Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

ÁGUAS FRIAS - Chaves - Portugal

Pequena e bela aldeia do Concelho de Chaves

ÁGUAS FRIAS - Chaves - Portugal

Pequena e bela aldeia do Concelho de Chaves

Pequenas Gotas de Águas Frias

29
Nov14

Águas Frias (Chaves) - ... ainda o outono ... na Aldeia ...

Mário Silva ÁguasFrias

 

 

 

Outono
Bom dia outono!!

E aí vamos nós assistir teu espetáculo.
Folhas caindo para se renovar.

 

Águas Frias (Chaves) -  ... Cores outonais nos castanheiros e no caminho ...

     ... Cores outonais nos castanheiros e no caminho ...    

 

 


Semente se preparando para ser fruto.
A natureza nos lembrando que tudo se transforma.

 

Águas Frias (Chaves) - ... velho armazém ...

     ... o "outono" do velho armazém ...     

 


Hora de tirar as camisas do armário, de encarar o morno dos dias, de esperar a suavidade do frio.
Tempo de vivermos nossas mudanças, sejam elas quais forem.

 

Águas Frias (Chaves) - ... cordeiro mamando ...

     ... cordeiro mamando ...     

 

 


Lembra que o sonho é sagrado!

 

Fabiana Paiva

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... castanheiro e outras árvores ...

     ... castanheiro e outras árvores ...    

 

 

 

O OUTONO E NÓS, SERES OUTONAIS

Foi-se embora o espalhafatoso verão!

De dentro do eterno ciclo da natureza retornou o outono, sereno e calmo!

 

Águas Frias (Chaves) -  ... pássaro colorido ...

     ... pássaro colorido (indiferente à estação do ano) ...     



“La belle season” é como batizaram os franceses esta estação que nos descortina as renovadas-vestes-da-divindade presentes na natureza.

 

Águas Frias (Chaves) -  ... (a)meródio ou medronho ...

     ... (a)meródio ou medronho ...     

 


Outono é uma parábola de nós mesmos, seres outonais! Suas manhãs são mais poéticas e os seus crepúsculos são mais filosóficos. Aquelas são belas em sua melancolia. Estes são melancólicos em sua beleza. Assim, somos todos nós.

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... o que ficou das maçarocas de milho ...

     ... o que ficou das maçarocas de milho ...      

 



Creio que é no outono que entendemos melhor o ensinamento de Oscar Wilde: “ser como crianças, para não esquecermos o valor do vento no rosto e ser como velhos para que nunca tenhamos pressa".

 

Águas Frias (Chaves) - ... casa na Aldeia ...

     ... casa na Aldeia ...     



Isso é sabedoria. E se nos tornarmos mais sábios, já não precisaremos mais ter medo de envelhecer. Afinal, a vida também é um eterno renascer.

 

Águas Frias (Chaves) - ... e a chuva cai ... numa tarde de outono ...

 

Coisa que só o outono ensina. O resto são folhas mortas.

Carlos Alberto Rodrigues Alves

 

 

 

 

 

 

 

 

 

22
Nov14

Águas Frias (Chaves) - Um joguito de sueca numa tarde de domingo em dia de outono

Mário Silva ÁguasFrias

 

 

 

 

O Outono chegou na sua plenitude ....

 

Os dias estão a ficar cada vez mais frios ...

... a chuva lava as ruas e encharca os caminhos e campos ...

 

É domingo ...

De manhã já se cumpriu a "obrigação" religiosa e foi-se à missa (... os que foram) ...

Depois da cerimónia dominical acabada ...,

 

... depressa se chegou a casa para o aconchego do calor da lareira acesa ...

... espera-se que o almoço esteja prontinho para também aconchegar o estômago (que já remexe com a "larica") ...

 

Mas e depois o que fazer, toda a tarde (cada vez mais curta) ? !!!

 

Uma boa parte dos homens (que são poucos e com tendência a diminuir) ...

pensam em almoçar rápido, pois se chegam tarde ... ao café do "Russo" ...

... já não têm equipa para fazer umas jogatinas de sueca ..

 

 

... O café enche-se ... toma-se o cafezinho ... e fazem-se as equipas ....

