Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MÁRIO SILVA - Fotografia, Pintura & Escrita

*** *** A realidade é a "minha realidade" em imagens (fotografia, pintura) e escrita

05
Abr24

“Primula vulgaris” & “Viola riviniana Rchb”


Mário Silva Mário Silva

“Primula vulgaris” & “Viola riviniana Rchb”

A05 DSC04131_ms

A fotografia mostra duas flores: uma prímula (Primula vulgaris) e uma violeta campestre (Viola riviniana Rchb).

A prímula, também conhecida como páscoas, pão-de-leite, pão-e-queijo, primavera, quejadilho ou rosa-de-páscoa, é uma planta com flores da família Primulaceae. É nativa da Europa, Ásia e América do Norte. A prímula vulgaris é uma planta perene que cresce até 20 cm de altura. As folhas são verdes e lanceoladas, e as flores são amarelas, brancas, vermelhas ou roxas. A prímula floresce na primavera e no verão.

A violeta campestre é uma planta com flores da família Violaceae. É nativa da Europa e da Ásia. A Viola riviniana Rchb é uma planta anual que cresce até 30 cm de altura. As folhas são verdes e cordiformes, e as flores são lilás ou azuis. A violeta campestre floresce na primavera e no verão.

Na fotografia, a prímula está em primeiro plano e a violeta campestre está em segundo plano. As flores estão ambas em plena floração.

A prímula tem flores amarelas e a violeta campestre tem flores lilás. O fundo da fotografia é desfocado.

.

Texto & Fotografia: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
19
Mar24

Narciso-dos-poetas ou Pincheis (Narcissus triandrus)


Mário Silva Mário Silva

Narciso-dos-poetas ou Pincheis

(Narcissus triandrus)

M13 DSC05979_ms

Nomes comuns: Pinchéis; Narciso-dos-poetas; Narciso-triandro; Copo-de-leite; Flor-de-Lis; Trompeta-de-anjo

Características:

Planta bulbosa perene

Folhas lineares, verde-escuras

Flores brancas com centro amarelo

Floresce na primavera

Prefere solos húmidos e ensolarados

Pode atingir até 30 cm de altura

Importância na biodiversidade:

Polinizada por abelhas e outros insetos

Importante fonte de alimento para insetos

Contribui para a beleza natural da paisagem

Espécie protegida em Portugal

A fotografia mostra duas flores de pinchéis. As flores são brancas com centro amarelo e estão penduradas em um caule. As flores estão em plena floração e são cercadas por folhas verdes.

O narciso-dos-poetas é uma espécie comum em Portugal, podendo ser encontrado em prados, bosques e margens de rios.

Curiosidades:

O nome científico da espécie, "Narcissus triandrus", deriva do grego "narkissos", que significa "adormecer", e do latim "triandrus", que significa "com três estames".

O narciso-dos-poetas é uma das flores mais referenciadas na literatura e na arte.

Na mitologia grega, Narciso era um jovem vaidoso que se apaixonou pela sua própria imagem refletida na água.

.

Texto & Fotografia: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
11
Out23

Flores de açafrão (Crocus sativus) - Águas Frias - Chaves - Portugal


Mário Silva Mário Silva

Flores de açafrão (Crocus sativus)

Águas Frias - Chaves - Portugal

O07 Flores de Açafrão 2_ms-moldura

As flores de açafrão (Crocus sativus) são pequenas e delicadas, mas são também extremamente belas. Originárias da Caxemira, na Índia, as flores de açafrão são cultivadas em todo o mundo, mas são mais conhecidas pela sua importância na culinária e na medicina tradicional.

As flores de açafrão são de cor roxa ou violeta, com pistilos longos e finos. As flores florescem no outono, e duram apenas alguns dias.

As flores de açafrão são frequentemente usadas em arranjos florais, pois são delicadas e elegantes. Também são usadas em festas e cerimónias, pois são consideradas um símbolo de prosperidade e riqueza.

