Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MÁRIO SILVA - Fotografia, Pintura & Escrita

*** *** A realidade é a "minha realidade" em imagens (fotografia, pintura) e escrita

06
Abr24

Águas Frias, em Chaves, Portugal – outrora colorido, hoje cinzento e uma previsão negra


Mário Silva Mário Silva

Águas Frias, em Chaves, Portugal – outrora colorido,

hoje cinzento e uma previsão negra

A06 DSC04660_ms

A aldeia de Águas Frias, em Chaves, Portugal, é um lugar de beleza melancólica. As casas de pedra, outrora vibrantes, estão agora desbotadas e desgastadas pelo tempo. As ruas de paralelepípedos estão desertas e a única coisa que se ouve é o som do vento soprando pelas árvores.

No passado, Águas Frias era uma aldeia próspera. As pessoas viviam da terra e eram felizes e contentes. Mas, com o passar do tempo, as pessoas começaram a ir embora em busca de melhores oportunidades. A aldeia foi ficando cada vez mais vazia e decadente.

Hoje, Águas Frias é uma sombra do que já foi. É uma aldeia quase fantasma, um “bilhete postal” do passado que se foi. O futuro da aldeia é incerto. É provável que continue a decair e eventualmente “desaparecer” de habitantes permanentes.

A fotografia captura perfeitamente a melancolia de Águas Frias. As casas cinzentas e desbotadas, as ruas desertas e o céu nublado criam uma sensação de tristeza e desolação. A única cor na imagem seria o verde das árvores, que representa a esperança de que a aldeia possa um dia ser revitalizada.

Metaforicamente, as cores da aldeia podem ser interpretadas da seguinte forma:

Passado colorido: O passado da aldeia foi um tempo de felicidade e prosperidade. As pessoas viviam da terra e eram felizes e contentes.

Presente cinzento: O presente da aldeia é um tempo de tristeza e desolação. A aldeia está vazia e decadente.

Futuro negro: O futuro da aldeia é incerto. É provável que continue a decair e eventualmente ser uma colónia de férias.

No entanto, ainda há esperança para Águas Frias.

A aldeia tem um potencial enorme para ser revitalizada. Com um pouco de investimento e esforço, a aldeia pode voltar a ser um lugar próspero e feliz.

Aqui estão algumas ideias para revitalizar Águas Frias:

Restaurar as casas: As casas de pedra da aldeia podem ser restauradas e transformadas em casas de férias ou pousadas.

Criar empregos: Criar novos empregos na aldeia, como agricultura, turismo ou artesanato.

Melhorar a infraestrutura: Melhorar a infraestrutura da aldeia, como estradas, água e eletricidade.

Promover a aldeia: Promover a aldeia como destino turístico.

Com um pouco de esforço, Águas Frias pode voltar a ser a aldeia vibrante e feliz que já foi.

.

Texto & Fotografia: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
23
Jan24

A aldeia transmontana de Águas Frias (Chaves), Portugal, a "preto e branco"


Mário Silva Mário Silva

.

A aldeia transmontana de Águas Frias

(Chaves), Portugal, a "preto e branco"

J18 DSC01383_P&B_ms

Uma paisagem de tons fortes e contrastantes

A aldeia de Águas Frias, em Chaves, Portugal, é uma típica aldeia transmontana, com casas de pedra e telhados de telha. Em preto e branco, esta paisagem ganha ainda mais intensidade. Os tons de cinza escuro das pedras contrastam com o branco dos telhados, criando uma sensação de solidez e estabilidade. A torre sineira da igreja matriz, erguida no centro da aldeia, destaca-se como um elemento vertical que organiza a paisagem.

Uma sensação de paz e tranquilidade

A ausência de cores vibrantes confere à aldeia uma sensação de paz e tranquilidade. As linhas simples das casas e da igreja criam uma sensação de harmonia e equilíbrio. O silêncio é quebrado apenas pelo som do vento que sopra nos telhados e pelas campainhas da igreja.

Um lugar de memória e tradição

As casas de Águas Frias são testemunhas da história e da tradição da aldeia. Foram construídas com materiais locais e com técnicas tradicionais. A igreja matriz, que data do século XVII, é um símbolo da fé e da religiosidade dos habitantes da aldeia.

Uma visão poética da vida

A aldeia de Águas Frias, em preto e branco, é uma visão poética da vida. É um lugar onde o tempo parece ter parado, onde a beleza da simplicidade se revela. É um lugar onde a alma pode descansar e encontrar paz.

.

Texto & Fotografia: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
14
Mai21

O TEMPO PASSA? NÃO PASSA - Águas Frias – Chaves – Portugal


Mário Silva Mário Silva

 

 

t             t             t

Descendo a rua de Nª Sr. Dos Prazeres, na aldeia transmontana de Águas Frias – Chaves – Portugal

t             t             t

Casas feitas com pedras de granito, “esculpidas” das fragas, para serem separadas e ficarem uma só … casa, depois talvez um lar …

Eram, foram e ainda são, casas … velhas.  

Não… velhas não. Antigas …

O tempo passa … mas a memória pode ser eterna.

t             t             t

 

O TEMPO PASSA? NÃO PASSA

Blog 14 DSC09424_ms

.

O tempo passa? Não passa
no abismo do coração.
Lá dentro, perdura a graça
do amor, florindo em canção.

.

O tempo nos aproxima
cada vez mais, nos reduz
a um só verso e uma rima
de mãos e olhos, na luz.

.

Não há tempo consumido
nem tempo a economizar.
O tempo é todo vestido
de amor e tempo de amar.

.

O meu tempo e o vosso,
transcendem qualquer medida.
Além do amor, não há nada,
amar é o sumo da vida.

.

São mitos de calendário
tanto o ontem como o agora,
e o teu aniversário
é um nascer toda a hora.

.

O amor, que brotou
do tempo, não tem idade,
pois só quem ama
escutou o apelo da eternidade.

.

                                                                                          Carlos Drummond de Andrade

 

.

.

Ver também:

https://www.facebook.com/mariofernando.silva.9803/

http://aguasfrias.blogs.sapo.pt

https://www.youtube.com/channel/UCH8jIgb8fOf9NRcqsTc3sBA...

https://twitter.com/MrioFernandoGo2

https://www.instagram.com/mario_silva_1957/

.

Mário Silva 📷

Águas Frias - Fevereiro 2024

Mais sobre mim

foto do autor

LUMBUDUS

blog-logo

Hora em PORTUGAL

Calendário

Abril 2024

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

O Tempo em Águas Frias

Pesquisar

Sigam-me

subscrever feeds

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.