... Quem vem mais tarde e não encontra mais 3 para o jogo,

... lá terá de ficar a ver ... (... para o próximo domingo vêm mais cedo) ...

 

.

 

E joga-se animadamente ...

... às vezes calmamente, quando os azes e "biscas" abundam, e ...

.... barafustando com o jogo ou com a culpa do parceiro que não entendeu os sinais dados ...

 

 

Mas no fim ... todos comentam ...

 

.... os perdedores ... "encostam a barriga ao balcão" ... pagando a despesa ...

 

 

 

 

 

 

Mas todos saem satisfeitos ...

 

Só esperam que no dia seguinte, o tempo ajude para algumas lides agrícolas ...

 

Saem do café ...

 ... ainda não é tarde mas a noite já caiu ...

 

De volta a casa  ... pensa-se que no próximo domingo vai haver desforra (caso percam) ...

.... ou voltar a dar novamente uma "lição" (se ganham) ...

 

Mais um domingo de tristonho outono passou, de forma divertida e em convívio com os amigos ...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

15
Nov14

Águas Frias (Chaves) - "Outonal Sinestesia" - poema de Pedro Simão Mendes e fotos da "nossa" Aldeia

Mário Silva ÁguasFrias

 

 

Outonal Sinestesia

 

 

Se fechar os olhos,

Que sons conseguirei escutar?

Águas Frias (Chaves) - ... Casa solarenga ...

Vozes sussuradas de conversas ocas.

Ruídos que vagueiam e se extinguem, sem

sentido...

 

Águas Frias (Chaves) - ... Belo ramo de maçã reineta ...

 

 

E lá ao longe,

Lá fora,

O cantar do vento ao tocar as folhas

E o levantar as já caídas

 

Águas Frias (Chaves) - ... vista da Aldeia de o seu altaneiro Castelo (para os lados da Cabianca) ...

 

 

E o bonito chilrear das aves,

Que anuncia a mudança de cor da Natureza.

 

Águas Frias (Chaves) - ... uma espiga de milho ...

 

 

E os vermelhos e laranjas e castanhos e amarelos!

Oh, são todos tão belos!

 

Águas Frias (Chaves) - ...vista (parcial) da Aldeia ...

 

 

Que vontade de correr entre as folhas secas e pisá-las!

Saltar-lhes em cima como uma criança que descobre novos sons!

 

Águas Frias (Chaves) -

 

 

E dar-te a mão e juntar-te a mim e saltarmos juntos!

 

Águas Frias (Chaves) -

 

 

Vivermos juntos...

Este novo, distinto Outono.

 

Pedro Simão Mendes

 

 

Águas Frias (Chaves) - pôr do sol recortando a serra do Larouco ...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

08
Nov14

Águas Frias (Chaves) - 2 poemas sobre o tema "Outono" e algumas imagens da "nossa" Aldeia

Mário Silva ÁguasFrias

 

 

 

Uma névoa de Outono o ar raro vela

 

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... vista geral no vale ...

 

Uma névoa de Outono o ar raro vela,
Cores de meia-cor pairam no céu.
O que indistintamente se revela,
Árvores, casas, montes, nada é meu.

 

Águas Frias (Chaves) - ... bagas vermelhas em dia de outono ...

 

Sim, vejo-o, e pela vista sou seu dono.
Sim, sinto-o eu pelo coração, o como.
Mas entre mim e ver há um grande sono.
De sentir é só a janela a que eu assomo.

 

Águas Frias (Chaves) - ... campo de milho ...

 


Amanhã, se estiver um dia igual,
Mas se for outro, porque é amanhã,
Terei outra verdade, universal,
E será como esta [...]

 

Fernando Pessoa (5-11-1932)

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... folhas com cores outonais

 

 

 

 

O OUTONO E NÓS, SERES OUTONAIS

Foi-se embora o espalhafatoso verão!

 

Águas Frias (Chaves) - ... o último cacho de uvas ...

 


De dentro do eterno ciclo da natureza retornou o outono, sereno e calmo!

“La belle season” é como batizaram os franceses esta estação que nos descortina as renovadas-vestes-da-divindade presentes na natureza.

 

Águas Frias (Chaves) - ... um caminho ...