As flores de açafrão são usadas para produzir açafrão, uma especiaria cara e valiosa. O açafrão é um corante natural, e é usado em muitos pratos culinários, como paella, risotto e frango ao curry. Também é usado em sobremesas, como arroz doce e bolos.

Além de ser usado na culinária, o açafrão também é usado na medicina tradicional. O açafrão tem propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes e antidepressivas. Também é usado para tratar problemas digestivos, como náuseas e vómitos.

O cultivo das flores de açafrão é um processo laborioso e caro. As flores são cultivadas em campos de terra seca e arenosa. Os bolbos das flores são plantados no outono, e as flores florescem no inverno.

Os estigmas das flores são colhidos à mão, um a um. Os estigmas são então secos ao sol ou em fornos.

O açafrão é uma das especiarias mais caras do mundo. O preço do açafrão é devido à sua raridade e ao processo de cultivo laborioso.

As flores de açafrão são pequenas e delicadas, mas são também extremamente belas e importantes. As flores são usadas na culinária e na medicina tradicional, e são um símbolo de prosperidade e riqueza.

.

Texto & FotoPintura: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
30
Jul23

AS FLORES SILVESTRES E A ALDEIA


Mário Silva Mário Silva

.

AS FLORES SILVESTRES E A ALDEIA

22 DSC08288_ms

.

Era uma vez, numa bela aldeia rural, flores silvestres roxas que enchiam os campos com sua beleza estonteante e vibrante.

 Essas flores faziam as delícias dos aldeões, que costumavam fazer longas caminhadas para apreciar sua fragrância e admirar sua elegância.

A cor roxa dessas flores silvestres era única e diferente de qualquer outra flor encontrada na área.

Ninguém sabia de onde elas vinham; elas pareciam ter surgido da noite para o dia e floresceram sem nenhum cuidado ou cultivo na aldeia.

Com o passar do tempo, os aldeões começaram a contar histórias e rumores sobre essas flores. Alguns disseram que foram trazidos por fadas que viviam na floresta próxima para trazer cor e alegria para a aldeia.

Outros acreditavam que eram um presente dos deuses para abençoar as pessoas que ali viviam.

Num verão, quando as flores estavam em plena floração, uma garotinha chamada Maria começou a se questionar sobre a história das flores e de onde elas vieram.

Ela decidiu perguntar à avó sobre as flores silvestres roxas e por que elas eram tão únicas e amadas na aldeia.

Sua avó levou Maria para um longo passeio pelo campo e, enquanto caminhavam e apreciavam a beleza e a fragrância das flores, ela começou a contar a história dessas flores.

Há muitos anos, quando os primeiros habitantes chegaram à aldeia, encontraram a terra árida e seca.

Eles tentaram cultivar a terra e plantar, mas nada parecia crescer.

Uma noite, o ancião da aldeia sonhou com uma flor roxa que traria beleza e fertilidade à terra. Ele acordou e compartilhou seu sonho com os restantes habitantes, que decidiram procurar por essas flores, na esperança de encontrar a solução para seu problema.

Eles procuraram por meses e meses, nas florestas, montanhas e vales, até encontrarem as flores silvestres roxas que pareciam crescer sem nenhum cuidado ou cultivo.

Eles pegaram as flores e as plantaram na aldeia e, para sua surpresa, a terra começou a florescer com vida e fertilidade.

As colheitas cresceram, os animais prosperaram e a aldeia tornou-se próspera.

Desde então, todos os verões, os aldeões comemoram sua boa sorte decorando as suas casas e ruas com lindas flores silvestres roxas, e Maria, que ouviu a história da sua avó, entendeu o amor e o orgulho que os aldeões sentiam por essas flores.

A partir daquele dia, Maria fazia longas caminhadas para admirar a beleza das flores silvestres roxas, sabendo que não eram apenas flores, mas um símbolo de esperança, fortuna e amor por sua aldeia.

.

