Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Águas Frias

Pequena e bela aldeia do Concelho de Chaves

Águas Frias

Pequena e bela aldeia do Concelho de Chaves

Pequenas Gotas de Águas Frias

10
Nov19

Águas Frias (Chaves) - ... um pouco de outono e um pouco de Águas Frias ...

Mário Silva ÁguasFrias

 

... um pouco de outono

e

um pouco de Águas Frias ...

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... placa sinalizando a entrada para o centro da Aldeia ...

... placa sinalizando a entrada para o centro da Aldeia ...

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... e a água já corre por entre as árvores e encharca os lameiros ...

 ... e a água já corre por entre as árvores e encharca os lameiros ...

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... monumento em forma de estrela, com as seguintes gravações na pedra: M P F (será Mocidade Portuguesa Feminina); a data de 1965 e a identificação: Águas Frias ...

... monumento em forma de estrela, com as seguintes gravações na pedra: M P F (será Mocidade Portuguesa Feminina); a data de 1965 e a identificação: Águas Frias ...

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... cruzeiro do Senhor dos Milagres ...

... cruzeiro do Senhor dos Milagres ...

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... cogumelos (amanita parcivolvata)que têm tanto de vistosos como de tóxicos ...

... cogumelos (amanita parcivolvata) que têm tanto de vistosos

como de tóxicos ...

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... Café /Restaurante "Quim Russo" ...

... café /restaurante "Quim Russo" ...

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... vista da Aldeia em dia de nevoeiro ...

... vista da Aldeia em dia de nevoeiro ...

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... o edifício da Junta de Freguesia em tempo outonal ...

... o edifício da Junta de Freguesia, em tempo outonal ...

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... um cesto de saborosas castanhas, acabadas de apanhar ,,,

... uma cesta com saborosas castanhas, acabadas de apanhar ...

 

 

 

Até breve !!!

 

 

 

 

 

 

 

17
Out19

Águas Frias (Chaves) - ... o outono já chegou ... mas aqui há sempre "pingos de águas frias" ...

Mário Silva ÁguasFrias

 

... o outono já chegou ...

... mas aqui há sempre ...

... "pingos de Águas Frias" ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... o tomate e o tomatinho ...

... o tomate e o tomatinho ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... As folhas flamejantes, descendo do telhado e cobrindo as belas paredes de granito de uma casa (que já teve, dentro, muito movimento ...

 ... as folhas flamejantes, descendo do telhado e cobrindo as belas paredes de granito de uma casa (que já teve, dentro, muito movimento ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... o pastor e o seu rebanho ...

... o pastor e o seu rebanho ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... a flor e as portas vermelhas ...

... a flor e as portas vermelhas ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... a torre sineira da igreja matriz, por entre a folhagem ...

... a torre sineira da igreja matriz, por entre a folhagem ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... a fonte, os tanques e o nicho da N.ª Sr.ª dos Prazeres, em Cimo de Vila ...

... a fonte, os tanques e o nicho da N.ª Sr.ª dos Prazeres,

em Cimo de Vila ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... uma cancela artesanal, mas funcional ...

... uma cancela artesanal, mas funcional ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... após o incêndio de setembro, por entre o negro das cinzas, a Natureza luta contra as adversidades (muitas vezes criminosas), mas tenta renovar-se, brotando novas plantas (um bom exemplo para os Humanos - seres "pensantes" )

... após o incêndio de setembro, por entre o negro das cinzas, a Natureza luta contra as adversidades (muitas vezes criminosas), mas tenta renovar-se, brotando novas plantas

(um bom exemplo para os Humanos - seres "pensantes" ) ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... (ex) Escola "Primária", com o nome na parede, junto à porta de entrada, em azulejos, dos beneméritos da Aldeia, deste edifício, onde se lê "Escola Alfredo Soares e Tereza Soares" ...

... (ex) Escola "Primária", com o nome na parede, junto à porta de entrada, em azulejos, dos beneméritos da Aldeia, deste edifício,

onde se lê "Escola Alfredo Soares e Tereza Soares" ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... os castanheiros exibem os seus ouriços que guardas as saborosas castanhas ...

... os castanheiros exibem os seus ouriços que guarda

as saborosas castanhas ...

 

 

Até breve !!!

