolvente ao Castelo de Monforte de Rio Livrre, ainda não estava ao abandono e era um local aprazível para convívio.  Agora  ... !

... as "churrascadas " que se faziam com alguma frequência , em agosto, quando o parque de merenda envolvente ao Castelo de Monforte de Rio Livre, ainda não estava ao abandono e era um local aprazível para convívio.

Agora ... !

 

Águas Frias (Chaves) - ... casa da Aldeia que já foi reconstruida (fica como memória futura) ...

... casa da Aldeia que já foi reconstruida

(mas fica como memória futura) ...

 

 

Até breve !!!

 

 

 

 

 

 

12
Mai19

Águas Frias (Chaves) - ...12 de maio - Dia Internacional do Enfermeiro ...


Mário Silva Mário Silva

 

 

12 de maio

Dia Internacional do Enfermeiro

 

Águas Frias (Chaves) - ... o campo cravejado de flores campestres ...

... o campo pintalgado de flores campestres "margarida vulgar (Bellis perennis)" ...

 

******

 

O Dia Internacional do Enfermeiro celebra-se a 12 de maio.

 

Este dia visa homenagear todos os enfermeiros do mundo e relembrar a importância destes profissionais da enfermagem na prestação de cuidados de saúde à população em geral. É o dia do calendário em que todos os enfermeiros do mundo estão de parabéns, sendo que eles celebram a vida e a enfermagem todos os dias do calendário.

 

Origem da data

O Dia Internacional do Enfermeiro foi criado pelo Conselho Internacional de Enfermeiros, que todos os anos distribui um kit informativo deste dia e elege um tema para a celebração.

A data foi escolhida por assinalar o aniversário do nascimento de Florence Nightingale, que é considerada a fundadora da enfermagem moderna.

Florence Nightingale nasceu em Florença no dia 12 de maio de 1820. As visitas constantes que fazia com sua mãe a doentes foram decisivas na escolha do Florence pelo curso de enfermagem.

Florence estudou, publicou estudos comparativos e foi convidada para superintendente de enfermeiras voluntárias na Guerra da Cimeira, em 1853. Nessa altura, as inovações trazidas por ela à enfermagem resultavam na diminuição de mortes de 42,2% para 2,2%.

A sua dedicação rendeu-lhe a condecoração da Cruz Vermelha Real em 1883.

Atividades do Dia Internacional da Enfermagem

Para comemorar a data, decorrem vários simpósios e conferências pelo país e pelo mundo com vista à análise de vários aspetos da profissão, assim como a identificação de novas perspetivas e desafios que se impõem diariamente aos enfermeiros.

Da mesma forma, esta classe de profissionais tenta apelar a um estilo de vida saudável junto da população, com a realização de campanhas, exibição de vídeos, etc.

 

Águas Frias (Chaves) - ... casas na Aldeia ...

... casas na Aldeia ...

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... colorida borboleta, apoiada em duas flores ...

... colorida borboleta, apoiada em duas flores ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... a mina de água, o tanque e a mesa ...

... a "mina" de água, o tanque e a mesa ...

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... como vemos, da Aldeia, o Castelo de Monforte de Rio Livre (monumento nacional) ...

... como vemos, da Aldeia, o Castelo de Monforte de Rio Livre (monumento nacional) ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... a arte na construção de arrumos, no campo ...

... a arte na construção de arrumos, no campo ...

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... casa na Aldeia ...

... casa na Aldeia ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... o gato à "janela" ...

... o gato à "janela" ...

 

 

Até breve !!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

01
Mar19

Águas Frias (Chaves) - ... 1 de março - Dia Mundial da Proteção Civil ...


Mário Silva Mário Silva

 

1 de março

Dia Mundial da Proteção Civil

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... gatito espreitando por entre as pedras esverdeadas ...

... gatito espreitando por entre as pedras esverdeadas ...

 

O Dia Mundial da Proteção Civil, ou Dia Internacional da Proteção Civil, é uma data global instituída pela Organização Internacional de Proteção Civil (OIPC). Foi escolhido o dia 1 de março já que foi neste dia que entrou em vigor a Constituição desta organização.