Texto & Fotografia: ©MárioSilva

.

 

Mário Silva 📷
05
Jul23

História de uma flor campestre roxa que queria ser uma begónia


Mário Silva Mário Silva

.

História de uma flor campestre roxa

que queria ser uma begónia

02 DSC03981_ms

.

A história da flor campestre roxa começa num campo vasto e colorido, onde ela crescia livremente entre outras plantas.

Mas a flor sempre se sentiu diferente, como se não pertencesse àquele lugar.

Ela observava as begónias em jardins próximos e sonhava em ser como elas, com suas flores grandes e vistosas.

A flor campestre roxa começou a desejar intensamente ser uma begônia, mas não sabia como fazer isso acontecer.

Ela tentou mudar sua aparência, mas nada funcionava.

Foi então que um dia, um jardineiro notou a tristeza da flor e lhe explicou que cada planta tem sua beleza única e que ela deveria valorizar suas próprias caraterísticas.

A flor campestre roxa entendeu o conselho do jardineiro e começou a apreciar a sua própria beleza.

Ela percebeu que suas flores pequenas e delicadas eram tão bonitas quanto as begónias e que ela não precisava ser outra planta para ser especial.

A partir desse momento, a flor campestre roxa floresceu ainda mais e se tornou uma das plantas mais admiradas do campo.

Ela aprendeu que a verdadeira beleza está em aceitar como é e valorizar suas próprias caraterísticas, não em tentar ser como os outros.

A história da flor campestre roxa nos ensina a importância da autoaceitação e da valorização da nossa singularidade, e mostra-nos que cada um de nós é especial à sua maneira.

Ela também nos ensina que muitas vezes precisamos de alguém para nos mostrar o valor que temos e nos encorajar a acreditar em nós mesmos.

O jardineiro foi essa pessoa para a flor campestre roxa, e podemos ser essa pessoa para aqueles ao nosso redor.

Devemos lembrar que todos têm algo especial e único para oferecer, e que é importante apreciar e valorizar essas diferenças. Ao fazê-lo, podemos florescer e nos tornar a melhor versão de nós mesmos, assim como a flor campestre roxa.

Portanto, devemos abraçar a nossa individualidade e não nos comparar com os outros, porque é isso que nos torna únicos e especiais.

A história da flor campestre roxa é um lembrete de que a verdadeira beleza vem de dentro e que devemos nos amar e aceitar como somos.

.

Texto & Fotografia: ©MárioSilva

.

 

 

Mário Silva 📷
22
Ago22

22 DE AGOSTO … ESTE É UM DIA FANTÁSTICO …


Mário Silva Mário Silva

.

 

ALGUÉM NASCEU … PARA SER FELIZ E … FAZER FELIZ O COMPANHEIRO QUE ESCOLHEU PARA TODA A VIDA.

NÃO FOI, CERTAMENTE, SÓ OBRA DO ACASO, QUE ESCOLHEU O DIA EM QUE NASCEU PARA CELEBRAR O SEU CASAMENTO (41 anos).

.

A “singela e simples” FLOR também pode ser “poderosa” e “a sua beleza” deslumbrar o mundo que por ser “delicada” e não “espampanante”, muitos não descubram a sua beleza interior e exterior, a sua delicadeza, bondade, amizade sincera, trabalhadora, amorosa, dedicada -  “uma força da Natureza” e menosprezem como sendo mais uma “simples” FLOR.

Mas não … ela é a FLOR.

PARABÉNS !!!!

22 DSC05206_ms_marca d'água

.

Um casamento feliz é poder ter a oportunidade de se apaixonar todos os dias pela mesma pessoa, pelo resto da vida.

.

Que nunca falte carinho e compreensão, os ingredientes necessários para um casamento feliz!

.

Não existe casamento feliz sem os dois parceiros felizes.

.

Um casamento feliz deve ser baseado em somas e multiplicações, não em subtrações e divisões.

.

