Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

MÁRIO SILVA "navegando" em ... águas frias

"Navegando" no Reino Maravilhoso por Terras de Monforte, especialmente na Aldeia de Águas Frias - Chaves - Trás-Os-Montes - PORTUGAL

MÁRIO SILVA "navegando" em ... águas frias

"Navegando" no Reino Maravilhoso por Terras de Monforte, especialmente na Aldeia de Águas Frias - Chaves - Trás-Os-Montes - PORTUGAL

18
Ago11

Águas Frias (Chaves) - Estória de uma noite de Agosto


Mário Silva Mário Silva

 

 

 

Em tempos que já lá vão, … ou não…, o mês de Agosto já ia meado, e as noites estavam numa temperatura agradável, onde o fresco e uma brisazinha, convidavam uma saída para a rua.

 

A pequena e bela aldeia de Águas Frias, tinha-se mais uma vez, nesta altura, transformado.

 

Todos os que durante os restantes 11 meses labutaram noutras terras, sempre com o pensamento na “sua” terrinha, estavam sedentos de confraternização e extravasar a sua alegria.

 

Todos os motivos serviam para conviver.

 

E então a juventude … sim porque, neste mês, Águas Frias tinha juventude.

 

Ei-los que numa noite resolveram, a pretexto de uma despedida de solteiro, se juntarem no “Concelho” e ao som das colunas de um automóvel com o “cofre” aberto fazendo caixa de ressonância, de uma “água da CUF” na mão, fazer um arraial.

As colunas debitavam uns bons decibéis de música popular,… daquela que faz animar a malta e convida a uns saltaricos. Foi até às tantas da manhã …

 

 

Na noite seguinte, …

Preparava-se outra animação mas antes, alguém tentou boicotar a noitada, deitando ou uma “penicada” ou água de bacalhau, ou seja o que fosse,… o certo é que o “Concelho” ficou empestado de um fedor nauseabundo, que mesmo depois de uma baldadas de água ainda assim permanecia.

 

Mas se pensam que isso afasta um aquafrigidense, desenganem-se.

 

O “pessoal” foi chegando, juntando-se no pequeno largo ou sentando-se nas escadas do Henrique.

 

Nessa noite estava previsto nova animação, agora substituindo a aparelhagem do automóvel, por música ao vivo.

O Diogo levou o seu saxofone e um outro jovem, o Renato levou uma guitarra.

 

E, “toma!... Lá vai disto” … música popular ao vivo e gente a acompanhar ou mesmo a dançar.

 

 

 

 

 

Estavam os condimentos certos para mais uma noite de alegria e convívio, senão quando, houve a ameaça de chamar a GNR.

 

Ei lá, já não chegava a “penicada” e agora era preciso chamar a autoridade para impedir o convívio de uma noite, extravasando a alegria contida durante 11 meses!!!?

 

A dita GNR não veio, mas já chegou para estragar os ânimos e a “festa”.

 

Será que aqueles que se queixavam que a Aldeia estava a morrer aos poucos e que nada se passava, eram os mesmos que estragulavam a animação mesmo que seja durante uns dias do mês de Agosto?

 

Isso nunca saberemos, mas que se passou, passou … e a “festa” ficou pelo “intervalo”.

 

Esta estória é verdadeira e passou-se nesta pequena (cada vez mais pequena) mas cada vez mais bela Aldeia (mesmo com estes contratempos) de Águas Frias.

 

Até breve, mas com outras estórias, espero que sem percalços pelo meio.

 

Haja alegria e convívio, ao menos umas vezes por ano, nem que seja somente no mês de Agosto. 

 

 

 

 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

LUMBUDUS

blog-logo

Hora em PORTUGAL

Calendário

Agosto 2011

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

O Tempo em Águas Frias

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.