Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MÁRIO SILVA "navegando" em ... águas frias

"Navegando" no Reino Maravilhoso por Terras de Monforte, especialmente na Aldeia de Águas Frias - Chaves - Trás-Os-Montes - PORTUGAL

MÁRIO SILVA "navegando" em ... águas frias

"Navegando" no Reino Maravilhoso por Terras de Monforte, especialmente na Aldeia de Águas Frias - Chaves - Trás-Os-Montes - PORTUGAL

24
Jul09

Águas Frias (Chaves) - Aproxima-se a Festa em honra de S.Pedro 2009


Mário Silva Mário Silva

 

 

 

 

 ÁGUAS FRIAS - FESTA EM HONRA DE S.PEDRO - 2009

 

Estão a aproximar-se as Festas em honra do padroeiro de Águas Frias ....

 

Tal como prometido, apresento o Programa de Festas para este ano.

 

 

 

 

O empenho demonstrado pelo mordomos(as) para esta Festa no planeamento e organização da Festa, concerteza que será proporcionalào sucesso da mesma.

 

Mas uma Festa só se faz com a alegria, participação e convívio de todos.

 

Estou convicto que as Gentes de Águas Frias acorrerão em massa, mesmo os que estão fora.

 

Não posso deixar de referir quem tem vindo a trabalhar ao longo do ano para que a realização da festa seja possível:

Os Mordomos:

 

Joaquim Silva                     Eduarda Chaves
    João Oliveira                 Catarina Barbosa
   Albino Gomes                     Mabilda Paiva
 Luís Gomes                          Odete Barbosa

 

...  e na parte religiosa o Ex.mo Sr. Padre Helder e todos(as) os que têm a cargo a animação, leituras e salmos da Eucaristia, assim como todos(as)  que se encarregam da limpeza e arranjo dos altares e andores que vão compor a procissão.

 

Na realidade uma Festa, envolve a participação desinteressada de muitos aquafrigidenses.

 

 

 

Quanto à parte profana, tudo está pronto (com algumas inovações) para que haja cor, luz, alegria, convívio, animação.

 

É uma época previligiada para os encontros e "pôr a conversa em dia"

 

Vão desde já calendarizando as férias ou o fim de semana para passar, em beleza, em Águas Frias, nas Festas em honra de S. Pedro.

 

Espera-se a presença de TODOS: aquafrigidenses, das aldeias vizinhas e todos os queiram participar.

 

É um tempo de descontração e como dizia o velho Platão:

 

"Você pode descobrir mais sobre uma pessoa em uma hora de brincadeira do que em um ano de conversa."

 

 .

 

Até dia 31 de Agosto, em Águas Frias - a pequena mas bela aldeia do concelho de Chaves.

 

 

Como simples referência e baseado no site  http://www.accuweather.com , as condições climatéricas parecem favorecer o ambiente para as Festas, sem o sol escaldante e com temperaturas amenas e sem chuva.

Assim a previsão para os quatro dias de Festa são os seguintes:

 

 

 

Sexta-feira  - 31 de Julho

Céu pouco nublado ou limpo

Vento de NW a 6 Km/h

Temperatura máxima : 32 º C

 

Sexta-feira à noite

Céu essencialmente limpo

Vento de WSW a 4 Km/h

Temperatura mínima : entre os 11 e os 12 º C

 Domingo - 2 de Agosto

 

 Bastante nublado

Vento de WSW a 11Km/h

Temperatura máxima : 26 º C

 

Domingo à noite

Céu  nublado

Vento de W a 4 Km/h

Temperatura mínima : entre os 13 e os 14 º C

 

 Sábado - 1 de Agosto

 Sol e algumas nuvens

Vento de WSW a 11Km/h

Temperatura máxima : 28 º C

 

Sábado à noite

Céu um pouco nublado

Vento de WSW a 9 Km/h

Temperatura mínima : entre os 11 e os 12 º C

 Segunda-feira - 3 de Agosto

 Períodos de nuvens e sol

Vento de NW a  4 Km/h

Temperatura máxima : 31 º C

 

Segunda-feira à noite

Céu claro e iluminado pela lua

Os ventos serão leves e variáveis

Temperatura mínima : 16 º C

 

 

 

 

Mas  as previsões  são sempre falíveis e como dizia o celébre jogador de futebol e a sua também célebre frase: " Prognósticos só no fim ..."

 

O que importa é estarmos presentes e aí sim logo se verá como esta o tempo e o "ambiente"

.

.

.

