Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MÁRIO SILVA - Fotografia, Pintura & Escrita

*** *** A realidade é a "minha realidade" em imagens (fotografia, pintura) e escrita

27
Jan24

"Explorando as delícias gastronómicas de Trás-os-Montes: Desvendando os segredos do famoso fumeiro" - Águas Frias - Chaves - Portugal


Mário Silva Mário Silva

.

Explorando as delícias gastronómicas de Trás-os-Montes: Desvendando os segredos do famoso fumeiro

Águas Frias - Chaves - Portugal

J22 DSC03436_ms

Introdução à culinária de Trás-os-Montes

A região de Trás-os-Montes, no norte de Portugal, é conhecida pela sua rica tradição culinária. Com paisagens deslumbrantes e uma história cultural única, a gastronomia dessa região é uma verdadeira joia que merece ser explorada. Entre os tesouros culinários de Trás-os-Montes, destaca-se o famoso fumeiro, uma tradição de defumação que confere aos alimentos sabores únicos e irresistíveis.

.

O fumeiro: um famoso defumador em Trás-os-Montes

Quando falamos em fumeiro, estamos nos referindo a um local onde a defumação de alimentos é feita de maneira tradicional. Em Trás-os-Montes, há um famoso fumeiro que é conhecido por sua excelência na produção de carnes defumadas. Esse fumeiro é um verdadeiro tesouro gastronómico da região e atrai pessoas de todo o país e até mesmo do exterior em busca de seus produtos saborosos.

.

História e tradição da defumação

A técnica de defumação de alimentos tem raízes antigas e remonta aos tempos em que a conservação dos alimentos era uma necessidade para garantir a sobrevivência. Em Trás-os-Montes, essa tradição foi passada de geração em geração, preservando os métodos e segredos da defumação. O fumeiro de Trás-os-Montes é mais do que apenas um local de produção de alimentos defumados, é um verdadeiro guardião da história e tradição da região.

.

Os sabores únicos das carnes defumadas de Trás-os-Montes

Uma das características mais marcantes das carnes defumadas de Trás-os-Montes é o seu sabor único. A combinação de temperos tradicionais, como alho, louro e pimentão, juntamente com o processo de defumação lenta, resulta em carnes com um sabor intenso e inigualável. Cada mordida é uma explosão de sabores que nos transporta para a essência da culinária tradicional de Trás-os-Montes.

.

Explorando os diferentes tipos de produtos defumados

O fumeiro de Trás-os-Montes oferece uma ampla variedade de produtos defumados para os amantes da carne. Além do famoso presunto defumado, você encontrará alheiras, linguiças, sangueiras, bucheiras, chouriços, salpicões e muito mais. Cada um desses produtos tem suas próprias características e sabores distintos. Experimentar os diferentes tipos de produtos defumados é uma experiência sensorial única que revela a diversidade da culinária de Trás-os-Montes.

.

Métodos de cozinhar tradicionais em Trás-os-Montes

Além da defumação, a culinária de Trás-os-Montes é conhecida pelos seus métodos de cozimento tradicionais. O cozido à portuguesa, por exemplo, é um prato típico da região que combina carnes defumadas com legumes frescos. A carne de porco à moda de Trás-os-Montes também é uma especialidade local, preparada com temperos regionais e cozida lentamente para garantir um sabor excecional.

.

Experimente a gastronomia de Trás-os-Montes: pratos imperdíveis

Além das carnes defumadas, a culinária de Trás-os-Montes oferece uma variedade de pratos imperdíveis. A alheira, por exemplo, é um enchido tradicional feito com carne porco, de aves e pão. A posta mirandesa, um corte de carne bovina típico da região, também é uma opção deliciosa. Não deixe de experimentar o bacalhau à moda de Bragança, um prato que combina o famoso peixe com ingredientes locais.

.

A influência da culinária de Trás-os-Montes na gastronomia portuguesa

A culinária de Trás-os-Montes tem uma influência significativa na gastronomia portuguesa como um todo. Os sabores intensos e autênticos dos pratos tradicionais de Trás-os-Montes espalharam-se por todo o país, influenciando a forma como os portugueses apreciam a comida. Além disso, a técnica de defumação é amplamente utilizada em diferentes regiões de Portugal, graças à tradição e conhecimento transmitidos pelos Transmontanos.

.

Conclusão: Desvendando os segredos do famoso fumeiro

Explorar as delícias gastronómicas de Trás-os-Montes é uma experiência única e gratificante. O famoso fumeiro da região guarda os segredos da defumação tradicional, resultando em carnes defumadas de sabor inigualável. Além disso, a culinária de Trás-os-Montes oferece uma variedade de pratos imperdíveis que refletem a rica tradição e influência da região. Não deixe de desvendar os segredos do famoso fumeiro e experimentar a gastronomia autêntica de Trás-os-Montes na sua próxima visita a Portugal.

.