Um casamento feliz, além da própria felicidade, também é feito dos momentos de desafios que são enfrentados pelo casal unido.

.

Um casamento feliz é muito mais que dar boas risadas juntos. É amar, cuidar e proteger todos os dias.

.

Casamento feliz é aquele em que o casal acorda todos os dias com a certeza de ter se casado com a pessoa certa.

.

.

Texto e Fotografia: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
21
Dez20

Uma margarida no meio da "natureza morta" - Águas Frias - Chaves - PORTUGAL


Mário Silva Mário Silva

 

.

******************************************************************************************

E no meio da “natureza morta”, eis que nasce uma margarida comum. Uma pequena “ilha de cor” no meio dos castanhos e cinzento do início do inverno. Estas pequenas maravilhas podem ser observadas na maravilha da aldeia transmontana de Águas Frias – Chaves – Portugal.

******************************************************************************************

DSC02382_ms

 

Bellis perennis é uma espécie europeia comum de margarida, da família Asteraceae, muitas vezes considerada a espécie arquetípica desse nome.

Muitas plantas relacionadas também compartilham o nome de "margarida", portanto, para distinguir esta espécie de outras margaridas, às vezes é qualificada como margarida comum

🌼

.

Ver também:

https://www.facebook.com/mario.silva.3363

https://mariosilva2020.blogs.sapo.pt/

http://aguasfrias.blogs.sapo.pt

https://aguasfriaschaves.blogs.sapo.pt/

www.flickr.com/photos/7791788@N04

https://www.youtube.com/channel/UCH8jIgb8fOf9NRcqsTc3sBA...

https://twitter.com/MrioFernandoGo2

https://www.instagram.com/mario_silva_1957/

.

Mário Silva 📷
01
Set20

Flores campestres - Grannyvine - "Ipomoea tricolor"


Mário Silva Mário Silva

 

Flores campestres

Grannyvine - "Ipomoea tricolor"

 

Flores campestres captadas em

Águas Frias – Chaves - PORTUGAL

 

Ipomoea tricolor popularmente conhecida como Glória da Manhã (Morning Glory) um nome com o qual são conhecidas muitas espécies de Ipomoeas, em especial as variedades da Ipomoea purpurea.

É uma trepadeira anual da família das Convolvulaceas, uma planta bela e ornamental para sacadas, cercas e suportes em geral.

DSC04533_ms

 

De flores azuis rajadas com cinco pontas formando uma estrela de centro amarelo em cada flor, uma única planta pode crescer bastante e produzir muitas flores e sementes.

 

🌸

 

Ver também:

https://www.facebook.com/mario.silva.3363

https://mariosilva2020.blogs.sapo.pt/

http://aguasfrias.blogs.sapo.pt

https://aguasfriaschaves.blogs.sapo.pt/

www.flickr.com/photos/7791788@N04

https://www.youtube.com/channel/UCH8jIgb8fOf9NRcqsTc3sBA?view_as=subscriber

 

 🌸

 

 

Mário Silva 📷
27
Jul20

As flores no caminho


Mário Silva Mário Silva

 

As flores no caminho

.

"Maravilhas nunca faltaram ao mundo, o que sempre falta é a capacidade de senti-las e admirá-las."

DSC00743_ms

"Se as coisas são inatingíveis... ora!
não é motivo para não as querer.
Que tristes os caminhos, se não fora
a mágica presença das flores!"

Mário de Miranda Quintana

.

                                                                       🌼🌸🌼🌻

.

Ver também:

https://www.facebook.com/mario.silva.3363

https://mariosilva2020.blogs.sapo.pt/

http://aguasfrias.blogs.sapo.pt

https://aguasfriaschaves.blogs.sapo.pt/

www.flickr.com/photos/7791788@N04

https://www.youtube.com/channel/UCH8jIgb8fOf9NRcqsTc3sBA?view_as=subscriber                                

.

🌼          🌸          🌼          🌻

.

