Pequenas Gotas de Águas Frias


Águas Frias - making a free slideshow

Sábado, 11 de Fevereiro de 2017

Águas Frias (Chaves) - "...Quando não chove em Fevereiro, nem prados nem centeio..."

 

 

Quando não chove em Fevereiro,

nem prados nem centeio.

 

Águas Frias (Chaves) - ... casa da Aldeia e a lenha arrecadada e pronta a pitar ...

     ... casa da Aldeia e a lenha arrecadada e pronta a pitar ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... o pastor, o cão e o rebanho ...

     ... o pastor, o cão e o rebanho ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ...varanda de uma casa da Aldeia ...

     ...varanda de uma casa da Aldeia ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... a névoa invade o Brunheiro e quase esconde o castelo de Monforte de Rio Livre ...

     ... a névoa invade o Brunheiro e quase esconde o castelo de Monforte de Rio Livre ...     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... acarretando as vides depois da poda ...

     ... acarretando as vides depois da poda ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... saco de batatas à porta ...

      ... saco de batatas à porta ...     

 

 

 

 

Até breve !!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


publicado por ÁguasFrias às 00:05
link do post | comentar | favorito
 O que é? |
Sábado, 28 de Janeiro de 2017

Águas Frias (Chaves) - ..."Em Janeiro uma hora por inteiro e, quem bem olhar, hora e meia há-de achar" ...

 

Em Janeiro uma hora por inteiro e,

quem bem olhar,

hora e meia há-de achar.

 

Águas Frias (Chaves) - ... vista da Aldeia ...

     ... vista da Aldeia ...     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... bando de estorninhos descansando nos fios eletricos ...

     ... bando de estorninhos descansando nos fios eletricos ...     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... casa da Aldeia ...

     ... o cão e uma casa da Aldeia ...     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... campo verdejante ...

      ... campo verdejante ...     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ...cogumelo branco ...

     ... cogumelo branco ...     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ...apanhando beterrabas para o gado ...

     ... apanhando beterrabas para o gado ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... flores de inverno ...

     ... flores no inverno ...     

 

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... regressando da labuta no campo ...

     ... regressando da labuta no campo ...     

 

 

Águas Frias (Chaves) - ...os pássaros de  barro no cume do telhado esbranquiçado ...

     ... os pássaros de barro no cume dos telhados esbranquiçados ...     

 

 

 

Até breve !!!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


publicado por ÁguasFrias às 00:05
link do post | comentar | favorito
 O que é? |
Sábado, 27 de Fevereiro de 2016

Águas Frias (Chaves) - Palavras transmontanas e não só ... ( letra A - início)

 

O transmontano tinha (e ainda vão restando algumas palavras) que o iam identificando, no vocabulário da língua portuguesa.
Por isso trago aqui alguns vocábulos que se utilizaram outrora e outros que ainda resistem ao tempo.
Começo pelas palavras começadas por A. Mas como ainda são bastantes, vão dividi-las em duas partes.
Assim, aqui vai a primeira parte, para recordar ou para memória futura.
NOTA: Devo referir que possivelmente nem todas as palavras seriam usadas em Águas Frias e até haverá outras que se usam ou usaram e que não serão referidas.

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... vista geral da Aldeia

 

 

abaluar - avaliar

abafar - tapar, esconder, roubar

abantesma (aventesma) - fantasma, coisa desproporcionada

aberta - valeta onde corre água

abéspora - vespa

abichar - ganhar, lucrar, “tem abichado bô dinheiro naquele negócio”

aborrido - aborrecido

abrir - ir depressa, “passou por aqui a abrir”

abrir ao verde - rachar a cabeça e fazer sangue, “mandou-lhe tamanha sacholada que lhe abriu ao verde”

açães (sãs,açãs) - vermes do presunto

 

Águas Frias (Chaves) - ... varanda ...

 

 

acaçapado - baixo, agachado

acancelar - guardar o gado numa terra, rodeado de cancelas, para que a estrume

acanhado - pequeno, estreito, tímido, “o fato está-lhe um cibo acanhado”

açapado(assapado) - agachado, estendido, baixado

açapar (assapar) - bater, acelerar, “açapa-lhe, com força!”

acarrar - transportar em carro de bois

acarreja - transporte do centeio em carro de bois, da terra para a eira

acirrar - irritar, instigar

açobar (açogar) - instigar os cães, “se te sair o lobo, açobas-lhe o cão”

acometer – atacar, “ o cão acometeu-o com raiva”

acomodar - tratar, alimentar, ”levantei-me cedo para acomodar as crias”

 

Águas Frias (Chaves) - ... rebanho ...

