Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MÁRIO SILVA - Fotografia, Pintura & Escrita

*** *** A realidade é a "minha realidade" em imagens (fotografia, pintura) e escrita

08
Fev24

Queda aparatosa nas escadas estreitas, numa rua coberta de neve, na aldeia transmontana - Águas Frias - Chaves - Portugal


Mário Silva Mário Silva

Queda aparatosa nas escadas estreitas,

numa rua coberta de neve, na aldeia transmontana

Águas Frias - Chaves - Portugal

F04 DSC03780_ms

Numa fria manhã de inverno na aldeia transmontana de Águas Frias, Chaves, Portugal, uma densa camada de neve cobria as ruas estreitas e sinuosas. Era uma cena típica naquela região montanhosa, onde o branco predominante contrastava com os telhados das casas antigas e as montanhas ao redor.

Maria, uma moradora local, estava atrasada para o seu trabalho na padaria da “vila”. Após se despedir da família, apressadamente desceu as escadas estreitas e íngremes da sua casa de pedra. O seu objetivo era atravessar a rua e alcançar o carro que estava estacionado no largo. No entanto, o destino tinha outros planos para ela naquela manhã gélida.

Enquanto descia as escadas escorregadias, Maria sentiu o gelo sob os seus pés e tentou manter o equilíbrio. Ela agarrou-se às pedras da casa ao lado, com firmeza, mas uma rajada de vento forte apanhou-a de surpresa, fazendo-a perder o equilíbrio. Com um grito abafado, ela se viu deslizando descontroladamente pelos degraus cobertos de neve.

Os vizinhos que estavam nas proximidades ouviram o barulho e correram para ajudar. No entanto, Maria já estava no meio do seu trajeto de queda, incapaz de se segurar ou deter a sua descida. Sua bolsa voou para um lado, seu cachecol soltou-se, e os seus sapatos escorregaram, deixando-a num desamparo total.

Com um estrondo, Maria chegou ao final das escadas, onde uma pilha de neve macia a aguardava. Para sua sorte, a neve amortizou a sua queda, evitando qualquer ferimento grave. Ela viu-se deitada de bruços na neve fofa, um pouco atordoada, mas grata por não ter se machucado seriamente.

Os vizinhos correram para ajudá-la a levantar-se, oferecendo palavras de conforto e verificando se ela estava bem. Com um sorriso corajoso, Maria levantou-se, sacudiu a neve dos seus cabelos e agradeceu a todos pela ajuda.

Apesar do susto, Maria decidiu não desistir. Com determinação, ela seguiu em frente, enfrentando os desafios do inverno transmontano com coragem e resiliência, sabendo que cada obstáculo era apenas mais uma história para contar na sua vida na aldeia de Águas Frias.

.

Texto & Fotografia: ©MárioSilva

.

 

Mário Silva 📷
07
Ago23

A relação das flores nas escadas e varandas e o estado de espírito


Mário Silva Mário Silva

.

A relação das flores nas escadas e varandas

e o estado de espírito

04 DSC08088_ms

.

Nas aldeias de Trás-os-Montes, as flores ocupam um lugar significativo na cultura portuguesa.

Quase todas as casas destas aldeias transmontanas têm vasos adornados com flores nas suas escadas e varandas. Esta prática generalizada está profundamente enraizada nas tradições culturais, estéticas, preferências e expressão pessoal. A presença de flores contribui para criar uma atmosfera vibrante e colorida dentro dessas comunidades, promovendo uma sensação de tranquilidade, beleza e positividade entre os residentes.

A prevalência de flores nas aldeias transmontanas pode ser atribuída a vários fatores.

Em primeiro lugar, está enraizado na cultura portuguesa apreciar a beleza da natureza e incorporar elementos da natureza na vida diária. As flores servem como uma personificação deste apreço pelo mundo natural. Além disso, o aspeto visualmente agradável oferecido pelas flores adiciona charme à paisagem urbana da aldeia.

.

A investigação científica apoia a noção de que as flores têm um impacto positivo no estado de cada um, de bem-estar mental e emocional. Vários estudos encontraram “uma correlação entre a exposição a flores e melhoria do humor, redução dos níveis de estresse e aumento da sensação de felicidade.”

Portanto, pode-se inferir que a presença de flores nas aldeias transmontanas, podem contribuir para promover o bem-estar entre os residentes.

Além dos resultados da pesquisa científica, há também relatos anedóticos de moradores de como as flores influenciam positivamente o seu estado mental. Por exemplo, muitos moradores afirmam que estar cercado por belas flores eleva seus espíritos e os ajuda a encontrar consolo durante tempos difíceis. As flores são vistas como uma fonte de alegria e conforto dentro destes espaços unidos comunidades.

A preservação de tais tradições é essencial não só para o valor estético, mas também para o potencial benefício psicológico para os indivíduos que vivem nestas comunidades. Mantendo esta cultural prática de decorar casas com vasos cheios de flores recém-cortadas ou vasos de plantas em escadas ou varandas, os moradores continuam a criar um ambiente de beleza e positividade.

A prática contribui para melhorar o bem-estar individual e a coesão da comunidade.

.

Texto & Fotografia: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
29
Abr23

ESCADA SEM CORRIMÃO


Mário Silva Mário Silva

.

ESCADA SEM CORRIMÃO

27 DSC04216_ms

 

.

É uma escada sem caracol

e que não tem corrimão.

Vai a caminho do Sol

mas nunca passa do chão.

.

Os degraus, quanto mais altos,

mais estragados estão.

Nem sustos nem sobressaltos

servem sequer de lição.

.

Quem tem medo não a sobe.

Quem tem sonhos também não.

Há quem chegue a deitar fora

o lastro do coração.

.

Sobe-se numa corrida.

Correm-se p’rigos em vão.

Adivinhaste: é a vida

a escada sem corrimão.

.

__________     David Mourão-Ferreira     __________

.

Fotografia: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
13
Nov21

O CIMO DAS ESCADAS - ÁGUAS FRIAS - CHAVES - PORTUGAL


Mário Silva Mário Silva

 

ÁGUAS FRIAS - CHAVES - PORTUGAL

 

✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽

O CIMO DAS ESCADAS

✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽✽

Blog DSC06289_ms

“Lá por aqueles sítios onde eu nasci, todas as casas tinham bonitas escadas de pedra, roubadas pelo homem às grandes montanhas de granito que dominam a região. As habitações eram, também elas, construídas da mesma pedra. Tinha que se aproveitar o que a natureza generosamente oferecia.

As escadas davam para o segundo piso onde a família habitava. O primeiro era reservado aos animais, que em tempos idos eram a maior ajuda e meio de subsistência das famílias das zonas rurais daquelas localidades."

(…)

____________Maria Idália Simões in: “Uma Aldeia Perdida nos Quintos das Estrelas__________

.

.

Ver também:

https://www.facebook.com/mariofernando.silva.9803/

http://aguasfrias.blogs.sapo.pt

https://www.youtube.com/channel/UCH8jIgb8fOf9NRcqsTc3sBA...

https://twitter.com/MrioFernandoGo2

https://www.instagram.com/mario_silva_1957/

 

 

Mário Silva 📷

Águas Frias - Fevereiro 2024

Mais sobre mim

foto do autor

LUMBUDUS

blog-logo

Hora em PORTUGAL

Calendário

Maio 2024

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

O Tempo em Águas Frias

Pesquisar

Sigam-me

subscrever feeds

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.