Logo Mário Silva 2

 

 

 

 

Mário Silva 📷
18
Jul20

Flor campestre  - Sargaço-branco  (Halimium ocymoides) 


Mário Silva Mário Silva

Flor campestre 

Sargaço-branco

 (Halimium ocymoides) 

 

Pequeno arbusto (até 1 metro de altura) da família Cistaceae, com caules geralmente eretos, muito ramificados, com ramos estéreis e férteis, aqueles com folhas cinzento-esbranquiçadas e tomentosas e estes com folhas verdes e quase sem pelos. Flores dispostas em cimeiras pouco densas, com pedúnculos finos e compridos e com corola formada por pétalas tingidas de amarelo vivo, com manchas escuras na base.

DSC06561_ms

Distribuição: Península Ibérica e Norte de Marrocos. Em Portugal, distribui-se de forma descontínua por todo o território do Continente.

Habitat: Clareiras de matos e bosques, bermas de caminhos, em zonas com clima algo húmido, sobre solos ácidos pouco profundos.

Floração: de maio a julho

.

                                                                        🌸

.

Ver também:

https://www.facebook.com/mario.silva.3363

https://mariosilva2020.blogs.sapo.pt/

http://aguasfrias.blogs.sapo.pt

https://aguasfriaschaves.blogs.sapo.pt/

www.flickr.com/photos/7791788@N04

https://www.youtube.com/channel/UCH8jIgb8fOf9NRcqsTc3sBA?view_as=subscriber

.                            

                                                     🌸                    🌸                    🌸

 

Logo Mário Silva 2

 

.

Mário Silva 📷
06
Jul20

MUDAM-SE OS TEMPOS, MUDAM-SE AS VONTADES


Mário Silva Mário Silva

 

MUDAM-SE OS TEMPOS,

MUDAM-SE AS VONTADES

 

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
muda-se o ser, muda-se a confiança;
todo o Mundo é composto de mudança,
tomando sempre novas qualidades.

Continuamente vemos novidades,
diferentes em tudo da esperança;
do mal ficam as mágoas na lembrança,
e do bem (se algum houve), as saudades.

DSC07451_msO tempo cobre o chão de verde manto,
que já coberto foi de neve fria,
e, enfim, converte em choro o doce canto.

E, afora este mudar-se cada dia,
outra mudança faz de mor espanto,
que não se muda já como soía.

 

Luís Vaz de Camões

 

                                                                                              🎆

 

Ver também:

https://www.facebook.com/mario.silva.3363

https://aguasfriaschaves.blogs.sapo.pt

https://mariosilva2020.blogs.sapo.pt

https://www.flickr.com/photos/7791788@N04/

https://www.youtube.com/channel/UCH8jIgb8fOf9NRcqsTc3sBA?view_as=subscriber

   

                            🎆               🎆              🎆

 

 

 

 

.

 

Mário Silva 📷
18
Jun20

Planta Campestre - "Serapias vomeracea"


Mário Silva Mário Silva

 

Serapias vomeracea

 

Serapias vomeracea , nome comum serapias de lábios longos ou serapias de arado , é uma espécie de orquídea do gênero Serapias.

 

Etimologia

O nome Serapias do gênero deriva do grego Sarapis , o deus greco-egípcio, já usado nos tempos antigos para nomear algumas orquídeas. O nome latino vomeracea desta espécie refere-se à forma da porção apical do labelo (epicile), remanescente do arado.

DSC00438 _ Serapias vomeracea_ms

Descrição

Serapias vomeracea é uma planta herbácea perene com dois tubérculos subterrâneos ovóides. Esta espécie é altamente variável em cor e forma. Atinge uma altura de 20 a 40 centímetros com um máximo de 60 centímetros. O caule é verde, com duas folhas basais membranosas e 6-8 folhas superiores, lanceoladas e verdes ou avermelhadas brilhantes.