 

à conta dele - por causa dele, “à conta dele é que eu estou assim”

acordar-se - recordar-se

a cotio - quotidiano

adiante, que atrás vem gente - deixar o assunto, mudar de conversa

a diário - quotidiano, todos os dias

adjunto - ajuntamento de pessoas, “estava um grande adjunto no largo”

adregar - calhar, acontecer

adubo - gordura do porco para cozinhar, pingo, unto

aduela - madeirame das pipas de vinho

adufa (calheiro) - canal por onde escorre a água que faz girar as mós do moinho

à escapula – dissimuladamente “passou por aqui à escapula”

 

Águas Frias (Chaves) - ... lavrando ...

 

afeito - habituado, preparado para, “não fiques em cuidados, que o animal está afeito ao trabalho”

afiançar - garantir

afinfar - dar com força, “afinfa-lhe, que ele merece”

afoitar – encorajar, “não te afoites, que o cão ferra-te uma dentada”

afumar - curar com fumo “Alheiras, chouriças e salpicões a afumar”

agachado - baixado

agarimo - carinho

agarrado - avarento, mesquinho

agarrar medo - temer

aguça – afia lápis

agulheta - caruma de pinheiro

 

Águas Frias (Chaves) - ... Igreja matriz ...

 

ainda a bebes fria - ser ingénuo, ser demasiado crédulo

alambazar - encher a barriga, fartar

alanzoar - mentir, fanfarronar

alapar-se - sentar-se pesadamente

aldeagantes - vadios, mendigos

aldemenos - pelo menos

algarozes - pedras para segurar o colmo nos telhados

alheira - espécie de fumeiro, à base de pão e carne gorda, a que se pode misturar carne de caça, “para o almoço podes aquecer umas alheiras e cozer uns espigos”

aliviadouro - peça do moinho que serve para regular o afastamento das mós

almário - armário

almazém - armazém

 

Águas Frias (Chaves) - ... burro de perfil ...

 

alminhas - pequeno altar dedicado às almas do purgatório, quase sempre colocado em encruzilhadas

alombar - carregar às costas

alourar - dar uma fritura (batatas,alheiras)

altor - altura

alustrar - relampejar

alustro (alustre) - relâmpago

aluquete - cadeado

amaciar os sapatos - tornar os sapatos novos mais confortáveis, através de uso forçado

ambria - fome

amarrar – atar, “amarra bem os molhos para que não se esbangalhem”,prender, “amarrei-lhe uma corda de roda do pescoço para que não fugisse”, baixar, agachar, “estava amarrado atrás de uma fraga”

amassar - amachucar, esmagar, “caíu-lhe uma pedra em cima, ficou todo amassado”

 

Águas Frias (Chaves) - ... telhados da Aldeia ...

 

 

amesendar-se - sentar-se à mesa

amiga – amante, “parecem o Roque e a amiga”- diz-se de duas pessoas que andam sempre juntas

amigado - amancebado

à môr disso - por causa disso

ancho – largo, folgado

andaço - peste, epidemia

 

 

Pedra Bolideira em dia de nevada ...

 

andadeira - pedra boa de manejar

andar à cria - estar com o cio

andar à janeira - (gatos) estar com o cio

andar aputado - amantizado

andar ligeiro - ir depressa

andar levantada à cainça - estar com o cio

andar ò alto (de costa direita) - andar sem fazer nada

 

Águas Frias (Chaves) - ... uma casa da Aldeia ...

 

andar ò pão grande - vadiar, estar fora

andar ò riceiro - (lobos) estar com o cio

aneiro – anual, “as primeiras cerejas tem que ser um homem a comê-las, se não a cerdeira fica aneira”

anho - cordeiro

antes que - ainda que, embora

apajar - acariciar, acarinhar

 

 

Créditos: Herculano Pombo in “Treze contos do mundo que acabou/Léxico-Glossário Transmontano”, publicado

 In: http://chaves.blogs.sapo.pt/710026.html

 

 

Águas Frias (Chaves) - ... pôr do sol ...

