Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MÁRIO SILVA "navegando" em ... águas frias

"Navegando" no Reino Maravilhoso por Terras de Monforte, especialmente na Aldeia de Águas Frias - Chaves - Trás-Os-Montes - PORTUGAL

MÁRIO SILVA "navegando" em ... águas frias

"Navegando" no Reino Maravilhoso por Terras de Monforte, especialmente na Aldeia de Águas Frias - Chaves - Trás-Os-Montes - PORTUGAL

21
Abr19

Águas Frias (Chaves) - A visita Pascal ("Compasso") desde 2007 a 2015


Mário Silva Mário Silva

 

A Visita Pascal ("Compasso") na Aldeia

 

DSC03030ms 2007.JPG

"A Páscoa celebra-se a 21 de abril em 2019, sendo um feriado móvel, comemorado sempre ao domingo.

Esta é uma celebração religiosa que comemora a ressurreição de Jesus Cristo.

Os cristãos celebram a ressurreição de Jesus Cristo, sendo a data conhecida como Domingo de Páscoa. De acordo com a Bíblia, após a crucificação de Cristo, celebrada na Sexta-Feira Santa, Cristo ressuscitou no terceiro dia após a sua morte.

A data serve como momento de reflexão, em homenagem à vida e morte de Cristo, e de agradecimento e glorificação do seu sofrimento.

A Páscoa é celebrada também pela reunião da família, sendo um momento de confraternização e de alegria.

 

DSC05968ms_2008.JPG

 

 

Páscoa em Portugal

Em Portugal, a população católica recebe a visita do compasso pascal no Domingo de Páscoa. O compasso é composto por um grupo de fiéis católicos que percorrem as ruas com uma cruz e um pequeno sino para anunciar a sua chegada.

Quando convidados pelos habitantes a entrar nas casas, benzem a casa e seus moradores, anunciando a boa nova da ressurreição de Jesus Cristo.

Sete dias antes da Páscoa celebra-se o Domingo de Ramos, um dia dedicado aos padrinhos e madrinhas. Os afilhados oferecem flores ou plantas aos seus padrinhos e madrinhas e estes retribuem com o "folar", ou seja, com uma prenda no dia de Páscoa.

O pão-de-ló, os papos de anjo, o folar, as amêndoas e os ovos da Páscoa são alguns dos doces tradicionais desta época festiva."

In: https://www.calendarr.com/portugal/pascoa/

 

DSC05418ms_2010.JPG

 

Visita Pascal (Compasso)

"A Visita Pascal ou Compasso Pascal é uma tradição cristã portuguesa que consiste na visita casa a casa de uma paróquia (daqueles que a queiram receber) do Crucifixo de Cristo no dia de Páscoa ou nas semanas seguintes para celebrar a sua Ressurreição.

 

DSC03004ms_2011.JPG

 

Um pequeno grupo de paroquianos ou mordomos, com ou sem o seu pároco, liderados por um crucifixo que representa a presença de Jesus vivo, percorre várias casas de outros paroquianos que manifestem a sua vontade de receber a visita de Jesus Ressuscitado no dia de Páscoa. Em cada uma das casas, após uma bênção inicial, os habitantes da casa visitada beijam a cruz de Cristo como demonstração de adoração.

 

DSC03468ms_2013.JPG

A esta tradição associaram-se diferentes formas de receber essa visita. Ela é vista como uma forma de confraternização dos membros da comunidade paroquial com a oferta de alimentos da quadra ou apenas uns minutos de repouso para o grupo itinerante. É também comum ser aproveitada para oferta de donativos pecuniários à paróquia (para pagamento de eventuais direitos paroquiais)."

in: https://pt.wikipedia.org/wiki/Compasso_(P%C3%A1scoa)

 

DSC06042ms_2014.JPG

 

DSC05499_InPixio_InPixio_ms_2015.jpg

 

Uma Feliz e Santa Páscoa

 

 

Até breve !!!

 

 

 

 

 

 

 

 

Mário Silva 📷
14
Abr19

Águas Frias (Chaves) - Domingo de Ramos


Mário Silva Mário Silva

 

DOMINGO DE RAMOS

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ...Águas Frias (Chaves) - ... benção dos Ramos (2013) ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... benção dos Ramos (2013) ...

... benção dos Ramos, no adro da Igreja matriz (2013) ...

 

 

O Domingo de Ramos é uma festa móvel, que se celebra no domingo anterior ao Domingo de Páscoa.

Nesse dia, comemora-se a entrada de Jesus Cristo em Jerusalém, onde ele foi aclamado por multidões como o Filho de Deus.

Nessa ocasião, as pessoas receberam Jesus abanando ramos de oliveira e palmeira, os quais representam a vitória de Jesus, um rei humilde que entra na cidade montado em um jumentinho, o qual além da humildade, representa a paz, o inverso do cavalo, que remete à guerra.

Tradições do Domingo de Ramos

 

Jesus num jumento

Como forma de lembrar a data, os católicos costumam levar ramos para a missa para serem benzidos. Também é comum encontrar-se ramos de palmeiras colocados em forma de cruz nas igrejas e nas ruas.