 

A inflorescência é composta por uma haste estreita e alongada, com três a dez flores. As brácteas relevantes são lanceoladas e muito mais longas que as tepals . Sua cor é vermelho-púrpura, com venação longitudinal mais escura. Os tepals externos são lanceolados e eretos, formando uma estrutura semelhante a um capacete. Sua cor é vermelho-púrpura ou rosada, com veias de cor mais escura. As tépalas laterais internas são roxo-acastanhadas e quase totalmente escondidas pelo capacete.

 

O labelo é vermelho-tijolo, trilobado e maior que os outros tepals. A porção basal (hipótilo) do labelo é côncava e encerrada no capacete, com dois lobos laterais elevados e peludos. A porção apical do labelo (epicile) é lanceolada triangular, geralmente vermelho-púrpura e bastante cabeluda. O dente reto está ausente. O período de floração se estende de março a junho.

 

🌾               🌿               🌾

 

Ver também:

 
 
 
 
🌾               🌿               🌾
 
 
Mário Silva 📷
15
Jun20

Raízes de sentimento em campos floridos


Mário Silva Mário Silva

 

 

Raízes de sentimento

em campos floridos

 

“Quem tentar possuir uma flor, verá sua beleza murchando. Mas quem apenas olhar uma flor num campo, permanecerá para sempre com ela.”

 

DSC01715_ms

 

Raízes de sentimento em campos floridos

 

Paisagens de vida em sentido imaginário

Jardins em flor, perfumes desvinculados

Verdes ansiedades em desejo perdulário

Toques fortes em corações apaixonados

 

Reflexão concebida em neutros desejos

Amor sentido no estrelar do sentimento

Aguam lábios com sabor a doces beijos

Arejadas flores imergem ao pensamento

 

Fantasias imaginárias em solitário pensar

Emoções mélicas afluem perante o luar

Gerando sorrisos ajustados em reflexão

 

Raízes de sentimento em campos floridos

Confundem imaginários e puros sentidos

Na revolta da incerteza do nobre coração

.....................

R y k @ r d o

 

🌼               🍂               🌼   

 

 

Ver também:

Mário Silva 📷
03
Jun20

Flores campestres amarelas ...


Mário Silva Mário Silva

 

A flor amarela

 

Ela é tão bela, a florzinha amarela

É pequena, é serena, é amena

Ela é bela, amarela, é singela

Olha-la vale sempre a pena

 

A florzinha qu’aqui habita é bonita

É quente, é inocente, é diferente

É uma flor tão bonita, tão catita

Para quem a olha atentamente

DSC09868_ms 1

A flor nesta paragem é selvagem

É bela, assim como uma donzela

Que passa e n’aragem fica a imagem

A cor mais doce qu’o mundo cinzela

 

A florzinha amarela é aquela

Que guardo com devoção no coração

Porque é de todas a flor mais bela

Vê-la molha-me os olhos de emoção…

 

Claudia Moreira

 

https://pessoasepoetas.blogs.sapo.pt/22257.html

 

 

Ver também:

https://www.facebook.com/mario.silva.3363 

http://mariosilva2020.blogs.sapo.pt 

https://aguasfriaschaves.blogs.sapo.pt/

www.flickr.com/photos/7791788@N04

https://www.youtube.com/channel/UCH8jIgb8fOf9NRcqsTc3sBA?view_as=subscriber

 

 

 

 

 

 

 

 

Mário Silva 📷
21
Mai20

Flor campestre - “Vicia hirsuta”


Mário Silva Mário Silva

 

Flor campestre

ervilhaça-dos-lameiros

“Vicia hirsuta”

 

 

“Vicia hirsuta” é uma espécie de planta com flor pertencente à família Fabaceae.

Os seus nomes comuns são ervilhaça-dos-lameiros, unhas-de-gato ou cigerão.

 

Flor campestre - “Vicia hirsuta”

“Vicia hirsuta” é uma planta herbácea, trepadora, da família das Leguminosas, tem folhas compostas com folíolos oblongos ou lineares, flores azuladas, amareladas ou alvacentas e vagens pelosas; ervilhaça-dos-lameiros, unhas-de-gato ou cigerão.

