Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MÁRIO SILVA - Fotografia, Pintura & Escrita

*** *** A realidade é a "minha realidade" em imagens (fotografia, pintura) e escrita

18
Jun24

A Chave da Teia de Aranha - Mário Silva


Mário Silva Mário Silva

A Chave da Teia de Aranha

 

 

Capítulo 1: O Segredo Escondido

.

Num vilarejo tranquilo, encravado nas montanhas portuguesas, vivia uma jovem chamada Isolinda de Monforte.

Isolinda de Monforte era uma menina curiosa, com uma mente ávida por aventuras.

Certo dia, enquanto brincava na horta de sua casa, ela deparou-se com uma porta antiga, escondida entre as trepadeiras que cobriam a parede de pedra.

A porta era de madeira escura, com uma única fechadura empoeirada.

Uma teia de aranha cobria a fechadura, como se guardasse um segredo há muito tempo esquecido.

.

A curiosidade de Isolinda de Monforte foi aguçada.

Ela aproximou-se da porta, examinando cada detalhe.

A teia de aranha era intrincada, com fios prateados que brilhavam à luz do sol.

Isolinda de Monforte perguntou-se o que poderia estar escondido atrás da porta.

Ela tentou abrir a fechadura, mas estava enferrujada.

Dececionada, ela estava prestes a desistir quando se lembrou de uma chave antiga que encontrou no sótão da casa de sua avó.

A chave era pequena e ornamentada, com uma forma estranha que não parecia encaixar-se em nenhuma fechadura que ela já havia visto.

.

Isolinda de Monforte pegou a chave e inseriu-a na fechadura com cuidado.

A chave girou com um clique suave, e a porta abriu-se com um rangido.

Isolinda de Monforte espreitou para dentro, com os seus olhos arregalados de surpresa.

Atrás da porta havia uma escada em espiral que descia para a escuridão.

O ar estava frio e húmido, e o cheiro a mofo pairava no ar.

Isolinda de Monforte hesitou por um momento, mas a sua curiosidade era mais forte do que seu medo.

Ela desceu a escada com cautela, segurando a lanterna que havia trazido consigo.

.

Capítulo 2: O Reino Escondido

.

Ao chegar ao fim da escada, Isolinda de Monforte deparou-se com um mundo mágico que jamais imaginara.

Era um reino subterrâneo, iluminado por cristais luminescentes que brilhavam com uma luz suave e etérea.

O ar estava perfumado com o aroma de flores exóticas, e o som de água corrente ecoava pelas cavernas.

Isolinda de Monforte caminhou maravilhada por esse reino encantado, descobrindo criaturas fantásticas e paisagens de tirar o fôlego.

.

No seu caminho, ela encontrou um lago cristalino, onde nadavam peixes com escamas multicoloridas.

Flores gigantescas cresciam nas paredes das cavernas, e as suas pétalas brilhavam com cores vibrantes.

Isolinda de Monforte sentia-se como se estivesse num sonho.

.

De repente, ela ouviu uma voz suave chamando pelo seu nome.

Isolinda de Monforte virou-se e viu uma figura feminina sentada num trono feito de cristais.

A figura era alta e elegante, com longos cabelos prateados e olhos que brilhavam como estrelas.

Ela usava um vestido branco reluzente e uma coroa de flores.

.

Capítulo 3: O Encontro com a Rainha

.

A figura apresentou-se como a Rainha das Fadas, a guardiã do reino subterrâneo do Reino de Monforte.

Ela explicou a Isolinda de Monforte que a porta antiga era um portal que só podia ser aberto por alguém com um coração puro e uma mente curiosa.

A Rainha havia observado Isolinda de Monforte brincando na horta e viu a bondade e a inocência nos seus olhos.

Por isso, ela convidou-a para entrar no seu reino.

.

Isolinda de Monforte ouviu com atenção as histórias da Rainha sobre o reino das fadas do Reino de Monforte, e sobre os perigos que ameaçavam a sua existência.

Ela aprendeu sobre as criaturas mágicas que habitavam as cavernas, e sobre a importância de proteger o equilíbrio da natureza.

.

A Rainha ofereceu a Isolinda de Monforte a hipótese de se tornar a sua protegida, e de aprender a usar os seus poderes mágicos para ajudar o reino.

Isolinda de Monforte aceitou a proposta com entusiasmo, e a Rainha ensinou-lhe tudo o que sabia sobre magia e sobre a importância de proteger o reino subterrâneo.

.

Capítulo 4: A Missão de Isolinda de Monforte

.

Com o tempo, Isolinda de Monforte tornou-se uma poderosa “feiticeira”, usando os seus poderes para ajudar as fadas e proteger o reino de ameaças externas.

Ela enfrentou muitos desafios, mas sempre se manteve forte e corajosa.

.

Um dia, o reino das fadas foi atacado por um grupo de “” malvados vindos do Reino da Galiza que queriam roubar os cristais luminescentes que alimentavam o reino.

Isolinda de Monforte liderou as fadas numa batalha épica, usando os seus poderes mágicos para derrotar os “trolls” e proteger o seu novo lar.

.

Após a batalha, a Rainha das Fadas coroou Isolinda de Monforte como princesa do reino subterrâneo do Reino de Monforte, reconhecendo a sua bravura e sua lealdade.

Isolinda de Monforte governou o reino com sabedoria e justiça, e ainda hoje, devido à sua coragem e lealdade o Reino de Monforte e o seu Rio Livre, ainda existe …

.

.

Conto e Fotografia: ©MárioSilva

.

.

Mário Silva 📷

Águas Frias - Junho 2024

Mais sobre mim

foto do autor

LUMBUDUS

blog-logo

Hora em PORTUGAL

Calendário

Junho 2024

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

O Tempo em Águas Frias

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.