Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MÁRIO SILVA "navegando" em ... águas frias

"Navegando" no Reino Maravilhoso por Terras de Monforte, especialmente na Aldeia de Águas Frias - Chaves - Trás-Os-Montes - PORTUGAL

MÁRIO SILVA "navegando" em ... águas frias

"Navegando" no Reino Maravilhoso por Terras de Monforte, especialmente na Aldeia de Águas Frias - Chaves - Trás-Os-Montes - PORTUGAL

12
Ago08

Águas Frias (Chaves) - Festa de S. Pedro (1.º dia)


Mário Silva Mário Silva

Logo à entrada de Águas Frias se notam algumas diferenças:

- Uma placa dando as boas vindas a Todos os que entram na aldeia, demonstrando a hospitalidade das Gentes de Águas Frias;

- Novas placas identificativas das ruas (com código postal, identificação do nome da Aldeia e com um grafismo sóbrio de muito bom gosto)  ;

- Arcos coloridos, anunciando que a Aldeia está em festa. 

 
 
As Festas na Aldeia de Águas Frias já não se realizavam há bastantes anos.
 
 
Talvez porque o dia consagrado ao santo padroeiro, S.Pedro, se festejar a 29 de Junho, altura em que, para além de serem poucos os residentes, deixaria alguma nostalgia naqueles que, longe, se veriam impossibilitados de participar.
Mas eis que surge um grupo de heróicos “mordomos”:
 
  Homens:                                    Mulheres:
 
  Romeu Gomes                  Fernanda Silva
       Rui Paiva                        Maria do Rosário
António Oliveira             Cláudia Costa
  Felisberto Morais            Cristiana Silva

 

que idealizaram e meteram mãos à obra para a concretização desta festa de tradição tão antiga e popular.

Tiveram o cuidado de incluir no seu programa tanto o aspecto religioso como os festejos profanos. Penso que estes dois aspectos se complementam e fazem parte da cultura deste povo. Tomaram a decisão de escolher o mês de Agosto em detrimento do 29 de Julho para tornar possível a participação de Todos, incluindo todos os aquafrigidenses que procuraram uma vida melhor,  pelas várias regiões do país, assim como de todos os que escolheram países estrangeiros para trabalhar e viver. Mas as raízes à terra têm ainda bastante força e sempre que podem não deixam escapar a oportunidade de “matarem saudades”.

 

Assim, em tempo de férias, ocasião em que se regressa (mesmo temporariamente) à sua terra ou à terra que adoptaram, pudesse haver oportunidade de confraternizar e exteriorizar as alegrias, muitas vezes contidas ao longo de um ano de labuta.
 
As festas de Águas Frias foram projectadas para se prolongarem durante 4 dias num misto de devoção, confraternização, divertimento e alegria.
A abertura das festas teve lugar no dia 1 de Agosto (sexta-feira) à noite, com uma celebração eucarística seguida de procissão de velas em honra de Nossa Senhora de Fátima.
 
 
A celebração eucarística foi cuidadosamente preparada e largamente participada.
A igreja estava cheia e foi agradável ouvir os cânticos entoados por tanta gente (tanto gente residente (resistente) permanente como os que “regressaram” temporariamente e os que estavam de visita).
 
Após a eucaristia presidida pelo pároco de Águas Frias, o Sr. Padre Helder, seguiu-se a procissão de velas, que em oração em louvor de Nossa Senhora de Fátima percorreu algumas das principais ruas da Aldeia.
 
 
Foi um momento em que jovens, menos jovens e os mais idosos, todos em comum participaram de modo igual.
 
 
 

 

 

.
Para início das Festas foi um bonito momento colectivo.
 .
.
.
Mas muitíssimo mais, estava previsto para os dias seguintes ……….
.
.
.

 

Mário Silva 📷

Mais sobre mim

foto do autor

LUMBUDUS

blog-logo

Hora em PORTUGAL

Calendário

Agosto 2008

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

O Tempo em Águas Frias

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.