Outra tradição do Domingo de Ramos é o costume de os afilhados oferecerem flores ou ramos aos seus padrinhos e madrinhas, os quais, no domingo seguinte, retribuem o gesto com o "folar", isto é, como a prenda da Páscoa.

 

Procissão do Domingo de Ramos

No Domingo de Ramos realizam-se procissões de norte a sul de Portugal, com diversas paragens, retratando-se a Paixão de Cristo.

 

Águas Frias (Chaves) - ... flor campestre - margarida vulgar (Bellis perennis) ..

... flor campestre (Bellis perennis) ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... castelo de Monforte de Rio Livre (Monumento Nacional) ...

... castelo de Monforte de Rio Livre (Monumento Nacional) ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... vista por cima do telhado ...

... vista por cima do telhado ...

 

Águas Frias (Chaves) - ... porta e portão ...

... porta e portão ...

 

 

Até breve !!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mário Silva 📷
19
Dez15

Águas Frias (Chaves) - ...o outono a acabar e já o Natal a espreitar ....


Mário Silva Mário Silva

 

 

O Outono está a findar ...

... o Inverno está quase à porta ...

... e já se pensa no Natal ...

... ele já se sente no ar ...

... espero que o seu espírito também esteja no ar ..

... mas até lá deixo alguns registos captados ao longo de vários anos em tempo de Advento...

... recordemos e demos largas à nossa imaginação ...

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... a névoa ... a árvore ... a "fonte" ...- dez 12

     ... a névoa ... a árvore ... a "fonte" ...- dez 2012     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... vista dos campos em dia enevoado ... o outono está a acabar ... -  Dez 10

     ... vista dos campos em dia enevoado ... o outono está a acabar ... - Dez 2010     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... chaminé fumegando ... a lareira já está acesa ... - dez 12

      ... chaminé fumegando ... a lareira já está acesa ... - dez 2012     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... a água escorre pelos campos alagados ... - dez 14

     ... a água escorre pelos campos alagados ... - dez 2014     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ...vista da aldeia em dia com o sol envergonhado ... - dez 14

     ...vista da aldeia em dia com o sol envergonhado ... - dez 2014     

 

Águas Frias (Chaves) - ... pôr dosol entre as árvores ... - dez 11

     ... pôr do sol entre as árvores ... - dez 2011     

 

 

 

Até breve !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mário Silva 📷
12
Dez15

Águas Frias (Chaves) - ... começou dezembro ...


Mário Silva Mário Silva

 

 

Começou dezembro ...

... o frio aperta ...

.... as chuvas teimam em não aparecer ...

... já se vai pensando na época natalícia ...

... e as couves estão a ficar prontas ...

... a batatas já estão na adega ...

... é preciso pensar já no bacalhau e no polvo ...

 

Até lá, vou deixando alguns registos captados nos meses de dezembro ...

 

... aqueles que estão longe, como eu, vamo-nos recordando da Aldeia .............

 

 

Águas Frias (Chaves) - ...o pote à lareira ... -  dez 12

      ...o pote à lareira ... - dez 2012     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... o campo verde com a Aldeia e o Castelo ao fundo ... - dez 10

     ... o campo verde com a Aldeia e o Castelo ao fundo ... - dez 2010     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... na rua Central ... - dez 14

     ... na rua Central ... - dez 2014     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... a Aldeia por entre as árvores despidas ... - dez 12

     ... a Aldeia por entre as árvores despidas ... - dez 2012     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... cogumelos ... -  dez 11

     ... cogumelos ... - dez 2011     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... a lua entre as árvores ... - dez 14

     ... a lua entre as árvores ... - dez 2014     

 

 

 

 

Até breve ...........

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mário Silva 📷
05
Dez15

Aguas Frias (Chaves) - Ainda alguns registos captados nos meses de novembro ...embora já estejemos em dezembro ...


Mário Silva Mário Silva

 

 

 Novembro em dezembro

 Embora estejemos já em dezembro, fui ao baú e retirei registos captados em novembro ao longo de vários anos.

São esses registos que hoje partilho convosco.

 

Águas Frias (Chaves) - ... junta de freguesia no outono - nov 2015

     ... edifício da junta de freguesia envolto no espírito do outono - nov 2015    

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... cogumelo ... - nov 2015

     ... lindo cogumelo ... - nov 2015    

 

Águas Frias (Chaves) - ... paisagem outonal com a névoa sobre o vale ... - nov 2011

      ... paisagem outonal com a névoa sobre o vale ... - nov 2011    

 

Águas Frias (Chaves) - ... caminho em tempo de outono - nov 2011

      ... caminho em tempo de outono - nov 2011    

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... cavalo ao sol outonal ... - nov 2007

     ... cavalo ao sol outonal ... - nov 2007     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... varanda engalanada com folhagem outonal - nov 2007

     ... varanda engalanada com folhagem outonal - nov 2007     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... chaminé e o deu cata-vento - nov 2007

     ... chaminé e o seu cata-vento - nov 2007     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... cogumelos ... - nov 2009

     ... cogumelos ... - nov 2009     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ...A Aldeia vista do Castelo de Monforte de Rio Livre - nov 2009