 

 

 

 

 

 

27
Out18

Águas Frias (Chaves) - " ... No Outono o Sol tem sono ..."

Mário Silva ÁguasFrias

 

 

 

" ... No Outono

o Sol tem sono ..."

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... o castelo de Monforte de Rio Livre (monumento nacional) ... em tons de cinzento pois é,certamente, essa a cor que as entidades competentes devem ver este património nacional !!!!!????? ...

     ... o castelo de Monforte de Rio Livre (monumento nacional) ... em tons de cinzento pois é,certamente, essa a cor que as entidades competentes devem ver este património nacional !!!!!????? ...    

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ...vista da aldeia em tons de cinzento ... anunciando o tempo que por aí virá ...

     ...vista da aldeia em tons de cinzento ... anunciando o tempo que por aí virá ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... o pastor e o seu rebanho ...

     ... o pastor e o seu rebanho ...     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... uma casa na Aldeia (que fica para memória futura) ...

     ... uma casa na Aldeia (que fica para memória futura) ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... varanda ... "rendilhada" ...

     ... varanda ... "rendilhada" ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... o gato descansando sob os raios de sol outonal em cima do fontanário ...

     ... o gato descansando sob os raios de sol outonal em cima do fontanário ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... as castanhas espreitando nos ouriços ...

     ... as castanhas espreitando aconchegadas dentro dos ouriços ...     

 

 

 

 

Até breve !!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

11
Nov17

Águas Frias (Chaves) - “ ... Se em Novembro ouvires o trovão, o ano será bom ... ”

Mário Silva ÁguasFrias

 

 

 

“Se em Novembro ouvires o trovão,

o ano será bom.”

 

 

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... árvore vestida com cores outonais ...

     ... árvore vestida com cores outonais ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... vista do castanheiro do buraco do tronco de outro ...

     ... vista do castanheiro do buraco do tronco de outro ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... (ex) escola e cantina escolar ...

     ... (ex) escola e cantina escolar ...    

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... castanhas aconchegadas dentro do seu ouriço ...

     ... castanhas aconchegadas dentro do seu ouriço ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... pequena vista da Aldeia ...

     ... ligeira vista da Aldeia ...    

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... cruzeiro do Senhor dos Milagres ...

     ... cruzeiro do Senhor dos Milagres ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... a Aldeia para além das folhas da vinha ...

     ... a Aldeia para além das folhas da vinha ...    

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... casa na Aldeia ...

 

      ... casa na Aldeia ...     

 

 

 

 

 

Até breve !!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

10
Dez16

Águas Frias (Chaves) - "Dezembro diz: olha que o governo está na boca do saco; até Janeiro qualquer burro passa o regueiro, mas para a frente tem de ser forte e valente; se não tens governo depois arreganhas o dente."

Mário Silva ÁguasFrias

 

 

"Dezembro diz:

olha que o governo está na boca do saco;

até Janeiro qualquer burro passa o regueiro,

mas para a frente tem de ser forte e valente;

se não tens governo depois arreganhas o dente."

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... Castelo de Monforte de Rio Livre (Monumento Nacional) ...

     ... Castelo de Monforte de Rio Livre (Monumento Nacional) ...    

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... imponente castanheiro em "fim de vida" ...

     ... imponente castanheiro em "fim de vida" ...     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... uma vista parcial da Aldeia ...

     ... uma vista parcial da Aldeia ...     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... as "rugas" no trnco de um velho castanheiro ...

     ... as "rugas" no tronco de um velho castanheiro ...     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ...ainda no "rebusco" da castanha...

     ... ainda no "rebusco" das castanhas...    

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... uma casa na Aldeia ...

     ... uma casa na Aldeia ...     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... cogumelo singelo e solitário ...

     ... cogumelo singelo e solitário ...     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... árvore pintalgada de outono ...

     ... árvore pintalgada de cores outonais ...     

 

 

 

Até breve, mesmo com frio, vento, chuva ou neve !!!!!!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

01
Out16

Águas Frias (Chaves) - ... outubro agora começou ... o outono já começou ... e a vida da Aldeia continua ... num "outono" com um "inverno" iminente ...

Mário Silva ÁguasFrias

 

 

 

*****                    *****      

 

 

Começa um novo mês, outubro, já tendo começado o outono ...

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... os ouriços já crescem ... guardando na sua armadura as "bôas" castanhas ...