 

Ver também:

 
 
                                        
 
 
Mário Silva 📷
16
Mai20

Tremoço de seda (Sicklekeel lupine) – “Lupinus sericeus” - PORTUGAL


Mário Silva Mário Silva

 

Tremoço de seda

(Sicklekeel lupine) – “Lupinus sericeus”

 

“Lupinus sericeus” é uma espécie de angiospermas da família das leguminosas conhecido pelo nome comum de tremoço de seda ou tremoço sedoso de Pursh . É nativa da América do Norte ocidental.

Esta erva perene produz caule ereto de um amadeirado caule e sistema radicular profundo. As hastes podem atingir até 50 centímetros de altura e pode ramificar ou não. Eles são revestidos em cabelos prateados ou avermelhadas. As folhas têm até 9 folhetos lanceoladas cada um com até 6 centímetros de comprimento. Eles são revestidos em cabelos de seda. A inflorescência é um cacho de muitas flores, geralmente em tons de roxo ou azul, mas às vezes branco ou amarelado. A parte de trás da pétala bandeira é peludo. O fruto é uma cabeluda vagem leguminosa até 3 centímetros de comprimento, contendo até 7 sementes.

Tremoço de seda (Sicklekeel lupine) – “Lupinus sericeus”

Esta planta cresce em muitos tipos de habitat, incluindo florestas, bosques, chaparral e pastagens . Muitas vezes cresce em encostas rochosas, secas, e cresce melhor em locais abertos, sem sombra.

Tal como muitos outros tremoços , esta espécie é muito tóxica para os carneiros, e menos para o gado e cavalos. Ele contém teratogénicos, compostos químicos que podem causar defeitos congénitos em vitelos se a planta é comida por sua mãe durante a parte inicial da gestação. A sua toxicidade é causada por uma concentração de quinolizidínicos alcalóides. Ele não parece ser tóxico para animais selvagens. Carneiros selvagens, esquilos alimentam-se das folhas e flores. Muitos outros pequenos mamíferos e aves também comem partes dele.

 

In: https://pt.qwe.wiki/wiki/Lupinus_sericeus

 

 

 

                                                 

 

 

Mário Silva 📷
06
Mai20

Beleza Interior


Mário Silva Mário Silva

 

BELEZA INTERIOR

 

https://mariosilva2020.blogs.sapo.pt
https://www.flickr.com/photos/7791788@N04/
https://www.youtube.com/channel/UCH8jIgb8fOf9NRcqsTc3sBA?
https://aguasfrias.blogs.sapo.pt

 

“Quando a beleza interior se tornar mais importante que a exterior, os relacionamentos se construirão de forma pura e verdadeira.

Mas quando a beleza interior for corroída por causa da beleza exterior, o mais belo das criaturas se transformará no mais podre dos frutos.”

Tuca Neves

Interior de flor

“A beleza exterior alegra os olhos, porém a beleza interior, faz com que o coração bata mais rápido.”

Raquel Fagundes

 

“A Beleza exterior é mutável, diferentemente da beleza interior!

Logo, não se deixe levar pelo o que os seus olhos veêm,

mas sim pelo ser.”

Alamberg Medeiros

 

"A Beleza Interior.

A beleza está além da essência, está além da aparência.
Está nos gestos, nas atitudes e nas virtudes.

A beleza é invisível aos olhos e é tocada sutilmente pelo coração.
É o brilho doce que toca a alma, faz com que encante os olhos e faz pulsar mais forte o coração."

Teresa Cristina Della Monica Kodama

 

 

 

 

Mário Silva 📷

Águas Frias - Fevereiro 2024

Mais sobre mim

foto do autor

LUMBUDUS

blog-logo

Hora em PORTUGAL

Calendário

Abril 2024

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

O Tempo em Águas Frias

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.