04
Jul09

S. Pedro – orago de Águas Frias (Chaves) e obras na Igreja Matriz


Mário Silva Mário Silva

 .

 .

 

O dia 29 de Junho é segundo a Igreja Católica Apostólica Romana dedicado a S. Pedro, que é o orago da aldeia de Águas Frias.
Sei que já passaram mais de 5 dias dessa data. Não foi por esquecimento, mas por falta de tempo. É que o dia somente tem 24 horas e o trabalho do fim de um ano lectivo não deixe muito espaço livre; mas “mais vale tarde que nunca”.
   Quanto ao Santo em si, é por todos conhecido mas mesmo assim transcrevo um pequeno extracto  retirado da wikipédia,  http://pt.wikipedia.org),  embora o objectivo principal seja o de descrever algumas alterações na Igreja Matriz, dedicada a S:Pedro.
Vejamos o se diz na wikipédia (extracto) deste Santo tão popular:

 

“S. Pedro (cerca de 67 d.C., Roma) foi um dos doze apóstolos de Jesus Cristo, como está escrito no Novo Testamento e, mais especificamente, nos quatro Evangelhos. São Pedro foi o primeiro Bispo de Roma, sendo por isso, considerado o primeiro Papa pela Igreja Católica.
Segundo a Bíblia, seu nome original não era Pedro, mas Simão. Nos livros dos Actos dos Apóstolos e na Segunda Epístola de Pedro, aparece ainda uma variante do seu nome original, Simeão. Cristo mudou seu nome para כיפא, Kepha, que em aramaico significa "pedra", "rocha", nome este que foi traduzido para o grego como Πέτρος, Petros, através da palavra πέτρα, petra, que também significa "pedra" ou "rocha", e posteriormente passou para o latim como Petrus, também através da palavra petra, de mesmo significado.
 
 
A mudança de seu nome por Jesus Cristo, bem como seu significado, ganham importância de acordo com Igreja Católica , quando Jesus diz: "E eu te declaro: tu és Kepha (pedra) e sobre esta kepha (pedra) edificarei a minha Igreja e as portas do inferno não prevalecerão nunca contra ela.". Jesus comparava Simão à rocha. Pedro foi o fundador, junto com São Paulo, da Igreja de Roma (a Santa Sé), sendo-lhe concedido o título de Príncipe dos Apóstolos e primeiro Papa (um tanto anacronicamente, visto que tal designação só começaria a ser usada cerca de dois séculos mais tarde – Pedro foi o primeiro Bispo de Roma); essa circunstância é importante, pois daí provém a primazia do Papa sobre toda a Igreja Católica.
Antes de se tornar um dos doze discípulos de Cristo, Simão era pescador. Teria nascido em Betsaida e morava em Cafarnaum.

 

 

 

Poderá consultar todo o artigo sobre S. Pedro em: http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Pedro
  ::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
Depois de termos uma ideia da importância de S. Pedro para a vida da religião Católica, passemos à Igreja Matriz de Águas Frias, onde este santo se encontra, em lugar de destaque no lado esquerdo do altar-mor.
  
A escultura além antiga, é simples, de dimensões pequenas mas sempre bela, como geralmente, todas as representações deste santo. Uma particularidade desta escultura é que S. Pedro, costuma aparecer com duas Chaves (a do Céu e a do Inferno) mas neste caso aparece com uma única chave que pressuponho que a do Céu, pensando ele que a outra não teria uso para as Gentes de Águas Frias.
 
Mas o principal objectivo deste artigo era dar a conhecer algumas intervenções que foi alvo a Igreja de S. Pedro de Águas Frias:
 
► Substituição do tecto junto ao altar-mor
Este era composto por placas de contraplacado pintado de cor amarelo claro com rebordos a castanho.
No seu centro existia uma imagem pintada nesses painéis de Jesus em criança ladeado de três pombas e enquadrado por uma forma oval com pequenos ornamentos.
Pintura que ficará como memória futura
 
Os painéis encontravam-se parcialmente soltos e ligeiramente deformados, pela acção da humidade e a passagem dos tempos.
A intervenção realizada foi retirar esses painéis e substituí-los por tábuas de madeira, castanho-escuro e envernizados.
Escureceu um pouco o tecto mas ganhou em segurança e durabilidade. Só tive pena que tivesse que ser eliminada a imagem do Menino Jesus. Não reconheço a qualidade da pintura, mas senti a sua falta.
Gostaria que como cidadãos participantes de Águas Frias dessem a vossa opinião (utilizem o espaço de “comentários” que existe no final de cada post ou através do e-mail aguasfrias@sapo.pt )
 
Outra intervenção que foi feita nesta bela Igreja foi ao nível da sacristia.
Colocou-se um novo telhado já que o antigo, mesmo de pequenas intervenções, deixava entrar água e a humidade nesse espaço era uma constante.
Foram picadas todas as paredes, deixando à mostra a pedra de granito que deu um aspecto original a este espaço.