    ... os ouriços já crescem ... guardando na sua armadura as "bôas" castanhas ...    

 

 

É o tempo da azáfama das vindimas, mas ... quantas vinhas ainda resistem ao abandono?!!!!

A azáfama de outrora, nesta época do ano, já não é o que era ...

Afinal, quem resistiu a permanecer na Aldeia e tratar como merecem as boas vinhas?

 

Águas Frias (Chaves) - ... já serviu para armazenar a bôa pinga ... agora virou adorno ...

 

     ... já serviu para armazenar a bôa pinga ... agora virou adorno ...    

 

 

Poucos ... muito poucos ... e os que resistem, já é com dificuldade, que "teimam" em continuar a dar o devido valor, aos valores, que os seus antepassados lhes deixaram, como legado ...

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... no campo ... uma mesa portuguesa ... com certeza ...

     ... no campo ... uma mesa portuguesa ... com certeza ...     

 

Resistem ... mesmo com as forças a faltarem-lhes ... mas, ... e depois deles? ...

... o que ficará? ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... entre árvores ... o armazém e a igreja matriz ...

     ... entre árvores ... o armazém e a igreja matriz ...     

 

Tal como a maioria das Aldeias do interior, a população cada vez está mais envelhecida ... e o trabalho na agricultura, de pequenas parcelas, não rende, para que se possa ter uma qualidade de vida digna ...

 

O "outono" de Águas Frias, há muito que começou ... e o seu "inverno" aproxima-se vertiginosamente .......

 

Águas Frias (Chaves) - ... pôr do sol por entre a folhagem ...

 

     ... pôr do sol por entre a folhagem ...     

 

 

 

O que estamos a fazer às nossas Aldeias???????

 

 

 

Até breve !!!!

 

* * * * *              * * * * *

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

08
Nov15

Águas Frias (Chaves) - ... "castanhas em novembro ... o Natal será em dezembro" ...

Mário Silva ÁguasFrias

... " se há castanhas em novembro ...

... o Natal será em dezembro" ...

 

Este ano há muita castanha e booooa !!!!!

Por isso o "velho ditado" vai-se cumprir ... este ano o Natal vai ser em dezembro.

 

Como não tenho não tenho novidades da Aldeia mais catita de Trás Os Montes, socorrime de um outro blog sobre as culturas propricías para este mês sejam elas no pomar, na horta ou no jardim. Espero que os conselhos sejam úteis para os que, como eu, não percebem nada de agricultura. Já quanto aos resistentes da Aldeia isto são puras balelas, pois disso sabem eles e muito mais. Tem toda uma Cultura da Vida.

 

DSC00359ms.JPG

      ... castanhas e ouriços (2009) ...    

 

Neste mês de novembro, no pomar as árvores de fruto devem ser estrumadas no crescente, podadas no minguante e protegidas das geadas.

Plantam-se cerejeiras, pessegueiros, pereiras e macieiras,etc, no crescente...

 

Águas Frias (Chaves) - ... paisagem outonal ... (2010)

     ... paisagem outonal ... (2010)    

 

Na horta podemos semear agrião, alface, cenoura, couves, com excepção da couve-flor e brócolos.

Pode plantar-se batata, mas em zonas secas e protegidas das geadas, alho, couve temporã, tremoço.

Também pode semear-se fava, ervilha, nabiça, nabo, rabanete, beterraba e em camas quentes, alface, cebola, e tomate. 

É ainda altura de semear aveia, cevada, trigo e centeio.

 

Águas Frias (Chaves) - ... janela virada para o sol de outono ... (2007)

     ... janela virada para o sol de outono ... (2007)    

 

No jardim, podemos estercar as covas para, na primavera, plantar árvores e arbustos. Devem colocar-se estacas para proteger as plantas do vento. É agora a altura para plantar bolbos de flores e para podar e plantar roseiras.

 

Águas Frias (Chaves) - ... caçadores ... (2010)

     ... caçadores vindos da caça (mas não vejo caça nenhuma!!!!) ... (2010)    

 

Por norma todas as sementeiras são efectuadas no minguante.