O objetivo do dia é chamar a atenção dos vários países do mundo para a importância da proteção civil, nomeadamente para a prevenção e para a coordenação de esforços em caso de emergência e calamidade.

A proteção civil surgiu em 1949 no protocolo 1 do Tratado de Genebra “Proteção das vítimas dos conflitos internacionais armados”, definindo-se como um sistema nacional de gestão dos serviços de emergência que proporciona assistência e proteção a toda a população perante um desastre ou acidente.

Dia da Proteção Civil em Portugal

Em Portugal comemora-se a data oficialmente como Dia da Proteção Civil, no mesmo dia 1 de março, sendo uma efeméride criada pelo Despacho 6915/2008 de 21 de fevereiro do Ministro da Administração Interna.

A coordenação das comemorações do Dia da Proteção Civil está a cargo da Autoridade Nacional de Proteção Civil e de outras entidades com agentes do sistema nacional de proteção civil. Organizam-se habitualmente simulações, exposições, ações de sensibilização e outras iniciativas que tentam informar e integrar a população em geral na proteção civil.

Em 2016 celebrou-se em Lisboa a data com o seminário “Proteção Civil e Sociedade do Risco”. Em 2015 o tema do Dia da Proteção Civil foi "A Proteção Civil e a Educação para o Risco".

 

Águas Frias (Chaves) - ... o tanque e a Aldeia ...

... o tanque e a Aldeia ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... ave descansando no ramo seco - Papa-moscas-cinzento (Muscicapa striata) ...

... ave descansando no ramo seco - Papa-moscas-cinzento (Muscicapa striata) ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... Rua Cimo de Vila ...

... rua Cimo de Vila ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... a carroça e as cebolas a secar ...

... a carroça e as cebolas a secar ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... marco do correio vermelho ...

... marco do correio vermelho ...

 

 

Até breve !!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

10
Nov18

Águas Frias (Chaves) - "... Se o Inverno não erra caminho, tê-lo-ei pelo São Martinho ..."


Mário Silva Mário Silva

 

 

 

"... Se o Inverno não erra caminho,

tê-lo-ei pelo São Martinho ..."

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... gato lavando a cara ... sinal de chuva ...

     ... gato lavando a "cara" ... sinal de chuva ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... o largo do "Concelho" ...

     ... o largo do "Concelho" ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... casas na Lampaça ...

     ... casas na Lampaça ...  já com a lareira acesa ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... flor de açafrão ...

     ... flores de açafrão ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... cogumelo ... (penso que é daqueles que só se comem uma vez na Vida) ...

     ... cogumelo ... (penso que é daqueles que só se comem uma vez na Vida) ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... trabalhando a terra com trator ...

     ... trabalhando a terra com trator ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... vendo o castanheiro pelo buraco de outro velho castanheiro ...

     ... vendo o castanheiro pelo buraco de outro velho castanheiro ...     

 

 

 

 

 

Até breve !!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

27
Out18

Águas Frias (Chaves) - " ... No Outono o Sol tem sono ..."


Mário Silva Mário Silva

 

 

 

" ... No Outono

o Sol tem sono ..."

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... o castelo de Monforte de Rio Livre (monumento nacional) ... em tons de cinzento pois é,certamente, essa a cor que as entidades competentes devem ver este património nacional !!!!!????? ...

     ... o castelo de Monforte de Rio Livre (monumento nacional) ... em tons de cinzento pois é,certamente, essa a cor que as entidades competentes devem ver este património nacional !!!!!????? ...    

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ...vista da aldeia em tons de cinzento ... anunciando o tempo que por aí virá ...

     ...vista da aldeia em tons de cinzento ... anunciando o tempo que por aí virá ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... o pastor e o seu rebanho ...

     ... o pastor e o seu rebanho ...     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... uma casa na Aldeia (que fica para memória futura) ...

     ... uma casa na Aldeia (que fica para memória futura) ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... varanda ... "rendilhada" ...

     ... varanda ... "rendilhada" ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... o gato descansando sob os raios de sol outonal em cima do fontanário ...

     ... o gato descansando sob os raios de sol outonal em cima do fontanário ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... as castanhas espreitando nos ouriços ...

     ... as castanhas espreitando aconchegadas dentro dos ouriços ...     

 

 

 

 

Até breve !!!