NOTA: Descubra o sabor único da culinária de Trás-os-Montes numa visita ao famoso fumeiro da região. Experimente as carnes defumadas e os pratos tradicionais que encantam os paladares de todo o país e do Mundo.

Não perca a oportunidade de desvendar os segredos gastronómicos de Trás-os-Montes e se deliciar com sabores autênticos e irresistíveis.

.

Texto & Fotografia: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
23
Jan24

A aldeia transmontana de Águas Frias (Chaves), Portugal, a "preto e branco"


Mário Silva Mário Silva

.

A aldeia transmontana de Águas Frias

(Chaves), Portugal, a "preto e branco"

J18 DSC01383_P&B_ms

Uma paisagem de tons fortes e contrastantes

A aldeia de Águas Frias, em Chaves, Portugal, é uma típica aldeia transmontana, com casas de pedra e telhados de telha. Em preto e branco, esta paisagem ganha ainda mais intensidade. Os tons de cinza escuro das pedras contrastam com o branco dos telhados, criando uma sensação de solidez e estabilidade. A torre sineira da igreja matriz, erguida no centro da aldeia, destaca-se como um elemento vertical que organiza a paisagem.

Uma sensação de paz e tranquilidade

A ausência de cores vibrantes confere à aldeia uma sensação de paz e tranquilidade. As linhas simples das casas e da igreja criam uma sensação de harmonia e equilíbrio. O silêncio é quebrado apenas pelo som do vento que sopra nos telhados e pelas campainhas da igreja.

Um lugar de memória e tradição

As casas de Águas Frias são testemunhas da história e da tradição da aldeia. Foram construídas com materiais locais e com técnicas tradicionais. A igreja matriz, que data do século XVII, é um símbolo da fé e da religiosidade dos habitantes da aldeia.

Uma visão poética da vida

A aldeia de Águas Frias, em preto e branco, é uma visão poética da vida. É um lugar onde o tempo parece ter parado, onde a beleza da simplicidade se revela. É um lugar onde a alma pode descansar e encontrar paz.

.

Texto & Fotografia: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
15
Jan24

Uma placa de madeira, no meio da floresta - Águas Frias - Chaves - Portugal


Mário Silva Mário Silva

 

Uma placa de madeira, no meio da floresta

J09 Placa Aguas Frias na Floresta-moldura

Uma placa de madeira no meio da floresta indicando o caminho para o castelo de Monforte de Rio Livre e das aldeias transmontanas das Avelelas e de Águas Frias seria uma visão fascinante. A placa seria provavelmente feita de madeira de carvalho ou castanho, e teria um design simples, mas elegante. O texto seria gravado em preto, e indicaria a direção de cada destino.

A placa seria colocada em um local bem visível, de modo que os caminhantes e ciclistas pudessem encontrá-la facilmente. Seria uma adição bem-vinda à paisagem, e ajudaria a promover o turismo na região.

Este texto é claro e conciso, e fornece aos caminhantes e ciclistas todas as informações necessárias. O tamanho da fonte é grande o suficiente para ser lido facilmente, e a cor preta contrasta com o fundo da madeira.

A placa seria uma ótima maneira de promover o castelo de Monforte de Rio Livre e as aldeias transmontanas das Avelelas e de Águas Frias. Ajudaria a atrair visitantes para a região e contribuiria para a economia local.

.

Texto & Pintura (AI): ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
12
Jan24

Águas Frias no coração …


Mário Silva Mário Silva

.

Águas Frias no coração …

J11 DSC00276_ms

Aldeia transmontana de Águas Frias,

No coração guardo teu encanto.

De pedra e cal, de antigas vias,

Onde o tempo parece um manto.

.

Tua silhueta ao longe se avista,

Na contraluz do entardecer.

Firme, robusta, nunca triste,

Com a serra a te proteger.

.

Águas frias que correm ligeiras,

Pelas tuas veias de pedra e cal.

Guardas histórias de mil maneiras,

Na memória de quem te viu e te verá.

.

As tuas gentes, firmes e leais,

Com sorrisos sinceros, olhares profundos.

Revelam nos gestos ancestrais,

O amor pelas tuas terras sem limites, sem mundos.

.

Aldeia transmontana, de belezas sem fim,

No meu coração ocupas um lugar.

Águas Frias, és parte de mim,

Na tua luz aprendi a amar.

.

Com a tua paisagem a desafiar o horizonte,

E o teu povo de coração valente.

Águas Frias, és fonte,

De saudade que corre na alma da gente.

.

No coração guardo a tua imagem,

Com carinho, respeito e amor.

Aldeia transmontana, minha viagem,

És meu porto, meu farol, minha cor.

.

Poema & Fotografia: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
10
Jan24

Nevada em Águas Frias (Chaves) – Portugal (acontecimento verídico, mas um pouco romanceado na sua proporção)


Mário Silva Mário Silva

.