In: http://diariodahorta.blogs.sapo.pt/73772.html

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... casa da Aldeia ... (2009)

    ... casa da Aldeia ... ( em 2009)    

 

 

E por aqui me fico, neste outono com temperaturas "amenas" mas sem abusar, pois o tempo frio e agreste vai chegar a qualquer momento, até porque o outono já vai meado e o inverno está a aproximar-se. Disfrutemos enquanto podemos !!!!!

 

Até breve com mais momentos deste "pequena mas bela Aldeia flaviense" .

 

 

 

 

 

 

 

24
Out15

Águas Frias (Chaves) - ... registos (recordações) em tempo outonal ...

Mário Silva ÁguasFrias

 

 Outono ...

... não é a Natureza a morrer ...

... é a natureza a adormecer ...

... é a natureza a envelhecer ...

... é a natureza a esperar ...

... é a natureza à espera da renovação ...

... é tão bela esta estação ...

... é tão importante esta época ...

... é tão bom ... ouvir a chuva a cair ...

... o vento a soprar devagarinho ...

...é tão bom estar à lareira e saber que lá fora a temperatura desceu ...

... afinal é tão bom o tempo de outono  ...

Águas Frias (Chaves) - ...paisagem outonal ...

      ...  a cancela numa tarde de outono ...    

 

 

Águas Frias (Chaves) - ...paisagem outonal ...

     ... paisagem outonal entre dois castanheiros ...    

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... foi-se o milho ... ficou a maçaroca ...

    ... o milho ... foi-se ... ficou a massaroca ...    

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... cerdeira sem cerejas ...

   ... a cerejeira ... que já teve cerejas ... agora só para o ano ...    

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... ouriços ...

   ... os ouriços criando e guardando as suas castanhas ...     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... cabaças na pia ...

     ...as cabaças (abóboras) descansando dentro da pia de pedra ...    

 

 Águas Frias (Chaves) - ... na recolha das castanhas ...

     ... na apanha da castanha ...    

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... campos verdejantes numa tarde de outono ...

     ... os campos verdejantes em tempo de outono ...    

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... uma casa da Aldeia ...

     ...  uma casa na Aldeia com envolvente outonal ...    

 

 

 

 

 E ... o outono continua ...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

26
Out13

Águas Frias (Chaves) - Outono ... duas maravilhas ... uvas e castanhas ...

Mário Silva ÁguasFrias

OUTONO - a uva e a Castanha
 
 

O Outono chegou e com ele o amadurecimento de alguns frutos muito comuns em Águas Frias. Além de muitos outros vou focalizar em dois, talvés os principais nesta região: a Uva e a Castanha.

 

A uva, claro que amadurece mais cedo sendo feitas as vindimas durante o mês de setembro, enquanto vão amadurecendo as castanhas dentro dos ouriços, que abrem e deixam cair o seu fruto pelos fins de setembro, início de outubro.

Assim, deixo alguma informação que reconhi no Wikipédia, sobre este dois nobres frutos.

 

Videira

 

 

 

 

 


 

A videira, vinha ou parreira é uma trepadeira da família das vitáceas, com tronco retorcido, ramos flexíveis, folhas grandes e repartidas em cinco lóbulos pontiagudos, flores esverdeadas em ramos, e cujo fruto é a uva. Originária da Ásia, a videira é cultivada em todas as regiões de clima temperado,

A videira produz as uvas, fruto de cujo suco se produz o vinho.

O cultivo da videira para a produção de vinho é uma das atividades mais antigas da civilização. Evidências indicam o cultivo da videira para a produção de vinho na região do Egito e da Ásia Menor durante o período neolítico, ao mesmo tempo em que a humanidade, instalada em colônias permanentes, começou a cultivar alimentos e criar gado, além de produzir cerâmica.


 

 

 

História

O cultivo da uva começou cerca de 6.000 a 8.000 anos atrás, no Oriente Médio. A levedura, um dos primeiros microorganismos conhecidos pelo homem, ocorre naturalmente na casca das uvas, levando a produção de bebidas alcoólicas, como o vinho. Os primeiros vestígios de vinho tinto são vistos na Armênia antiga, onde foi encontrada a adega mais antiga do mundo, datando de cerca de 4.000 A.C..

