Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

MÁRIO SILVA "navegando" em ... águas frias

"Navegando" no Reino Maravilhoso por Terras de Monforte, especialmente na Aldeia de Águas Frias - Chaves - Trás-Os-Montes - PORTUGAL

MÁRIO SILVA "navegando" em ... águas frias

"Navegando" no Reino Maravilhoso por Terras de Monforte, especialmente na Aldeia de Águas Frias - Chaves - Trás-Os-Montes - PORTUGAL

01
Set10

Águas Frias (Chaves) - Churrascada no Castelo de Monforte do Rio Livre


Mário Silva Mário Silva

 

 

◊◊◊  ◊◊◊  ◊◊◊  ◊◊◊

 

 

 

O Sol, no seu movimento aparente, "caminhava" apressadamente em dire(c)ção à linha do horizonte ...

 

Em movimento contrário, jovens, menos jovens, homens e mulheres rumavam pela encosta, acima, do Brunheiro para o local de lazer junto do Castelo de Monforte do Rio Livre (Águas Frias).

 

Esta "romagem" já vem sendo um acto que se vai repetindo ano após ano ... reunindo Todos os que querem um pouco mais de convívio, em verdadeira comunidade.

 

O pretexto é uma churrascada.

Digo pretexto, pois não é o que se come o mais importante, mas sim as pessoas que se reunem em volta deste pretexto.

 

Mas mesmo assim, nada é descurado.

 

Começa-se, desde logo, pelo acender com lenha, os grelhadores existentes no espaço de lazer, na parte exterior do Castelo de Monforte do Rio Livre.

 

Começa-se por colocar a grelhar umas salsichas frescas e uma entreada que irá servir como entrada.

 

Já antes se tinham colocado os garrafões de tinto, a refrescar no "tanque" (que até serve de "piscina"), um pouco mais abaixo.

 

Conversa-se, ... degusta-se o que vai saindo a fumegar dos assadores assente num bom naco daquele pão ...., sempre regado pelo elixir de Baco, até porque era preciso ingerir muitos líquidos pois a tarde estava quente (conselhos dos entendidos na matéria).

 

 

 

 

 

 

Conversa, ... mais uma naco, ... um gole de tinto, ... conversa, ... mais outro naco, ... mais dois goles, ... conversa, ... ainda outro naco, ... e mais três goles, ... ... ...

 

 

O Sol já se tinha escondido por detrás das montanhas, quando aparece o leitão bem assadinho, ...

... começa-se a "trinchá-lo" em pequenas (?)  porções, ...

 

Aí estava outro pretexto para mais,  ... pouca conversa ... , ... um naco de ... , ... uns goles de tinto, ... mais conversa, ... outro naco de ... "molhava-se o bico", pois tintol não faltava e do "bô". ... e ... mais um pouco de cavaqueira, pois o estômago já apresentava indice de "tanque cheio" ...

 

Este ano, esta churrascada/convívio foi aberta a homens e mulheres, tendo estas trazido deliciosas sobremesas, ..huuuum!, estavam ó(p)timas!...

 

E até o Sr. Mário das Assureiras nos trouxe alguns dos seus melões, sumarentos e apetitosos.

 

Mas se pensam que só se pensa em comida, estejam enganados, tal como disse no início este era somente o pretexto de convívio.

 

E não era que a noite, ajudava, ... estava um luar que deixava transparecer toda a alegria que pairava em redor do Castelo de Monforte do Rio Livre, ... e uma viola fizeram maravilhas neste Convívio.

 

Cantou-se todo o tipo de melodias desde sucessos franceses às melodias populares portuguesas. Desde a voz castiça do Tó, às melodias francesas do Gil, até às populares cantigas do Diogo, tudo serviu para a união entre todos e a manifestações de boa disposição e convívio.

 

Mas a noite ainda era uma criança, ... e depois de tudo isto, ... lá se desceu a encosta do Brunheiro em dire(c)ção à povoação de Águas Frias, mais concretamente ao Café Pires do nosso sempre amigo Henrique.

 

 

 

É que aí além de se poder tomar o cafezinho, estava programado uma noite dedicada ao fado e às canções populares: não se fizeram rogados o Tó com o seu fado castiço e bem trinado às canções populares acompanhadas à viola pelo Diogo Silva e até pelo Gil Moser.

 

 

 

 

 

 

 

Foi um fim de tarde e uma noite que ficará na memórias pelo menos até ao próximo ano. É que o Agosto estava a findar e com ele iam-se também acabando as férias e cada um iria, como fogo de artifício, "brilhar" para dire(c)ções diferentes mas tendo a sua origem comum.

 

Esperando, as novas férias e nova churrascada, cá vamos vivendo o nosso dia-a-dia, em qua as saudades já "mordem", mas a esperança do novo reencontro está cada vez mais presente.

 

 

 

 

 

 

◊◊◊  ◊◊◊  ◊◊◊  ◊◊◊

 

 

 

 

Mário Silva 📷

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Edite Silva 05.09.2010

    É isso mesmo! E viva Aguas Frias!
    Só discordo que tenha sido o Sr.Mário das Assureiras a ficar "cá com um melão", esse fica sempre. Mas o dele é doce e sumarento. Quem fica com um "melão" insípido são todos aqueles que não participando perdem a alegria de conviver, de comunicar e partilhar. Sendo eu católica praticante e mulher de fé, acredito que a descrição que fez do São Pedro é muito real, ele e os outros santos zelam pelo nosso bem estar e a nossa alegria. E uma alegria de rir e cantar, genuína e de bem querer, é certamente aprovada pelo nosso Padroeiro.
    Deixo um especial apreço a todos os amigos emigrantes que pela sua ausência sofrida e o seu espírito generoso, têm aderido a todas as iniciativas com muito gosto.
    Obrigado ao Mário por nos dar a oportunidade de estarmos actualizados nos assuntos da terra.
    Grande abraço para todos
    Edite Silva
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    LUMBUDUS

    blog-logo

    Hora em PORTUGAL

    Calendário

    Setembro 2010

    D S T Q Q S S
    1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    2627282930

    O Tempo em Águas Frias

    Pesquisar

    Sigam-me

    subscrever feeds

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.