Nevada em Águas Frias (Chaves) – Portugal

(acontecimento verídico, mas um pouco romanceado na sua proporção)

J07 DSC03593_ms

A grande nevada na aldeia transmontana de Águas Frias, em 31 de janeiro de 2015, foi um evento meteorológico histórico que causou graves transtornos na região. A neve começou a cair durante a madrugada e continuou durante todo o dia, acumulando-se até atingir uma altura de 2 metros em alguns pontos da aldeia.

A população de Águas Frias, que conta com cerca de 200 habitantes, ficou isolada do mundo exterior. As estradas ficaram intransitáveis e a eletricidade foi cortada e a água ficou congelada nos canos (tendo muitos rebentado).

Os habitantes da aldeia tiveram que se adaptar às condições adversas e improvisar meios de transporte e comunicação.

A neve também causou danos materiais na aldeia. Muitas casas ficaram danificadas pois o travejamento dos telhados (em madeira), não aguentaram com o peso da neve acumulada e cederam.

Os campos agrícolas também foram afetados, o que causou prejuízos avultados aos agricultores.

A grande nevada em Águas Frias foi um acontecimento marcante na história da aldeia.

O evento foi amplamente divulgado na imprensa nacional e internacional e chamou a atenção para a vulnerabilidade das populações rurais a eventos meteorológicos extremos.

Aqui estão alguns detalhes sobre o evento:

A neve começou a cair durante a madrugada do dia 31 de janeiro, às 3h da manhã.

A precipitação foi contínua durante todo o dia, com intensidade variável.

A neve acumulou-se até atingir uma altura de 2 metros em alguns pontos da aldeia.

A população de Águas Frias ficou isolada do mundo exterior.

As estradas ficaram intransitáveis e a eletricidade foi cortada e sem água corrente pois tinha congelado.

Os habitantes da aldeia tiveram que se adaptar às condições adversas e improvisar meios de transporte e comunicação.

A neve também causou danos materiais na aldeia.

Muitas casas ficaram danificadas com telhados rompidos.

Muitas árvores caíram com o peso da neve e as suas raízes não aguentaram com tamanho esforço.

Os campos agrícolas também foram afetados, o que causou prejuízos aos agricultores.

.

O evento foi um alerta para a necessidade de medidas de prevenção contra eventos meteorológicos extremos, especialmente nas zonas rurais.

.

Texto & Fotografia: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
27
Dez23

2013 (não 2023) - Acontecimentos relevantes, em Portugal


Mário Silva Mário Silva

2013 (não 2023)

Acontecimentos relevantes,

em Portugal

 

O ano de 2013 foi marcado por vários acontecimentos relevantes em Portugal, entre os quais se destacam:

A crise económica e o programa de resgate: Portugal foi um dos países europeus mais afetados pela crise económica de 2008. Em 2011, o país foi obrigado a pedir um resgate financeiro à União Europeia e ao Fundo Monetário Internacional. O programa de resgate, que se prolongou até 2014, implicou a aplicação de medidas de austeridade, que tiveram um impacto significativo na economia e na sociedade portuguesas.

Os protestos contra as medidas de austeridade: As medidas de austeridade implementadas pelo governo português foram alvo de fortes protestos por parte da população. Em abril de 2013, ocorreram grandes manifestações em várias cidades do país, que foram reprimidas pela polícia com violência.

A visita do Papa Francisco: Em maio de 2013, o Papa Francisco visitou Portugal. A visita do líder da Igreja Católica foi um acontecimento histórico, que reuniu milhões de pessoas em todo o país.

Outros acontecimentos relevantes que ocorreram em Portugal em 2013 incluem:

A morte de Urbano Tavares Rodrigues, que foi um escritor, tradutor e ensaísta português, que faleceu em 9 de janeiro de 2013. Rodrigues foi um dos principais expoentes do modernismo português e da literatura portuguesa do século XX.

A escolha de Tóquio como sede dos Jogos Olímpicos de 2020: Tóquio foi escolhida como sede dos Jogos Olímpicos de 2020, numa votação realizada pelo Comité Olímpico Internacional em 7 de setembro de 2013.

Em geral, o ano de 2013 foi um ano marcado por desafios e incertezas para Portugal. A crise económica e o programa de resgate continuaram a afetar o país, e os protestos contra as medidas de austeridade foram um sinal da crescente insatisfação da população. No entanto, a visita do Papa Francisco foi um acontecimento positivo que reforçou os laços entre a Igreja Católica e o povo português.

.

Texto & Video: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
22
Dez23

As folhas de carvalho caídas e caiadas de branco


Mário Silva Mário Silva

As folhas de carvalho caídas e caiadas de branco

D19 DSC02765_ms

As folhas de carvalho caídas e caiadas de branco da geada que se formou durante a noite são um espetáculo belo e cativante.

O contraste entre o castanho escuro das folhas e o branco puro da geada é de tirar o fôlego.

Ao caminhar por um bosque de carvalhos cobertos de geada, é como se você estivesse a entrar num mundo mágico.

