Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MÁRIO SILVA "navegando" em ... águas frias

"Navegando" no Reino Maravilhoso por Terras de Monforte, especialmente na Aldeia de Águas Frias - Chaves - Trás-Os-Montes - PORTUGAL

MÁRIO SILVA "navegando" em ... águas frias

"Navegando" no Reino Maravilhoso por Terras de Monforte, especialmente na Aldeia de Águas Frias - Chaves - Trás-Os-Montes - PORTUGAL

15
Fev09

Águas Frias (Chaves) - Festas de S Pedro – (4.º dia - noite)


Mário Silva Mário Silva

 

 
Águas Frias, dia 4 de Agosto de 2008 (noite)
 
Estava-se no 4º e último dia das festas em honra de S. Pedro - padroeiro de Águas Frias.
 
Até aqui, tudo o que foi cuidadosamente planeado pelos Mordomos da Festa, foi objectivo conseguido e superando até as expectativas.
 
Como disse no post anterior: “Três quartos da festa estavam a terminar, mas a Comissão de Festas, num total arrojo, não queria deixar que esta verdadeira alegria colectiva, que Águas Frias há tanto tempo esperava, não terminasse ainda, e preparou mais animação para a noite de segunda-feira.
Será que depois de um dia de trabalho (2ª feira) ou de férias a população acorreria novamente ao convite?”
 
Durante a tarde, mais uma vez foi montado um palco para o conjunto musical, o mesmo da tarde anterior, e que nessa altura, fez juntar e rodopiar tanta gente.
 
 
Depois dos trabalhos, que mesmo em dia de festa, não poderiam parar; depois de um dia de descanso e cavaqueira daqueles que gozavam umas merecidas férias junto dos seus conterrâneos e amigos (muitos vindos das mais variadas partes do País e de diferentes países da Europa e que planearam o seu tempo disponível para poderem participar nesta Festa da Aldeia. O sol ia descendo lentamente no belo horizonte que se desfruta de Águas Frias e aproxima-se o derradeiro momento das Festas.
 
Depois de um bom jantar, e a noite tomando conta da Aldeia, eis que algo se destacava: o largo da Junta de Freguesia, iluminado com lâmpadas coloridas e um palco que se brilhava com uma projecção de fachos coloridos que prenunciavam o que estava para acontecer.
 
 
O grupo musical “Brisas do Marão” começa a entoar os primeiros acordes de músicas ritmadas e populares que incentivavam, a mais um momento de animação.
Era, mais uma vez o “toque à reunião”.
 
Lentamente a população de Águas Frias não se fez rogada e foi chegando ao recinto.
 
Com o tempo a passar, não faltaram pares, desde as crianças que saltitavam ao som da música, até bebés de colo, que vi a bater “palminhas” e saltitando ao colo dos pais. Mas não eram só as crianças que apreciavam e desfrutavam, pois pares de jovem, adultos e até os mais idosos, não deixavam passar esta oportunidade de dar um pé de dança.
 
 
 
Tal era a animação e quando a música se proporcionava, formavam-se grupos em “rodas de dança” ora dando as mãos uns aos outros ora em movimentos de vai-vem da roda até ao centro e vice-versa” e até os famosos “comboinhos”, em que cada um ao mesmo ritmo e com as mãos sobre os ombros do seu precedente, percorriam o recinto em trajectos serpenteantes. Foi agradável de ver e de participar.
O espírito colectivo estava presente.
 
 

 

 

 
 
Este, como outros momentos das Festas, foi um prazer ver a não diferenciação de idades, de diferenças económicas, … a Festa era de TODOS.
 
 
 
 
 
O bailarico foi interrompido para a entrega dos prémios de participação (a todos os mais jovens) e os prémios aos 3 primeiros de cada “jogo tradicional” realizado no sábado anterior e que tanta participação e empenho tiveram.
 
 
Entrega de prémios aos participantes, mais novos, do jogo da cabra-cega
 
 
Premiadas do Jogo dos Cântaros
 
 
 
Entrega dos prémios aos vencedores da corrida de sacos
 
 
 
Entrega de prémios aos vencedores do Jogo do Fito

 

 

Entrega dos prémios àqueles que individualmente conseguiram subir mais alto ao Pau Ensebado.