Este amplo espaço tem duas “fontes”, en tudo idênticas idênticas.

 

 

 

Uma em cada extremo) com pia, de uma beleza extraordinária (na minha opinião). Foram também colocadas torneiras que se adequassem ao estilo da fonte e que se assemelhassem às que aí antigamente existiam.

 

O trabalho da pedra na elaboração destas duas “fontes” é de uma beleza estética que singela a torna elegante e bela.
Ao serem deixadas a descoberto as pedras de granito das paredes, chama uma especial atenção duas, pois apresentam um trabalho cuidado com formas de “duas meias luas” em simetria e na sua base, uma que me parece a cabeça de um animal e a outra com dois. E ainda outra com uma inscrição gravada (letras, símbolos?).
Achei curiosa a existência dessas pedras trabalhadas, mas como leigo em arqueologia, não consigo decifrar o seu significado e nem como apareceram na sacristia.
Existe uma crença popular que teriam vindo da igreja que existiu no castelo de Monforte do Rio Livre, mas parece-me pouco plausível, devido às datas de construção de uma e demolição da outra.
 
Ainda me desloquei ao Castelo, e com algum cuidado tentei, pedra por pedra encontrar algo semelhante, mas … em vão. Nada encontrei que pudesse consubstanciar essa teoria.
Mais uma vez peço, a quem tiver conhecimentos mais concretos sobre este assunto, o favor de o partilhar, pois todos os aquafrigidenses e a cultura da região, ficariam a ganhar, incluindo eu mesmo (utilizem o espaço de comentários ou o mail anteriormente assinalado). Todas as opiniões serão colocadas no espaço comentários deste blog e se tal se justificar fazer um “post” sobre este assunto.
….
Mas a intervenção na sacristia não ficou por aqui. O tecto foi todo revestido em madeira castanha clara envernizada e deixando o travejamento a descoberto, dando um aspecto mais rústico.
 
   
 
Até o candelabro tem um aspecto antigo.
 
O chão foi coberto de tijoleira, facilitando a sua limpeza.
E por falar em limpeza, deve-se louvar ao trabalho (penoso) de todas as senhoras e homens que levaram a cabo a limpeza de todo o espaço, tendo no final, ficado a reluzir.
Mas ainda faltava uma tarefa, menos árdua – transportar o enorme armário onde se guardam os paramentos para o seu espaço definitivo. Trata-se de um móvel em madeira maciça, de proporções enormes e de um peso …

 

Mas nada impede a vontade desta Gente de Águas Frias. Mesmo depois de todas as canseiras da limpeza, em que as forças se iam esgotando, um pequeno grupo essencialmente formado por mulheres, rodaram o móvel, tentaram movê-lo, mas ele não passava, na sua posição normal pela porta de acesso à sacristia. Cruzar os braços, … nunca. Deitaram o armário, no chão sobre pequenos toros de madeira redondos tentando que ele ”rolasse “ até ao ponto desejado.
A vontade transforma-se em energia e mesmo as forças enfraquecidas, o armário foi finalmente colocado no lugar desejado.
 
Agora “só” faltava colocar tudo nos seus lugares.
Tenho que dar os meus sinceros parabéns a todas as mulheres e homens que de forma desinteressada deram o seu tempo e o seu esforço, aos que contribuíram com as suas dádivas e à Junta de Freguesia de Águas Frias que apoiou economicamente, para a recuperação dum espaço que, embora seja a sacristia é um espaço de todos os aquafrigidenses.
 
“Deus quer, o Homem sonha, a Obra nasce”

 

 

 

:::::::::::::::::::::: 
Ainda voltando ao S. Pedro, no dia 29 de Junho, realizou-se uma celebração eucarística em sua honra, mas os grandes festejos estão já a ser organizados, pelos mordomos nomeados, para o primeiro fim-de-semana de Agosto, tornando assim possível que o maior número de pessoas, que pelos mais diversos motivos se encontram afastados de Águas Frias, tenha oportunidade de conjuntamente celebrar condignamente a Festa em honra do seu padroeiro.
Quando tiver notícias concretas do programa das Festas de S. Pedro 2009, aqui o apresentarei. 

 

.

.

.