     ...A Aldeia vista do Castelo de Monforte de Rio Livre - nov 2009     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... Castelo de Monforte de Rio Livre - nov 2009

     ... Castelo de Monforte de Rio Livre - nov 2009    

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... carvalhal ... nov 2009

      ... carvalhal ... nov 2009    

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... carroça em descanso ... . nov 2009

     ... carroça em descanso ... . nov 2009    

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... Igreja Matriz - nov 2010

     ... Igreja Matriz - nov 2010     

 

 

 

Até breve, agora com imagens de dezembro

 

 

 

 

 

 

Mário Silva 📷
11
Jan14

Águas Frias (Chaves) - Provérbios de janeiro ... (2)


Mário Silva Mário Silva

 

 

Com o pretexto de inserir mais algumas imagens desta pequena mas bela Aldeia transmontana - Águas Frias, vou continuar a enumerar mais alguns provérbios populares relativos ao mês de janeiro.

Claro que as imagens não serão a ilustração dos provérbios (são dois em um: provérbios populares e imagens soltas).

 

 

 

     ... mais uma perspetiva da Aldeia de Águas Frias (Chaves) ...    

 

 

 

 

O Luar de Janeiro é claro como um carneiro, as lá vem o de Fevereiro

 Em Janeiro sobe ao outeiro, se vires verdejar, põe-te a chorar, se vires terrear põe-te a cantar

 

 

 

     ...   uma cancela  ...    

 

 

 Sapatos brancos em Janeiro sinal de pouco dinheiro

 Se queres ser bom ervilheiro, semeia no crescente de Janeiro

 

 

     ... a igreja matriz sob luz do sol poente ...    

 

 

 Se queres ser bom milhareíro, faz o alqueive em Janeiro

 

 

     ... vaca pastando ...    

 

 

 Em Janeiro, um porco ao sol, outro no fumeiro

 Janeiro greleiro, não enche celeiro

 

 

 

     ... um "pedaço" das paisagens de Águas Frias ...    

 

 

 Ao luar de Janeiro, se conta dinheiro

 

 

 

     ... um  curral ...    

 

 

 

 Em Janeiro têm os dias um saltinho de carneiro

 Janeiro, tem uma hora por inteiro

 

 

 

 

     ... entrada para casas de Águas Frias ...   

 

 

 

 Os bons dias em Janeiro vêm-se a pagar em Fevereiro

 

 

 

     ... um abrigo/curral ou armazém (?) ...   

 

 

 

 Não há luar como o de Janeiro nem amor como o primeiro

 Ao minguante de Janeiro, corta o madeiro

 

 

 

 

     ... um pássaro no "cocuruto" de um pinheiro ...    

 

 

Mais um "post está a chegar ao fim e deixo-vos com uma imagem de um final do dia visto desta "resistente" mas sempre bela aldeia flaviense.

 

 

     ... pôr do sol por trás da serra do Larouco, observado de Águas Frias (Chaves) ...     

 

 

 

 

Até breve !!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mário Silva 📷
14
Dez13

Águas Frias (Chaves) - Mel produzido em terras de Monforte


Mário Silva Mário Silva

 

Águas frias tem uma variedades muito diversificada de plantas silvestres que no seu ciclo natural dão flores, algumas delas minusculas, mas que além de belas são um manancial excelente para o trabalho das abelhas na produção de mel. Perante este paraíso de flora natural,também é um ótimo manancial para

que a laboriosa tarefa das abelhas tenham as condições ideais para produzirem mel de qualidade superior.

 

Ora, atentos à Natureza de Águas Frias, são alguns os aquafrigedenses que se têm dedicado à apicultura.

 

Desculpem não referenciar todos, e são alguns, mas tenho que evidenciar uma produção de mel que pela sua dedicação e empenho o fizeram, divulgando, através de rotulagem própria e alusiva às terras de Monforte. Estou a falar dos mentores, zelosos cuidadores e tratadores que criaram uma marca própria e que só enaltece Águas Frias e as terras de Monforte. Os empreendedores deste projeto são o Romeu e o Bino Pires ( com a sempre prestigiosa ajuda dos seus pais, Noémia e Henrique) que criaram MONFORMEL.

É de louvar, quem numa terra de poucas oportunidades, tenham o empreendedorismo de criar riqueza para a "nossa" Aldeia.

Não desfazendo para a qualidade das outras produções, venho testemunhar (pois já tive o previlégio de o provar) que este produto natural - o mel, é de excecional sabor e qualidade.

 

Quero deixar, aqui, o meu testemunho de parabéns para estes empreendedores que aproveitam as excelentes riquezas naturais de Águas Frias e fazem um produto de qualidade irrepreensível.

 

 

Mas se pensam que é só retórica, convido todos a provar o mel da "nossa" Aldeia, nomeadamente o MONFORMEL.

Não me levem a mal os outros produtores de mel da Aldeia mas não tenho conhecimento de algum ter criado uma marca própria ... se algué o fez, que me contacte pois terei todo o prezer em fazer a sua divulgação.



Afinal tudo o que se produz em Águas Frias é de qualidade superior - é preciso aproveitar essas "riquezas".