 

 

 

 

 

 

Por volta do Século IX, a cidade de Shiraz era conhecido por produzir um dos melhores vinhos do Oriente Médio. Hieróglifos no Antigo Egito recordam o cultivo de uvas, e a história atesta também que povos antigos da Grécia, Fenícia e Roma também cultivavam uvas para a alimentação e produção de vinho. Mais tarde, o cultivo de uvas se espalhou pela Europa, norte da África e, finalmente, América do Norte. Uvas pertencentes ao gênero Vitis proliferaram naturalmente nas selvas da América do Norte, e foram parte da dieta de muitos nativos americanos, mas foram considerados pelos colonizadores europeus como impróprio para a produção de vinho.

 

 

 

Características

As uvas crescem em cachos de 15 a 300 frutos, e podem ser vermelhas, pretas, azul-escuras, amarelas, verdes, laranjas e rosas. "Uvas brancas" são naturalmente de cor verde, e são evolutivamente derivados da uva roxa. Mutações em dois genes reguladores de uvas brancas desativam a produção de antocianinas, que são responsáveis pela cor púrpura das uvas. As antocianinas e outros polifenóis são responsáveis pelo vários tons, que variam de roxo a vermelho.

 

 

 

 

 

 

 

 

Significado religioso

Na Bíblia, as uvas são mencionadas pela primeira vez quando Noé cultiva-os em sua fazenda (Gênesis 9:20-21). Referências sobre o vinho são feitas no livro de Provérbios (20:1) e no livro de Isaías (5:20-25). Deuteronômio (18:3-5, 14:22-27, 16:13-15) relata o uso do vinho durante festas judaicas. Uvas também foram significativas para ambos gregos e romanos, e seu Deus da agricultura, Dionísio, estava ligado às uvas e do vinho, sendo freqüentemente retratado com folhas de uva em sua cabeça. As uvas são especialmente simbólicas para os cristãos, que desde o início da Igreja faz o uso do vinho na celebração da Eucaristia.8 Pontos de vista sobre o significado do vinho variam entre denominações. Na arte cristã, muitas vezes as uvas representam o sangue de Cristo.

 

 

 

 

Castanha

Ouriço de castanha

As castanhas são os aquénios (geralmente três) do ouriço, o fruto capsular epinescente do castanheiro-da-europa (Castanea sativa).

Presume-se que a castanha seja oriunda da Ásia Menor, Balcãs e Cáucaso, acompanhando a história da civilização ocidental desde há mais de 100 mil anos. A par com o pistácio, a castanha constituiu um importante contributo calórico ao homem pré-histórico que também a utilizou na alimentação dos animais.

 

 

 

 

 

Os gregos e os romanos colocavam castanhas em ânforas cheias de mel silvestre. Este conservava o alimento e impregnava-o com o seu sabor. Os romanos incluíam a castanha nos seus banquetes. Durante a Idade Média, nos mosteiros e abadias, monges e freiras utilizavam frequentemente as castanhas nas suas receitas. Por esta altura, a castanha, era moída, tendo-se tornado mesmo um dos principais farináceos da Europa.

Com o Renascimento, a gastronomia assume novo requinte, com novas fórmulas e confecções. Surge o marron glacé, passando de França para Espanha e daí, com as Invasões Francesas, chega a Portugal.

 

 



 

A castanha que comemos é, de facto, uma semente que surge no interior de um ouriço (o fruto do castanheiro). Mas, embora seja uma semente, como as nozes, tem muito menos gordura e muito mais amido (um hidrato de carbono), o que lhe dá outras possibilidades de uso na alimentação. As castanhas têm mesmo cerca do dobro da percentagem de amido das batatas. São também ricas em vitaminas C e B6 e uma boa fonte de potássio. Consideradas, actualmente, quase como uma “guloseima” de época, as castanhas, em tempo idos, constituíram um nutritivo complemento alimentar, substituindo o pão na ausência deste, quando os rigores e escassez do Inverno se instalavam. Cozidas, assadas ou transformadas em farinha, as castanhas sempre foram um alimento muito popular, cujo aproveitamento remonta à Pré-História.

 

 

 

 

Bom apetite para um belo cacho de uvas bem apetitosas, já que o vinho só estará pronto lá para o S. Martinho.

Quanto às castanha já se conseguem algumas para fazer um pequeno magusto... 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

10
Nov07

Águas Frias (Chaves) - Os Castanheiros

Mário Silva ÁguasFrias

 

Em Águas Frias, como em todo o País, este Outono tem sido muito solarengo e as chuvas não têm aparecido, dando uma luminosidade que faz realçar as tonalidades outonais na vegetação envolvente à Aldeia.
 