 As folhas parecem cristais de gelo, brilhando ao sol. O ar é frio e fresco, e o silêncio é absoluto.

A geada é um fenómeno natural que ocorre quando a temperatura do ar cai abaixo de zero. Quando isso acontece, a humidade do ar condensa-se e forma cristais de gelo.

No caso das folhas de carvalho, a geada forma-se quando a temperatura do ar cai abaixo de zero durante a noite. As folhas, que são húmidas, congelam e ficam brancas.

A geada pode durar por várias horas ou até mesmo dias.

Quando o sol nasce e a temperatura do ar começa a subir, a geada começa a derreter.

A geada nas folhas de carvalho é um fenómeno natural temporário, mas é uma bela visão que vale a pena apreciar.

*****************

“As folhas são como pétalas de flores brancas, dançando ao vento.”

“O chão do bosque é coberto por um tapete branco, como se tivesse nevado.”

“As árvores parecem esculturas de gelo, com galhos e troncos cobertos de geada.”

.

A geada nas folhas de carvalho é uma lembrança da beleza da natureza e da fragilidade da vida.

-

Texto & Fotografia: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
20
Dez23

Está um frio "de rachar" e a névoa envolve o Castelo de Monforte de Rio Livre, em Águas Frias - Chaves - Portugal


Mário Silva Mário Silva

 

Está um frio "de rachar" e a névoa envolve o

Castelo de Monforte de Rio Livre,

em Águas Frias - Chaves - Portugal

D18 DSC09657a_ms

É uma manhã fria e cinzenta em Águas Frias, Trás-os-Montes.

 O ar está gelado e a névoa envolve o Castelo de Monforte de Rio Livre. Os muros do castelo estão cobertos de gelo e a torre parecem flutuar na névoa.

Um pequeno grupo de visitantes caminha pelo castelo, abrigando-se do frio no interior da torre.

Eles admiram as vistas panorâmicas da região, que se estendem até as montanhas da Serra do Gerês.

A névoa é tão espessa que é difícil ver a distância.

O castelo parece uma visão de outro mundo, preso no tempo.

O frio é tão intenso que a respiração dos visitantes forma nuvens de vapor. Eles movem-se lentamente, como se estivessem em câmara lenta.

A névoa cria uma atmosfera misteriosa e mágica.

 O castelo parece uma fortaleza fantasmagórica, guardando os segredos do passado.

É uma manhã inesquecível, uma experiência única que só é possível num dia frio e nebuloso em Águas Frias - Portugal.

.

Texto & Fotografia: ©MárioSilva

.

 

Mário Silva 📷
18
Dez23

A luz inebriante da luz da lua numa noite outonal ... Que ela traga PAZ ao MUNDO


Mário Silva Mário Silva

 

A luz inebriante da luz da lua numa noite outonal ...

Que ela traga PAZ ao MUNDO

D16 DSC03499_ms

A luz inebriante da luz da lua numa noite outonal é uma experiência única e inesquecível.

A luz da lua, refletida nas folhas secas das árvores, cria um cenário mágico e surreal.

A brisa fresca do outono sopra suavemente, embalando o corpo e a alma.

Nesta noite, tudo parece estar suspenso no tempo.

O mundo parece estar em silêncio, apenas o som da brisa e o canto dos grilos.

A luz da lua é tão brilhante que é possível ver as sombras das árvores e dos arbustos com clareza.

Sinto-me como se estivesse num sonho. A beleza da noite é simplesmente estonteante.

Sinto-me relaxado e tranquilo, como se todos os meus problemas tivessem desaparecido.

Fecho os olhos e respiro fundo. A brisa fresca do outono refresca meu rosto.

Sinto a paz e a tranquilidade da noite.

A luz da lua é como uma droga. Ela é inebriante e hipnotizante. É impossível não se render ao seu encanto.

Nesta noite, eu sou um com a natureza. Eu faço parte deste mundo mágico e surreal.

A luz da lua lembra-nos que a beleza ainda existe no mundo.

Mesmo numa noite fria de outono, é possível encontrar momentos de paz e tranquilidade.

Ela até parece que nos faz “esquecer” as guerras, as mortes de inocentes, que ocorrem em vários pontos do Mundo.

HAJA PAZ no MUNDO inteiro.

.

Texto e Fotografia: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
16
Dez23

A névoa invade o vale e cria um ambiente etéreo sobre a aldeia transmontana - Portugal


Mário Silva Mário Silva

.

A névoa invade o vale e cria um ambiente etéreo sobre a

aldeia transmontana - Portugal

D12 DSC03334_ms

A névoa invade o vale, como um manto branco e espesso.

Ela esconde as montanhas, as árvores e as casas da aldeia transmontana.

O único som que se ouve é o do vento, que sussurra entre as árvores.

O cheiro da terra molhada e da vegetação é forte no ar.

As gotas de água caem das árvores, criando um som suave e relaxante.

O brilho da luz do sol através da névoa cria um efeito mágico, fazendo com que as árvores e as casas pareçam estar flutuando no ar.