MEL



O mel (plural: meles ou méis) é um alimento, geralmente encontrado em estado líquido viscoso e açucarado, que é produzido pelas abelhas a partir do néctar recolhido de flores e processado pelas enzimas digestivas desses insetos, sendo armazenado em favos em suas colmeias para servir-lhes de alimento.

O mel sempre foi utilizado como alimento pelo homem, obtido inicialmente de forma extrativa e, muitas vezes, de maneira danosa às colmeias. Com o passar dos séculos, o homem aprendeu a capturar enxames e instalá-los em "colmeias artificiais". Por meio do desenvolvimento e aprimoramento das técnicas de manejo, conseguiu aumentar a produção de mel e extraí-lo sem danificar a colmeia. Com a "domesticação" das abelhas para a produção de mel, temos então o início da apicultura. Atualmente, além do mel, podemos obter diversos produtos como o pólen apícola, a geleia real, a apitoxina e a cera. Além da produção e comercialização de rainhas e em alguns casos de enxames e crias.

O mel é o único produto doce que contém proteínas e diversos sais minerais e vitaminas essenciais à nossa saúde. Além do alto valor energético, possui conhecidas propriedades medicinais, sendo um alimento de reconhecida ação antibacteriana.

Juntamente com o mel, as abelhas produzem outros importantes produtos: a cera, a geleia real e o própolis.




Mário Silva 📷
11
Dez13

Falecimento de Nadir Afonso (pintor flaviense)


Mário Silva Mário Silva


Faleceu hoje Nadir Afonso (pintor, arquiteto e pensador flaviense ... português ... e do Mundo)



 

 



Nadir Afonso Rodrigues (Chaves, 4 de dezembro de 1920Cascais, 11 de dezembro de 2013) foi um arquitecto, pintor e pensador português. Diplomado em arquitectura, trabalhou com Le Corbusier e Oscar Niemeyer. Nadir Afonso estudou pintura em Paris e foi um dos pioneiros da arte cinética, trabalhando ao lado de Victor Vasarely, Fernand Léger, August Herbin e André Bloc.

Nadir Afonso é autor de uma teoria estética, tendo publicado em vários livros onde defende que a arte é puramente objetiva e regida por leis de natureza matemática, que tratam a arte não como um acto de imaginação, mas de observação, percepção e manipulação da forma.

Nadir Afonso alcançou reconhecimento internacional e está representado em vários museus.

As suas obras mais famosas são a série Cidades, que sugerem lugares em todo o mundo.

Com 92 anos de idade, ainda trabalhava ativamente na pintura.

Faleceu a 11 de dezembro de 2013, no hospital de Cascais, onde se encontrava internado.

In: http://pt.wikipedia.org/wiki/Nadir_Afonso   




{#emotions_dlg.cry}




Mário Silva 📷
07
Dez13

Águas Frias (Chaves) - Alguns provérbios de dezembro ... e algumas imagens ...


Mário Silva Mário Silva



Em continuação do "post" anterior vou aqui deixar alguns provérbios, que recolhi, referentes ao mês de dezembro ... e algumas imagens captadas por alguns recantos de Águas Frias. Eu sei que estas não se coadunam com os ditados populares, mas servem somente para ilustrar esta pequena mas bela Aldeia Transmontana ...

 

 

      Vista da Aldeia - ... Afinal nem tudo é a preto e branco ... também existem intermináveis cinzentos ...     

 

“Não há Dezembro valente que não trema.”

 

“Em Dezembro descansa, mas não durmas.”

 

 

     Águas Frias - ... marco rodoviário à entrada da Aldeia ...    

 


“Em Dezembro, a uma lebre, galgos cento.”

 

“Se queres um bom alhal, planta-o no mês do Natal.”

 

 

       ... o gato fotogénico ...     

 


“Lenha de figueira, rica de fumo, pobre de madeira.”

 

  

      ... uma casa na Aldeia ....     

 

 

“Em Dezembro treme o frio em cada membro.”

 


      ... um puxador de porta (rebuscado) ...     


“Dezembro frio, calor no estilo.”

 

      ... Flor campestre em pleno outono ...     

 

 


“Em Dezembro chuva, em Agosto uva.”


 

      ... Castelo de Monforte do Rio Livre ...    

 



E com este pequeno contributo termino este "post", sem antes referir um outro ditado não popular " ... chuvas em setembro, Natal em dezembro" ... (embora já haja quem tenha antecipado o Natal para novembro (?) e como dizia Fernando Pessa: " E esta, heim !!!! "



{#emotions_dlg.ice}






Mário Silva 📷
30
Nov13

Águas Frias (Chaves) - Provérbios de novembro


Mário Silva Mário Silva

 

Hoje vou deixar aqui alguns provérbios populares relativos ao mês de novembro e algumas imagens recolhidas este mês, em Águas Frias:


 

Outubro lavrar, Novembro semear, Dezembro nascer.

Cava fundo em Novembro, para plantares em Janeiro.


 

      ... As cores do outono na Natureza ...     

 

      ... o diospiro - fruto outonal ...      

 

Dos Santos ao Natal, Inverno natural.

De Santa Catarina ao Natal, mês igual.