 

 

Entrega do prémio colectivo para a equipa que em conjunto e em forma de pirâmide humana conseguiu atingir o objectivo no Jogo do Pau Ensebado

 

 
Foi um momento, informal, com boa disposição de quem recebia e de quem entregava os prémios e até houve momentos para “discursos”, dando cada um, o seu testemunho pessoal de como decorreram os Jogos Tradicionais e a Festa no seu conjunto.
Não foi elogio de circunstância mas palavras sentidas.
 
 
 
No final, era hora de dar a despedida à Comissão de Festas, …
Transparecia no rosto de cada mordomo, ar de missão cumprida e o grau de satisfação, pelo modo exemplar como correram as Festas.
 
Em meu nome pessoal tenho que dar os parabéns a todos os Mordomos de 2008, pois não terá sido tarefa nada fácil (até penosa), planear, contactar e contratar: charanga, conjuntos, iluminação, arcos decorativos, aparelhagem sonora, fogo de artifício, angariação de fundos e toda a logística.
Acho que valeu o esforço de vários meses.
Relembro os heróicos Mordomos das Festas de 2008, em Águas Frias:
 
Homens:                                             Mulheres:
 
Romeu Gomes                  Fernanda Silva
     Rui Paiva                        Maria do Rosário
António Oliveira             Cláudia Costa
 Felisberto Morais            Cristiana Silva

 

Claro que em fim de mandato da actual Comissão de Festas, era tempo de nomear os próximos mordomos para as Festas de 2009, para que se pudesse dar continuidade a estes momentos de alegria, de convívio e confraternização.
Assim, solenemente, através do som da aparelhagem sonora, para que todos tivessem conhecimento, foram nomeados os próximos mordomos para as Festas de 2009, em honra de S.Pedro.

 Homens:                                            Mulheres:

 

 

Joaquim Silva                     Odete Barbosa
     João Oliveira                       Catarina Barbosa
Albino Gomes                       Mabilda Paiva
  Luís Gomes                           Eduarda Chaves

 

Como em tudo na vida:
 - nasce (nomeação dos mordomos);
- cresce (do planeamento à concretização)
- reproduz-se (nomeação de novos mordomos);
- morre (fim do mandato dos mordomos);
… retomando outro ciclo ….
Se assim sempre acontecer, haverá sempre descendência e a “família” das Festas não se extinguirá.
Seguiu-se ainda uma descarga de fogo de artifício e mais uma vez, um mar de narizes no ar polvilhavam o recinto
 

 

 
Mas a Festa, ao som do grupo musical, continuou pela noite dentro …. com o compromisso que para o ano haverá mais.
Este Grupo Musical conseguiu animar com a sua música popular, a sua luz cuidadosamente  instalada e escolhida em função de cada ritmo, mas o que criou alguma perplexidade, foi a mais de uma dezena de vezes que as cantoras/bailarinas conseguiram trocar de imdumentária, em tempo "record", durante uma só noite.

 

 

 

 

 

 

A alegria expressa nos rostos é o retrato claro de como foram vividas estas Festas em honra de S. Pedro, em Águas Frias.

 

Depois dos parabéns a esta Comissão de Festas pelo seu sucesso, venho desejar também os mesmos sucessos ao novos mordomos.
Pelos nomes, penso que estará garantida uma festa de “estrondo”.  
Deixei esta imagem para o fim já que me parece uma alegoria ao resenrolar desta Festa. começou com uma linha de ideias que se foram concretizando em diferentes aspectos e que se voltam a unir resultando numa enorme explosão (a Festa concretizada).
 
Claro que os espera muito trabalho e preocupações, mas será uma tarefa em prol das Gentes de Águas Frias que saberão reconhecer e valorizar o seu trabalho em favor da sua Comunidade.
Já agora aproveito para divulgar que as Festas, em honra de S.Pedro de Águas Frias,  já foram programadas para os dias 1, 2 e 3 de Agosto de 2009.
Vão organizando a vossa agenda….
E ... quando houver mais novidades e a elas tenha acesso, darei notícias.
.

 

Mário Silva 📷

Mais sobre mim

foto do autor

LUMBUDUS

blog-logo

Hora em PORTUGAL

Calendário

Fevereiro 2009

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728

O Tempo em Águas Frias

Pesquisar

Sigam-me

subscrever feeds

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.