Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MÁRIO SILVA "navegando" em ... águas frias

"Navegando" no Reino Maravilhoso por Terras de Monforte, especialmente na Aldeia de Águas Frias - Chaves - Trás-Os-Montes - PORTUGAL

MÁRIO SILVA "navegando" em ... águas frias

"Navegando" no Reino Maravilhoso por Terras de Monforte, especialmente na Aldeia de Águas Frias - Chaves - Trás-Os-Montes - PORTUGAL

09
Set09

3.º Dia das Festas em honra de S. Pedro (tarde) – Águas Frias (Chaves) – Actuação da Banda Filarmónica de Outeiro Seco


Mário Silva Mário Silva

 

 

 

ÁGUAS FRIAS

 

 

 

3.º dia das Festas em honra de S. Pedro

 

Tarde

 

Actuação da banda Filarmónica da Casa da Cultura 

de Outeiro Seco 

 

 

 

 

Depois de um bom repasto, ao almoço, Águas Frias, reatou as Festas, neste 3.º dia (02 de Agosto de 2009).

 

 
Ainda alguns estavam a refazer-se do cabrito, leitão … quando se começam a ouvir a harmonia dos instrumentos da Banda Filarmónica da Casa da Cultura de Outeiro Seco, que, perfilados e com o maestro à frente, percorria a Rua Central, desde a Igreja até ao largo da Casa do Povo/Junta de Freguesia.
Aí já estavam estrategicamente, colocadas cadeiras para cada elemento da Banda. Os Metais (a grande parte dos instrumentos utilizados, como os clarinetes, oboés, saxofones, flautas, trompetes, trompas, bombardinos, tubas, …) nas linhas da frente e na parte traseira os instrumentistas de Percussão (a caixa, o bombo, os pratos, os timbales, …).
Foi agradável ver uma banda composta por uma heterogenedade de idades, desde os mais experientes até aos jovens e alguns, mesmo muito jovens.
Embora pouco conhecedor, pareceu-me muito agradável ao ouvido e afinado. Tinham um reportório variado, tendo muitas (granade parte) das composições, feito um autêntico bailarico, lembrando os velhos tempos em que não existia música electrónica. E não pensem que só dançavam os mais velhos. Não, todos, novos, jovens e menos jovens aproveitaram para dar o seu pezinho de dança.
Outros, mais encostados, e aproveitando as sombras, apreciavam a harmonia dos diversos instrumentos, deleitavam-se calmamente, com o ouvido à escuta, deixando-se inebriar pelo conjunto de sons que produziam a música.
Afinal, a música é uma forma de comunicação universal.
Outra surpresa foi a forma como a banda interpretou algumas composições, com uma alegria estonteante, chegando a levantarem-se e erguerem, nos momentos certos, os instrumentos, desde os mais leves até aos pesados bombo e tubas.
Este tipo de interpretação, transmitiu alegria à assistência, levando-a mesmo ao rubro.
 
Nota: Antes e enquanto estiver a ver o Vídeo deve, ir ao fundo da página e carrregar no stop da música de fundo do blog (para assim poder ouvir somente o som original do vídeo. A seguir carregue no ícone deste vídeo. No fim pode de novo ir ao fundo da pagina caregar em play e voltar a ouvir o som de fundo.
 
Águas Frias sentia-se alegre, satisfeita, convivia, ... festejava, ... transformava-se.
O som da Banda Filarmónica deu um ar de Festa de tempos idos, mas sempre actual.
Bastou observar o número de pessoas que juntou a ouvi-los ou a dançar ao seu ritmo.
Foi bom de ver e de ouvir (já que dançar não é comigo – como costumo dizer ”tenho os dois pés esquerdos”).
Foi uma tarde agradável e mais um objectivo plenamente alcançado pelos Mordomos(as), que tinham vencido com êxito mais uma etapa das Festas em honra de S. Pedro de Águas Frias.
Ia entardecendo quando a banda finalizou a sua actuação.
Mas havia que mostrar diversidade às festas e depois das tradicionais Bandas Filarmónicas, haveria de dar lugar a outro tipo de interpretação musical com instrumentos diferentes e com o uso das novas tecnologias …..
 
  

 

Mário Silva 📷

Mais sobre mim

foto do autor

LUMBUDUS

blog-logo

Hora em PORTUGAL

Calendário

Setembro 2009

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

O Tempo em Águas Frias

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.