 

      ... o cruzeiro do Senhor dos Milagres em tempo de outono ...     

 

 

      ... folha solitária ...     



De Todos os Santos ao Advento, nem muita chuva nem muito vento.

De Todos os Santos ao Natal, bom é chover e melhor nevar


 

      ... vista da Aldeia entre árvores ...     


 

      ... abóboras "espreitando" à varanda ...     


 

Cava fundo em Novembro, para plantares em Janeiro.

Em Novembro chuva, frio e sol e deixa o resto.

 

      ... trabalho em tempo de outono ...     

 

 

      ... caçador "esperando" a caça ...     



Em Novembro se queres pasmar teu vizinho, lavra, sacha e esterca pelo S. Martinho.

Novembro à porta, geada na horta..

 

 

   ... plantas esquisitas em tempo de outono ...   


Novembro é quente no começo e frio no fim.

Novembro pelos Santos, neve nos campos.


 

      ... planta  outonal cujo fruto faz lembrar cachos de uvas ...     

 

Novembro põe tudo a secar, pode o sol não tornar.

 


Como o novembro está a chegar ao fim, voltarei em dezembro, mês do Natal  ... e como diz um "provérbio não popular" - Chuvas em novembro, Natal em dezembro !!!! .....







Mário Silva 📷
23
Nov13

Águas Frias (Chaves) - ... Cogumelos (míscaros, turtulhos, rocas, pinheiras, ...)


Mário Silva Mário Silva

Com o outono no seu apogeu, e consequentemente maior humidade no ar o nos solos, temperaturas mais baixas, decomposição da manta morta que se foi amontoando, são as condições ideais para a proliferação dos cogumelos.



E muito embora os incêndios tivessem contribuído para que muitos não tivessem condições para nascerem, o certo é que em Águas Frias ainda se conseguem descobrir no meio da folhagem das matas os ditos fungos - os cogumelos.

 


Eles são de uma variedade muito extensa, quanto à forma, cor e textura.

São cada vez mais procurados para a alimentação, sendo um bom petisco e até utilizados na cozinha "gourmet".



 


Mas ... e há sempre um mas ... eles também podem conter toxinas que podem levar à morte.

 


Nem sempre a beleza é sinónimo de bom ... É preciso ser bom conhecedor para apanhar e consumir os "bons" - comestíveis (alguns são muitíssimo idênticos na sua aparência).



Eu sou um leigo na matéria, quanto à identificação dos que são comestíveis daqueles que são tóxicos. Por isso deixo essa escolha aos especialistas (geralmente os mais velhos que aprenderam a identificá-los, desde várias gerações, de pais para filhos).



 

 

 

Os cogumelos é um termo genérico mas, quem os conhece, chama-os pelos nomes: tortulhos, rocas,carvalhas, pinheiras, ... e outros que não me lembro o nome, pois para mim tudo são simples cogumelos.


 

 

Uns pequenos e frágeis, outros robustos, uns altamente coloridos, outros de cor pálida, quase incolor, uns juntos outros, isolados, ...



Uns crescem a partir do chão, outros nos troncos das árvores ou até pedaços de lenha esquecida no monte ...


 

Uma coisa posso garantir ... quando os provei estavam "divinais" ... graças a quem os apanhou e cozinhou ...


 

Esta iguaria, cada vez mais apreciada e cada vez mais colhida e como já referi atrás não deixa de ter os seus riscos,por isso só consuma aqueles que tem mesmo a certeza que são comestíveis e ... na dúvida, deixe-os ficar onde estão - mais vale, menos um cogumelo que uma intoxicação ou mesmo uma vida.

 





ATENÇÃO: As imagens aqui expostas  servem apenase somente para ilustrar cogumelos, não sabendo se podem ser colhidos ou não. Cuidado, pois alguns podem ser venenosos.


Se não conhece e pretende vir a colher cogumelos, é melhor munir-se de um livro que ilustre e identifique cada espécie e onde e quando colhê-los.


Vou arriscar e deixar aqui uma referência de um livro (existem muitos mais no mercado) e que poderá ajudar:



Guia dos Cogumelos

de Vários  Autores     


Edição/reimpressão: 2006

Páginas: 288

Editor: Dinalivro




Seja pela beleza ou pela degustação, esta é a época ideal para os cogumelos...


... e nascem que nem ... cogumelos ...











Mário Silva 📷
16
Nov13

Águas Frias (Chaves) - ... mais alguns "pingos" (fotos) de Águas Frias ...


Mário Silva Mário Silva

 

 

Águas Frias ... estamos no outono,... tempo da queda da folha, das baixas de temperatura, do começo das primeiras chuvas, das manhã de nevoeiro, das primeiras geadas noturnas ... dos dias a "mingar" ...

 

Mas até parece que o Tempo também condiciona o meu "tempo" e este também parace "mingar" e não me deixa fazer tudo o que me dá realmente gosto. Por tudo isso deixo somente aqui dois ditados populares relativos a esta estação do ano e ilustro com algumas fotos que, na verdade, não são de outono mas sim recolhidas, no mês dos meses - agosto. Mas penso que estarei desculpado por esta discrepância de "tempo".