Outono é uma parábola de nós mesmos, seres outonais! Suas manhãs são mais poéticas e os seus crepúsculos são mais filosóficos. Aquelas são belas em sua melancolia. Estes são melancólicos em sua beleza. Assim, somos todos nós.

 

Águas Frias (Chaves) - ... o Venâncio e o seu trator ...

 
Creio que é no outono que entendemos melhor o ensinamento de Oscar Wilde: “ser como crianças, para não esquecermos o valor do vento no rosto e ser como velhos para que nunca tenhamos pressa".

 

Águas Frias (Chaves) - ... as couves na horta ...

 


Isso é sabedoria. E se nos tornarmos mais sábios, já não precisaremos mais ter medo de envelhecer. Afinal, a vida também é um eterno renascer.

 

Águas Frias (Chaves) - ... vista parcial da Lampaça ...

 

Coisa que só o outono ensina. O resto são folhas mortas.

 

Carlos Alberto Rodrigues Alves

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... a extinta escola ... (saudades) ...

                    A escola de Águas Frias já passou lindas primaveras, alegres verões, passou pelo outono de vida e agora está na agonia do Inverno .....             

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

03
Nov14

Águas Frias (Chaves) - ... 7 click's ... 7 lugares ...

Mário Silva ÁguasFrias

 

7 click's ......... 7 lugares .... desta pequena mas bela aldeia transmontana

ÁGUAS FRIAS

 

 

Águas Frias (Chaves) - a cancela ...

        ... a velha cancela ...      

 

 

Águas Frias (Chaves) - nicho de Stª Rita

      ... nicho de Sta. Rita ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - casario

      ... o trator  e o casario nas Maias ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - casario

       ... o casario no cimo da rua da Lampaça ...     

 

 

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - casario

       ...  as flores nascem nas beiras das estreitas ruas ... no centro "histórico" da Aldeia ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - Rua Central e o café Pires

      ... a rua Central e o Café Pires ...    

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - lavrando geometricamente

      ... a geometria da lavoura ...     

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

01
Nov14

Águas Frias (Chaves) - Dia de Todos os Santos e Dia de Fiéis Defuntos (Finados)

Mário Silva ÁguasFrias

 

 

 

A festa do dia de Todos os Santos  é celebrada em honra de todos os santos e mártires, conhecidos ou não. A Igreja Católica celebra a Festum omnium sanctorum a 1 de novembro seguido do dia dos fiéis defuntos a 2 de novembro. Em Portugal, neste dia, as crianças havia o costume, em algumas terras de andar de porta em porta a pedir bolinhos, frutos secos e romãs.

 

Águas Frias (Chaves) - Cruzeiro no adro da igreja matriz

          Cruzeiro no adro da Igreja matriz         

 

O Dia dos Fiéis Defuntos ou Dia de Finados, (conhecido ainda como Dia dos Mortos no México), é celebrado pela Igreja Católica no dia 2 de novembro.

Desde o século II, alguns cristãos rezavam pelos falecidos, visitando os túmulos dos mártires para rezar pelos que morreram. No século V, a Igreja dedicava um dia do ano para rezar por todos os mortos, pelos quais ninguém rezava e dos quais ninguém lembrava. Também o abade de Cluny, Santo Odilon, em 998 pedia aos monges que orassem pelos mortos. Desde o século XI os Papas Silvestre II (1009), João XVII (1009) e Leão IX (1015) obrigam a comunidade a dedicar um dia aos mortos. No século XIII esse dia anual passa a ser comemorado em 2 de novembro, porque 1 de novembro é a Festa de Todos os Santos. A doutrina católica evoca algumas passagens bíblicas para fundamentar sua posição (cf. Tobias 12,12; Jó 1,18-20; Mt 12,32 e II Macabeus 12,43-46), e se apóia em uma prática de quase dois mil anos.

 

Águas Frias (Chaves) - Imagen de S. Pedro no cemitério "Fomos o que vós sois/ Sereis quaes somos agora/ Orae por nós nesta hora/ O prémio tereis depois."

Nicho de S. Pedro, no cemitério de Águas Frias, com a seguinte inscrição:

 

Fomos o que vós sois

Sereis quaes somos agora

Orae por nós nesta hora

O prémio tereis depois.