Água Frias, além das muitas árvores de fruto, tem com árvores autóctones, os carvalhos e os castanheiros.
O castanheiro é uma árvore que pode atingir grandes dimensões, podendo chegar aos 20/30 metros e tem folha caduca.
 
 O castanheiro é das folhosas que mais se vê por terras de Águas Frias
O seu porte é geralmente imponente e o seu tronco (liso nos primeiros 10/15 anos) vai, ao longo dos anos criando “rugas” cada vez mais profundas, parecendo, muitas vezes, estar torcido.
 
A criação do seu fruto faz-se no interior de um invólucro espinhoso – o ouriço.
   
Um pouco por todo o lado da Aldeia se encontram imponentes e centenários castanheiros, dando por vezes nome a determinados lugares (Souto), devido ao seu elevado número.
 
Nos inícios de Novembro, o ouriço começa a secar e a abrir, deixando cair do seu interior as castanhas, que se espalham pelo chão, junto às folhas secas que também vão caindo.
 
É a altura de as apanhar, .. mas esta não é tarefa fácil, pois é necessário, vezes sem conta, curvar-se, apanhar, meter no saco, … curvar-se, apanhar, meter no saco, … este movimento, tantas vezes repetido não deixa ninguém sem umas dorzitas nas “cruzes”
Este ano, talvez devido ao tempo seco, esta tarefa ainda foi mais penosa pois os ouriços caíam , mas pouco abertos, sendo necessário, com o pé segurar e abrir o ouriço e só depois tirar as castanhas, com as inevitáveis picadelas.
 
Este ano, segundo alguns, a produção diminuiu em quantidade mas em contrapartida a castanha é graúda e saborosa.
A castanha deixou de ser, gradualmente, um dos importantes sustentos das famílias que, durante muitas décadas, encontraram nela uma fonte de rendimento e de subsistência.
Ao longo do tempo, este saboroso fruto, foi deixando de ocupar um lugar especial na gastronomia rural mas tem, ultimamente ganho relevo nos pratos urbanos, seja como acompanhamento às carnes, assadas, cozidas ou como sobremesa.
Mas a tradição ainda se mantém: assar a castanha nos assadores tradicionais, em dia de S. Martinho (11 de Novembro).
Pena é que se tenha vindo a perder as tradicionais fogueiras no "Concelho" ou em Cimo de Vila, onde, comunitariamente, se assavam as castanhas, se brincava, se cavaqueava e se provava o vinho novo. 
Como diz o ditado popular: “Em Dia de S. Martinho, comem-se castanhas e prova-se o vinho”.
 
Como Nota: Têm vindo a diminuir os castanheiros na Aldeia, penso eu, por dois motivos:
                     - Os castanheiros estão a ficar velhos e não são plantados outros em sua substituição;
                      - Terem sido, muitos deles, afectados pela doença do “cancro” ou da “tinta”
 
 
 
  
Enquanto “rilho” uma castanha crua, deixo este poema sobre os castanheiros:
 
 
os frutos do castanheiro
eram apenas castanhas embrulhadas
em capas de espinhos debaixo dos pés
mas pareciam coisas de outro mundo
com os seus picos afiados
e por dentro tinham amadurecendo
uma alma boa para se comer

caíam pelo chão
como granizo no Inverno
e transformavam-se num tapete
sofredor como o calvário
para quem brincava descalço
com a liberdade das andorinhas

a árvore era boa de subir
larga e imponente como um castelo
explodindo na força das suas raízes
arrepiando-nos o cabelo
nas noites de ventania e tempestade

no verão aproveitávamos a sombra
para jogar às cartas e contar anedotas
pois ninguém suportava o calor

aí já ninguém pensava nas castanhas
nem nas suas lâminas ouriçadas
à espera do que viesse com o vento
 …

José António Gonçalves (2004)


Mais sobre mim

foto do autor

LUMBUDUS

blog-logo

Visitas a Águas Frias

free web counter

Calendário

O Tempo em Águas Frias

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

XIII Encontro Blogosfoera Flaviense e Fotógrafos 2010 - Castelo de Monforte do Rio Livre


XIII Encontro de Blogues - Águas Frias - free slideshow maker