 

 

"No outono o sol tem sono"

 

 

"Quem planta no outono, leva um ano de abono"

 

 

 

 

     ...  flor silvestre à beira do caminho ...    

 

 

     ... janela trancada ... dali já não se vislumbra nada ...      

 

 

 

     ... mais uma vista da Aldeia e o seu castelo altaneiro ...      

 

 

 

     ... caminhos "ensombrados" ...    

 

 

     ... mais um recanto da Aldeia ...      

 

 

     ... a pia que já deixou a sua utilidade ...      

 

 

     ..... chaminé que já não deita fumo ...      

 

 

     ... ainda era o tempo de enxofrar as vinhas ...     

 

     ...aves espreitando o pôr do sol, ... escolhendo o local de poiso ...      

 

 

 

 E agora, que os pássaros, observam que o sol começa a aproximar-se da linha do horizonte anunciando que mais um dia está a acabar, também eu aproveito para terminar este "post".

Mas como a um dia se sucede outro, também eu espero que, em breve, renasça mais um tempinho para deixar mais un "pingos" desta pequena mas bela Aldeia flaviense - Águas Frias.

 

 

 

 

Mário Silva 📷
10
Nov13

Águas Frias (Chaves) - ... sete registos de aspetos da Aldeia ... (um para cada dia da semana) ...


Mário Silva Mário Silva

 

 

Hoje partilho mais alguns registos de pequenos pormenores (pequenas gotas) de Águas Frias.

Os pormenores são infindávéis ... e a escolha foi, mais uma vez aleatória, tendo simplesmente como ponto comum, a Aldeia flaviense - ÁGUAS FRIAS.

 

Serve pelo menos para recordarmos e não esquecermos aquilo que tanto gostamos ... ou de a dar a conhecer (a quem ainda não teve a oportunidade de visitar).

 

 

     ... velhas construções graníticas ...      

 

 

 

     ... cavalo pastando ... redeado de aves no chão , procurando sementes ...     

 

 

 

 

     ... de casa velha se reconstruiu casa nova, mantendo as caraterísticas típicas exteriores ...     

 

 

 

 

     ... lavrando o campo com trator ...     

 

 

 

     ... vislumbrando  casa que já viveu dias mais felizes ...     

 

 

 

 

      ... sol poente dando uma luminusidade diferente ao velho casario granítico ...     

 

 

 

 

 

     ... flor campestre que nasce espontaneamente na beira dos caminhos ...     

 

 

 

 

 

Muitos mais pormenores se escondem por esta Aldeia ... esperemos um pouco mais para os descobrir ou  ... ainda melhor ... venha-os descobrir ...

 

 

 

 {#emotions_dlg.unknown}

 

 

 

 

 
Mário Silva 📷
06
Nov13

Águas Frias (Chaves) - Imagens avulsas desta pequena mas bela Aldeia Transmontana


Mário Silva Mário Silva

 

 

Tendo em conta a frase de Confúcio (filósofo chinês que viveu em 470 A.C.) "UMA IMAGEM VALE MAIS QUE MIL PALAVRAS"

Aqui deixo alguns registos fotográficos captados na última visita que fiz a Águas Frias.

 

 

      ...Vista geral da Aldeia de Águas Frias ...       

 

 

 


          .... Bela e imponente casa que já teve melhores dias ....     

 

 

 

      ... Caminho ! Para onde me levas? ...       

 

 

 

      ... é uma casa portuguesa, concerteza ....      

 

 

 

 

      .... tabalhando no campo ...   

 

 

 

    .... Janela de cortinas rendadas ...     

 

 

      .... vista parcial do lugar da Lampaça ....     

 

 

 

 

      .... a flor do cardo ....   

 

 

 Até breve, com outros registos, pois esta aldeia a cada recanto se encontra um encanto ....

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Mário Silva 📷
04
Nov13

Exposição de Fotografia RIO LIVRE - Chaves


Mário Silva Mário Silva

 

 

 

 

Vai realizar-se uma mostra de fotografias no restaurante do Ilídio (Restaurante Testarossa) na Rua do Sol, 51 - CHAVES.

 

Esta exposição tem como Tema "FOTOGRAFIA RIO LIVRE"

 

A exposição, para além das fotografias ditas "normais", é composta por duas panorâmicas de 2,55 m cada:

 

 

 Uma do Castelo de Monforte e outra da Pedra da Bolideira.

 

 

 

 

Esta exposição tem a organização da Associação de Fotografia e Gravura LUMBUDUS.

 

 

Se puder não falte !!!

 

 

 

 

 

 
Mário Silva 📷
01
Nov13

Águas Frias (Chaves) - ...Dia de Finados ou dos Fiéis Defuntos


Mário Silva Mário Silva

 

 

 
 
 

O Dia dos Fiéis Defuntos ou Dia de Finados, (conhecido ainda como Dia dos Mortos), é celebrado pela Igreja Católica no dia 2 de novembro.