As sombras das árvores e das casas na névoa são longas e fantasmagóricas.

O ambiente é etéreo, como se o tempo tivesse parado.

A névoa cria uma sensação de mistério e magia.

Ela parece esconder segredos antigos, que estão esperando para serem revelados.

O pároco d aldeia caminha pelo vale, apreciando a beleza da névoa.

Ele sente o cheiro da terra molhada e da vegetação.

Ele ouve o som das gotas de água caindo das árvores.

Ele vê o brilho da luz do sol através da névoa.

Ele observa as sombras das árvores e das casas na névoa.

Ele sente uma sensação de paz e tranquilidade.

 A névoa é um lugar perfeito para a sua meditação.

.

Texto & Fotografia: ©MárioSilva

.

 

Mário Silva 📷
14
Dez23

Apetece-me imaginar como seria um dia com neve na paisagem transmontana


Mário Silva Mário Silva

.

Apetece-me imaginar como seria um dia com neve na paisagem transmontana

D12 Floresta neve luar Aldeia_Mário Silva

Acordo cedo, ainda escuro, e ouço o barulho da neve a cair. Abro a janela e vejo o mundo coberto por um manto branco. É um dia de inverno perfeito na paisagem transmontana.

Saio de casa e caminho pela aldeia. As casas estão cobertas de neve, e os telhados brilham à luz do sol nascente. Os caminhos estão cobertos de uma camada espessa de neve, e é preciso ter cuidado para não escorregar.

O ar está frio e fresco, e posso ouvir o som dos pássaros cantando. A neve brilha no sol, e é uma visão deslumbrante.

Chego a uma floresta e entro. As árvores estão cobertas de neve, e os galhos estão carregados de flocos de neve. O silêncio é absoluto, e só se ouve o som do meu próprio respirar.

Caminhar pela floresta é uma experiência mágica. Parece que estou em um mundo diferente, um mundo silencioso e pacífico.

Ao longe, vejo uma aldeia. As casas estão cobertas de neve, e as pessoas estão a sair de casa para aproveitar o dia.

Vou até à aldeia e sento-me num banco para observar as pessoas. As crianças estão a brincar na neve, e os adultos estão a conversar e a rir.

É um dia perfeito para estar ao ar livre, e estou a aproveitar ao máximo.

Depois do almoço, vou para a serra. A neve está mais espessa na serra, e o cenário é ainda mais deslumbrante.

Caminhar na serra é uma experiência desafiante, mas também muito gratificante. O ar é puro e fresco, e a vista é simplesmente incrível.

No final do dia, estou cansado, mas feliz. Foi um dia perfeito para estar na natureza.

Volto para casa e sento-me à lareira. Aqueço-me e saboreio um copo de vinho quente.

A neve está a cair lá fora, e o mundo está silencioso. É um momento perfeito para relaxar e refletir.

Penso no dia que tive, e sinto-me feliz por ter vivido esta experiência. A neve transformou a paisagem transmontana num lugar mágico, e foi um dia que nunca esquecerei.

.

Texto & Pintura (AI): ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
12
Dez23

Cai suavemente … - Águas Frias - Chaves - Portugal


Mário Silva Mário Silva

.

Cai suavemente …

D09 1700172026_ms

Cai suavemente

pequenos flocos de neve

na aldeia transmontana

encoberta de brancura.

.

As casas, os telhados,

as árvores, os campos,

tudo está coberto

por uma ligeira camada de neve.

.

O silêncio é total,

apenas o som

do vento que sopra

é ouvido no ar.

.

Os animais estão escondidos,

os pássaros não cantam,

o mundo parece congelado

numa paisagem de sonho.

.

A neve é mágica,

é um presente da natureza,

que transforma a paisagem

numa obra de arte.

.

É um momento de paz,

de reflexão,

de contemplação

da beleza da natureza.

.

Poema & Fotografia: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
07
Dez23

O fim do outono na Aldeia - Águas Frias - Chaves - Portugal


Mário Silva Mário Silva

O fim do outono na Aldeia

Águas Frias - Chaves - Portugal

D06 DSC05773_ms

O outono está prestes a findar. A aldeia transmontana cobre-se do cinzento escuro das nuvens e cinzento claro, quase branco, da neblina. As árvores já perderam as suas folhas, e os campos estão cobertos de um manto de erva seca. O ar está frio e húmido, e o vento sopra forte, passeando a neblina pelos campos.

A aldeia fica quieta e silenciosa. Os pássaros já voaram para o sul, e os animais estão escondidos nas suas tocas. As pessoas estão dentro de casa, aconchegadas junto ao fogo.

O silêncio é apenas interrompido pelo som do vento e do crepitar da lareira.

A neblina parece espessa e etérea, como se fosse uma cortina que separa o mundo real do mundo dos sonhos.

É um momento de paz e contemplação.

Um momento para refletir sobre o ano que passou e para preparar-se para o novo ano que se aproxima.

É um momento para apreciar a beleza da natureza, mesmo na sua forma mais sombria e misteriosa.

.

Texto & Fotografia: ©MárioSilva

.

 

Mário Silva 📷
03
Dez23

Primeiro domingo do ADVENTO - Igreja matriz de Águas Frias - Chaves - Portugal


Mário Silva Mário Silva

Primeiro domingo do ADVENTO

Igreja matriz de Águas Frias - Chaves - Portugal

D03 DSC03479_ms

O primeiro domingo do Advento é 3 de dezembro de 2023.

O Advento é um tempo de preparação para o Natal, que celebra o nascimento de Jesus Cristo.

O primeiro domingo do Advento é o início do novo ano litúrgico, que é o ano religioso da Igreja Católica.

As leituras da liturgia do primeiro domingo do Advento convidam-nos a preparar o caminho para a vinda do Senhor.

A primeira leitura, do profeta Isaías, nos fala-nos da necessidade de conversão e arrependimento para receber o Senhor.

A segunda leitura, da primeira carta de Paulo aos Coríntios, lembra-nos que Deus está sempre presente connosco, mesmo nos momentos mais difíceis.

O evangelho, de Marcos, convida-nos a estar vigilantes e preparados para a vinda do Senhor.

O primeiro domingo do Advento é um dia de alegria e esperança.

.

Coroa do Advento (ou guirlanda do Advento) é um objeto muitas vezes de forma circular coberto de ramos verdes (ou o chamado ''festão''), no qual se colocam quatro velas, uma para cada domingo do Advento: verde no 1º domingo, roxa no 2º domingo, vermelha no 3º domingo e branca no 4º domingo.

.

Texto & Fotografia: ©MárioSilva

.

 

Mário Silva 📷
27
Nov23

O encanto da luz do candeeiro - Chaves - Portugal


Mário Silva Mário Silva

.

O encanto da luz do candeeiro

Chaves - Portugal

N18 DSC00251_ms

Numa noite fria e desconfortável, a luz do candeeiro de rua pode ser um refúgio de paz e tranquilidade. O seu brilho suave e o seu calor acolhedor podem ajudar a afastar a sensação de isolamento e solidão.

A luz do candeeiro de rua cria uma atmosfera mágica e misteriosa. Os seus reflexos na calçada e nos edifícios criam um efeito de sombras e luzes que é hipnotizante. É como se o mundo fosse transformado num lugar de fantasia.

Numa noite fria, a luz do candeeiro de rua pode ser uma lembrança de que não estamos sozinhos. O seu brilho constante é um sinal de que há vida lá fora, mesmo que seja apenas a vida de um pequeno inseto ou de um gato que passeia pela rua.

A luz do candeeiro de rua pode ser uma fonte de conforto e inspiração. É uma lembrança de que, mesmo em noites frias e desconfortáveis, há sempre beleza e magia no mundo.

.

A luz do candeeiro de rua

Brilha numa noite fria,

Criando um mundo de magia,

Um mundo de sonhos e fantasia.

.

O seu brilho é suave e acolhedor,

Como um abraço amigo,

Que afasta a sensação de isolamento,

E traz um pouco de conforto.

.

A luz do candeeiro de rua

É a lembrança de que não estamos sozinhos,

De que há vida lá fora,

Mesmo que seja apenas um pequeno inseto,

Ou um gato que vagueia pela rua.

.

Texto & Fotografia: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
25
Nov23

Monumento da Mocidade Portuguesa Feminina (MPF) – Águas Frias (Chaves) - Portugal


Mário Silva Mário Silva

 

Monumento da Mocidade

Portuguesa Feminina (MPF)

Águas Frias (Chaves) - Portugal

N17 DSC05763_ms

A Mocidade Portuguesa Feminina (MPF) foi uma organização juvenil feminina criada pelo Estado Novo em Portugal em 1937. A sua missão era formar uma mulher "nova", através da "educação moral, cívica, física e social".

A MPF era uma organização paramilitar, com uniformes e saudação próprias. As suas atividades incluíam exercícios físicos, educação patriótica, formação doméstica e social.

A MPF era dirigida por uma Comissária Nacional, que era nomeada pelo governo. A primeira Comissária Nacional foi Maria Guardiola, que ocupou o cargo de 1937 a 1962.

A MPF teve um papel importante na propaganda do Estado Novo. As suas atividades eram usadas para promover os valores do regime, como o nacionalismo, o catolicismo e a ordem social.

A MPF foi dissolvida em 1974, após a Revolução dos Cravos.

-

Objetivos da MPF

Formar uma mulher "nova", que fosse patriótica, católica e obediente aos valores do Estado Novo.

Preparar as mulheres para o seu papel de esposas e mães.

Promover o nacionalismo e o catolicismo.

Atividades da MPF

.

As atividades da MPF incluíam:

Exercícios físicos e ginástica

Educação patriótica e cívica

Formação doméstica e social

Atividades culturais e recreativas

.