Desde o século II, alguns cristãos rezavam pelos falecidos, visitando os túmulos dos mártires para rezar pelos que morreram. No século V, a Igreja dedicava um dia do ano para rezar por todos os mortos, pelos quais ninguém rezava e dos quais ninguém lembrava. Também o abade de Cluny, Santo Odilon, em 998 pedia aos monges que orassem pelos mortos. Desde o século XI os Papas Silvestre II (1009), João XVII (1009) e Leão IX (1015) obrigam a comunidade a dedicar um dia aos mortos. No século XIII esse dia anual passa a ser comemorado em 2 de novembro, porque 1 de novembro é a Festa de Todos os Santos. A doutrina católica evoca algumas passagens bíblicas para fundamentar sua posição (cf. Tobias 12,12; Jó 1,18-20; Mt 12,32 e II Macabeus 12,43-46), e se apóia em uma prática de quase dois mil anos

In: http://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_dos_Fi%C3%A9is_Defuntos

 

 

 

 

 

 

 

Neste dia, dois de novembro, relembramos os que nos deixaram desta Vida, mas a memória não se apaga e por isso, relembro com sudade aqueles que partiram deste Mundo, mas nos deixaram a sua memória, as suas vivências, todo um passado que a memória de cada um torna "presente".

Muitos foram os que convivi, cruzei, dialoguei, ... no "pouco tempo" que vou visitando esta Aldeia, mas que também me deixaram saudade.

 

A todos os que aquafrigedenses que já partiram... 

 DESCANSEM EM PAZ ... 

 

 

 A Vossa memória jamais será esquecida ...

 

{#emotions_dlg.cry}

 

 

 

 

 

Mário Silva 📷
26
Out13

Águas Frias (Chaves) - Outono ... duas maravilhas ... uvas e castanhas ...


Mário Silva Mário Silva


OUTONO - a uva e a Castanha
 
 

O Outono chegou e com ele o amadurecimento de alguns frutos muito comuns em Águas Frias. Além de muitos outros vou focalizar em dois, talvés os principais nesta região: a Uva e a Castanha.

 

A uva, claro que amadurece mais cedo sendo feitas as vindimas durante o mês de setembro, enquanto vão amadurecendo as castanhas dentro dos ouriços, que abrem e deixam cair o seu fruto pelos fins de setembro, início de outubro.

Assim, deixo alguma informação que reconhi no Wikipédia, sobre este dois nobres frutos.

 

Videira

 

 

 

 

 


 

A videira, vinha ou parreira é uma trepadeira da família das vitáceas, com tronco retorcido, ramos flexíveis, folhas grandes e repartidas em cinco lóbulos pontiagudos, flores esverdeadas em ramos, e cujo fruto é a uva. Originária da Ásia, a videira é cultivada em todas as regiões de clima temperado,

A videira produz as uvas, fruto de cujo suco se produz o vinho.

O cultivo da videira para a produção de vinho é uma das atividades mais antigas da civilização. Evidências indicam o cultivo da videira para a produção de vinho na região do Egito e da Ásia Menor durante o período neolítico, ao mesmo tempo em que a humanidade, instalada em colônias permanentes, começou a cultivar alimentos e criar gado, além de produzir cerâmica.


 

 

 

História

O cultivo da uva começou cerca de 6.000 a 8.000 anos atrás, no Oriente Médio. A levedura, um dos primeiros microorganismos conhecidos pelo homem, ocorre naturalmente na casca das uvas, levando a produção de bebidas alcoólicas, como o vinho. Os primeiros vestígios de vinho tinto são vistos na Armênia antiga, onde foi encontrada a adega mais antiga do mundo, datando de cerca de 4.000 A.C..

 

 

 

 

 

 

Por volta do Século IX, a cidade de Shiraz era conhecido por produzir um dos melhores vinhos do Oriente Médio. Hieróglifos no Antigo Egito recordam o cultivo de uvas, e a história atesta também que povos antigos da Grécia, Fenícia e Roma também cultivavam uvas para a alimentação e produção de vinho. Mais tarde, o cultivo de uvas se espalhou pela Europa, norte da África e, finalmente, América do Norte. Uvas pertencentes ao gênero Vitis proliferaram naturalmente nas selvas da América do Norte, e foram parte da dieta de muitos nativos americanos, mas foram considerados pelos colonizadores europeus como impróprio para a produção de vinho.

 

 

 

Características

As uvas crescem em cachos de 15 a 300 frutos, e podem ser vermelhas, pretas, azul-escuras, amarelas, verdes, laranjas e rosas. "Uvas brancas" são naturalmente de cor verde, e são evolutivamente derivados da uva roxa. Mutações em dois genes reguladores de uvas brancas desativam a produção de antocianinas, que são responsáveis pela cor púrpura das uvas. As antocianinas e outros polifenóis são responsáveis pelo vários tons, que variam de roxo a vermelho.

 

 

 

 

 

 

 

 

Significado religioso

Na Bíblia, as uvas são mencionadas pela primeira vez quando Noé cultiva-os em sua fazenda (Gênesis 9:20-21). Referências sobre o vinho são feitas no livro de Provérbios (20:1) e no livro de Isaías (5:20-25). Deuteronômio (18:3-5, 14:22-27, 16:13-15) relata o uso do vinho durante festas judaicas. Uvas também foram significativas para ambos gregos e romanos, e seu Deus da agricultura, Dionísio, estava ligado às uvas e do vinho, sendo freqüentemente retratado com folhas de uva em sua cabeça. As uvas são especialmente simbólicas para os cristãos, que desde o início da Igreja faz o uso do vinho na celebração da Eucaristia.8 Pontos de vista sobre o significado do vinho variam entre denominações. Na arte cristã, muitas vezes as uvas representam o sangue de Cristo.