O uniforme da MPF era composto por:

Camisa branca com o emblema da MPF

Calça preta

Colete preto

Sapatos pretos

Lenço branco

.

Saudação da MPF

A saudação da MPF era a saudação romana, com o braço direito estendido para cima.

.

Impacto da MPF

A MPF teve um impacto significativo na sociedade portuguesa do Estado Novo. A sua propaganda ajudou a difundir os valores do regime entre as mulheres portuguesas.

A MPF também contribuiu para o reforço do papel tradicional da mulher na sociedade portuguesa. A organização promovia a ideia de que a mulher devia ser esposa, mãe e dona de casa.

.

A MPF foi dissolvida em 1974, após a Revolução dos Cravos. A sua extinção marcou o fim do Estado Novo e o início de uma nova era para a mulher portuguesa.

.

Texto & Fotografia: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
23
Nov23

Pôr do sol no outono … Águas Frias - Chaves - Portugal


Mário Silva Mário Silva

 

Pôr do sol no outono …

Águas Frias - Chaves - Portugal

N15 DSC05386_ms

O outono é uma estação linda com as suas cores incríveis, suas folhas caídas e seus dias mais curtos. Um dos melhores momentos de cada dia no outono é quando os raios dourados do sol poente iluminam o céu. Ao pôr do sol no outono, as cores ficam mais ricas e únicas, com tons de laranja, vermelho e dourado que se misturam ao céu azul.

O espetáculo que se apresenta todos os dias ao pôr do sol no outono é semelhante a uma obra de arte vista a olho nu.

O horizonte é preenchido com a laranja e o vermelho do sol poente, que se espalha pelo céu, entre as árvores, as plantas e os campos com os seus tons dourados.

Ao pôr do sol no outono, tudo se transforma.

Uma sensação de calma e paz toma conta do ambiente, aproveitando o silêncio de um dia acabando.

Os pássaros cantam seus últimos chilreios enquanto os últimos raios de sol aquecem o mundo antes do anoitecer.

No outono, a beleza do pôr do sol é ainda mais marcante.

É uma ótima oportunidade de parar e simplesmente curtir a natureza, absorvendo os cores e os sons desta incrível estação.

.

Texto & Fotografia: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
21
Nov23

Uma linda casa branca – Águas Frias (Chaves) - Portugal


Mário Silva Mário Silva

Uma linda casa branca

Águas Frias (Chaves) - Portugal

N13 Casa da aldeia _ms-moldura

No meio da aldeia,

Em Trás-os-Montes,

Uma linda casa branca,

Rústica e charmosa.

.

Com suas janelas e portas,

De madeira pintada,

E seu telhado de telhas,

Em tons de vermelho.

.

A casa é um encanto,

Com sua simplicidade,

E sua história,

Que nos faz viajar no tempo.

.

A casa é um símbolo,

Da cultura e tradição,

De um povo que vive,

Em harmonia com a natureza.

.

Poema & FotoPintura: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷
19
Nov23

Acontecimentos com relevância em 2013, (de agosto a dezembro), em Portugal


Mário Silva Mário Silva

Acontecimentos com relevância em 2013,

(de agosto a dezembro), em Portugal

Agosto

1 de agosto: Portugal assina o Tratado de Lisboa com a União Europeia.

2 de agosto: O governo de Pedro Passos Coelho anuncia um novo pacote de medidas de austeridade, que inclui cortes nos salários dos funcionários públicos e no horário de trabalho.

10 de agosto: O Banco de Portugal anuncia que a economia portuguesa cresceu 0,5% no segundo trimestre do ano.

15 de agosto: O governo de Pedro Passos Coelho anuncia um novo plano de reestruturação do setor financeiro português.

22 de agosto: Portugal é atingido por uma onda de calor que provoca mais de 100 mortes.

Setembro

1 de setembro: Portugal começa a aplicar o novo horário de verão.

2 de setembro: O governo de Pedro Passos Coelho anuncia um novo pacote de medidas para combater a pobreza e a exclusão social.

13 de setembro: Portugal é atingido por um sismo de magnitude 4,1 na escala de Richter.

20 de setembro: Portugal é palco da cimeira da União Europeia, que discute a crise da dívida da zona euro.

27 de setembro: Portugal é atingido por um incêndio florestal que destrói cerca de 200 hectares de floresta na região do Algarve.

Outubro

1 de outubro: Portugal celebra o Dia da Implantação da República.

2 de outubro: O governo de Pedro Passos Coelho anuncia um novo pacote de medidas para reduzir o défice orçamental.

12 de outubro: Portugal é palco da cimeira da NATO, que discute a situação na Síria.

15 de outubro: Portugal é atingido por um ciclone tropical que provoca danos na costa sul do país.

25 de outubro: Portugal celebra o Dia de Camões, de Portugal e das Comunidades Portuguesas.

Novembro

1 de novembro: Portugal celebra o Dia de Todos os Santos.

5 de novembro: Portugal celebra o Dia da Restauração da Independência.

10 de novembro: Portugal é atingido por um incêndio florestal que destrói cerca de 100 hectares de floresta na região do Alentejo.

20 de novembro: Portugal é palco da cimeira da União Europeia, que discute a crise migratória.

25 de novembro: Portugal celebra o 40.º aniversário da Revolução dos Cravos.

Dezembro

1 de dezembro: Portugal celebra o Dia da Independência.

5 de dezembro: Portugal é atingido por um incêndio florestal que destrói cerca de 500 hectares de floresta na região do Norte do país.

10 de dezembro: Portugal é palco da cimeira da União Europeia, que discute a reforma dos tratados europeus.

12 de dezembro: Portugal é atingido por um sismo de magnitude 3,2 na escala de Richter.

25 de dezembro: Portugal celebra o Natal.

Acontecimentos notáveis

A eliminação dos quatro feriados religiosos e civis, acordados pelo governo de Pedro Passos Coelho em 2012, foi um dos temas mais controversos do ano. Os feriados eliminados foram o Corpo de Deus, Todos os Santos, Implantação da República e Restauração da Independência.

O governo de Pedro Passos Coelho anunciou um conjunto de medidas de austeridade ao longo do ano, que visavam reduzir o défice orçamental. Essas medidas incluíram cortes nos salários dos funcionários públicos, no horário de trabalho e nos subsídios sociais.

Portugal foi atingido por uma série de incêndios florestais ao longo do ano, que causaram danos significativos à floresta e à propriedade privada. Os incêndios mais graves ocorreram em setembro e outubro.

Portugal foi palco de uma série de manifestações contra o governo de Pedro Passos Coelho, que criticavam as medidas de austeridade. As maiores manifestações ocorreram em setembro e novembro.

Conclusão

O ano de 2013 foi um ano marcado por desafios para Portugal, que estava a enfrentar uma crise económica e financeira profunda. As medidas de austeridade adotadas pelo governo de Pedro Passos Coelho foram controversas e provocaram protestos populares.

.

Texto & vídeo: ©Mário Silva

.

 

 

Mário Silva 📷
15
Nov23

A Aldeia e a tempestade Aline


Mário Silva Mário Silva

A Aldeia e a tempestade Aline

N09 Paisagem Aldeia em dia de chuva 12_ms

A aldeia transmontana acordou sob um céu nublado e a chuva caía forte. Os ventos eram fortes e sopravam com violência, fazendo as árvores balançarem e os telhados das casas rangerem.

Os habitantes da aldeia estavam preocupados com a tempestade. Alguns deles já tinham visto tempestades assim antes, e sabiam que podiam ser perigosas.

Os velhos da aldeia reuniram-se na taberna para discutir a tempestade. Eles lembravam-se de uma tempestade que havia devastado a aldeia há muitos anos. Muitos moradores haviam perdido as suas casas e seus bens.

Os jovens da aldeia, por outro lado, estavam animados com a tempestade. Eles nunca haviam visto uma tempestade tão forte, e estavam ansiosos para ver o que aconteceria.

A tempestade continuou a intensificar-se durante o dia. A chuva caía cada vez mais forte, e os ventos eram cada vez mais fortes.

Alguns moradores da aldeia começaram a evacuar de suas casas. Eles dirigiram-se para a cidade, onde estariam mais seguros.

Outros moradores ficaram nas suas casas, mas prepararam-se para o pior. Eles fecharam as janelas e portas, e colocaram tábuas nos telhados para evitar que fossem arrancados.

À noite, a tempestade atingiu seu pico. A chuva caía torrencialmente, e os ventos sopravam com violência.

A aldeia ficou escura e silenciosa. O único som era o barulho da chuva e dos ventos.

No dia seguinte, a tempestade havia passado. O sol voltou a brilhar, e os pássaros cantaram novamente.

Os moradores da aldeia saíram de suas casas para ver os estragos causados pela tempestade.

Alguns telhados haviam sido arrancados, e algumas árvores haviam caído. Mas, felizmente, nenhum morador havia sido ferido.

Os moradores da aldeia estavam gratos por terem sobrevivido à tempestade. Eles aprenderam que, mesmo nas tempestades mais fortes, a esperança sempre vence.

A aldeia fica numa região montanhosa do Norte de Portugal.

A tempestade foi causada por um sistema de baixa pressão que se formou no Atlântico.

A tempestade trouxe chuvas torrenciais e ventos fortes, com rajadas de até 100 km/h.

A tempestade causou estragos em toda a região, mas a aldeia foi uma das mais afetadas.

.

Texto & Pintura: ©MárioSilva

.

Mário Silva 📷

Águas Frias - Fevereiro 2024

Mais sobre mim

foto do autor

LUMBUDUS

blog-logo

Hora em PORTUGAL

Calendário

Abril 2024

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

O Tempo em Águas Frias

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.