 

 

 

 

Castanha

Ouriço de castanha

As castanhas são os aquénios (geralmente três) do ouriço, o fruto capsular epinescente do castanheiro-da-europa (Castanea sativa).

Presume-se que a castanha seja oriunda da Ásia Menor, Balcãs e Cáucaso, acompanhando a história da civilização ocidental desde há mais de 100 mil anos. A par com o pistácio, a castanha constituiu um importante contributo calórico ao homem pré-histórico que também a utilizou na alimentação dos animais.

 

 

 

 

 

Os gregos e os romanos colocavam castanhas em ânforas cheias de mel silvestre. Este conservava o alimento e impregnava-o com o seu sabor. Os romanos incluíam a castanha nos seus banquetes. Durante a Idade Média, nos mosteiros e abadias, monges e freiras utilizavam frequentemente as castanhas nas suas receitas. Por esta altura, a castanha, era moída, tendo-se tornado mesmo um dos principais farináceos da Europa.

Com o Renascimento, a gastronomia assume novo requinte, com novas fórmulas e confecções. Surge o marron glacé, passando de França para Espanha e daí, com as Invasões Francesas, chega a Portugal.

 

 



 

A castanha que comemos é, de facto, uma semente que surge no interior de um ouriço (o fruto do castanheiro). Mas, embora seja uma semente, como as nozes, tem muito menos gordura e muito mais amido (um hidrato de carbono), o que lhe dá outras possibilidades de uso na alimentação. As castanhas têm mesmo cerca do dobro da percentagem de amido das batatas. São também ricas em vitaminas C e B6 e uma boa fonte de potássio. Consideradas, actualmente, quase como uma “guloseima” de época, as castanhas, em tempo idos, constituíram um nutritivo complemento alimentar, substituindo o pão na ausência deste, quando os rigores e escassez do Inverno se instalavam. Cozidas, assadas ou transformadas em farinha, as castanhas sempre foram um alimento muito popular, cujo aproveitamento remonta à Pré-História.

 

 

 

 

Bom apetite para um belo cacho de uvas bem apetitosas, já que o vinho só estará pronto lá para o S. Martinho.

Quanto às castanha já se conseguem algumas para fazer um pequeno magusto... 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mário Silva 📷
18
Out13

Águas Frias (Chaves) - O Flagelo dos incêndios e da "revolta" pelos seus efeitos


Mário Silva Mário Silva

A imagem foi capturada durante o incêndio entre Assureiras e Santo Estevão, mas infelizmente poderia ser de um outro qualquer por onde têm lavrado os inúmeros incêndios que destroem a nossa floresta e ...bens materiais e até infelizmente vidas humanas...
 
Esta é uma foto triste mas infelizmente, muito comum nestes últimos verões. Aproveito para louvar a ação destemida dos nossos bombeiros que arriscam a sua própria vida para salvar o que outros, por incúria, descuido ou "mão criminosa" tentam destruir.
 
 
Infelizmente Águas Frias não foi exceção à vaga de incêndios ...

 
Foi com nostalgia, tristeza e até "revolta" quando vi o resultado do incêndio que deflagrou nasa terras de Águas Frias.
 
 
 
Não tenho terrenos meus, mas isso não foi motivo para que se me apertasse o estômago ao ver aquilo que deveria estar verde se ter transformado em negro.
 
 
 
O negro é sinal de luto e ... a Natureza está de facto em luto ...
 
 
 
 
É triste ver os troncos dos carvalhos, castanheiros e outras árvores transformados em tições ... as giestas reduzidas a cinzas ... algumas vinhas queimadas ,,, tão próximo das vindimas ...
 
Uma coisa é dizer ... outra coisa é ver ... é triste e revoltante ...
 
 
 
Ai se eu apanhasse o pirómano ............
 
 
 
 
 
 
Foi um pouco reconfortante, no meio do negrume das cinzas, ver pequenas plantas que lutavam para renascer, contrastando com o seu verde no meio do negro.
 
 
 
Ao menos a Natureza luta sozinha contra os efeitos nefastos dos incêndios.
 
 
 
 

 
 
 
Embora a Natureza lute para se renovar é uma luta desigual, pois ela precizará de anos e até décadas para repôr o que o incêndio destruíu em instantes ...
 
Este é um tema triste mas real, a que não se deve fechar os olhos ( como por vezes a "Justiça", que em poucas horas devolve à liberdade, de forma impune, os autores da ignição dos incêndios).
 Isso ainda mais me deixa revoltado ....
 
 
Mário Silva 📷

Mais sobre mim

foto do autor

LUMBUDUS

blog-logo

Hora em PORTUGAL

Calendário

Outubro 2021

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

O Tempo em Águas Frias

Pesquisar

Sigam-me

subscrever feeds

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.