 

Continua .......

 

 Até breve!!!!!

 

 

 

 

 

 

 


publicado por ÁguasFrias às 00:05
link do post | comentar | favorito
 O que é? |
Sábado, 9 de Janeiro de 2016

Águas Frias (Chaves) - ... mês de janeiro ... ditados populares ...

 

 

Ditados populares relativos ao mês de janeiro:

 

� A água de Janeiro, vale dinheiro.
� Janeiro quente traz o diabo no ventre.
� Ao luar de Janeiro, se conta dinheiro.
� Em Janeiro, um porco ao sol outro no fumeiro.
� Os bons dias em Janeiro vêm-se a pagar em Fevereiro. 
� A 20 de Janeiro, uma hora por inteiro e quem bem contar, hora e meia vai achar.
� Se queres ser bom ervilheiro, semeia no crescente de Janeiro.
� Janeiro greleiro, não enche o celeiro.
� Em Janeiro sobe ao outeiro. Se vires verdejar, põe-te a chorar. Se vires terrear põe-te a cantar.
� Ao minguante de Janeiro, corta o madeiro.

 

DSC03614ms.JPG

     ... cai neve ... no telhado ...     

 

 
� O luar de Janeiro, é claro como um carneiro; mas lá vem o de Agosto que lhe dá pelo rosto.
� Não há luar como o de Janeiro, nem amor como o primeiro.
� Bons dias em Janeiro enganam o homem em Fevereiro.
� Chuva em Janeiro e sem frio, vai dar riqueza ao Estio.
� Janeiro fora, mais uma hora, quem bem souber contar hora e meia vai achar.
� No mês de Janeiro sobe ao outeiro para ver o nevoeiro. 
� Pescada de Janeiro, vale carneiro.
� Sol de Janeiro, sempre baixo no outeiro.
� Trovoada em Janeiro, nem bom prado, nem bom palheiro.
� Em Janeiro, acende a fogueira e senta-te à lareira.

 

 

DSC08933ms.JPG

     ... névoa na cota de Mairos ...    

 

 
� Calça branca em Janeiro é sinal de pouco dinheiro.
� Janeiro geoso traz um ano formoso.
� Janeiro molhado, se não cria pão, cria o gado.
� A vinte de Janeiro uma hora por inteiro.
� Se para a tua casa precisas de madeiro corta-o em Janeiro.
� Em Janeiro mete obreiro.
� Janeiro bom para a vaca, é mau para saca.
� Secura de Janeiro riqueza do rendeiro.
� Pintainho de Janeiro, vai com a mãe ao poleiro.
� Janeiro frio e molhado. Enche o celeiro e farta o gado.
 

 

DSC01134ms.JPG

     ...vista sobre os telhados da Lampaça ...     

 

� Trovão em Janeiro, nem bom prado nem bom palheiro.
� Janeiro geadeiro.
� Não há luar como o de Janeiro nem sol como o de Agosto.
� Em Janeiro, os dias têm saltos de carneiro.
� Em Janeiro veste pele de carneiro.
� A água de Janeiro, vale dinheiro.
� Janeiro quente traz o diabo no ventre.
� Ao luar de Janeiro, se conta dinheiro.
� Em Janeiro, um porco ao sol outro no fumeiro.
� Os bons dias em Janeiro vêm-se a pagar em Fevereiro. 
 

 

DSC01185ms.JPG

     ... passeando o burro ...     

 

� A 20 de Janeiro, uma hora por inteiro e quem bem contar,   hora e meia vai achar.
� Se queres ser bom ervilheiro, semeia no crescente de Janeiro.
� Janeiro greleiro, não enche o celeiro.
� Em Janeiro sobe ao outeiro. Se vires verdejar, põe-te a chorar. Se vires terrear põe-te a cantar.
� Ao minguante de Janeiro, corta o madeiro.
� O luar de Janeiro, é claro como um carneiro; mas lá vem o de Agosto que lhe dá pelo rosto.
� Não há luar como o de Janeiro, nem amor como o primeiro.
� Bons dias em Janeiro enganam o homem em Fevereiro.
� Chuva em Janeiro e sem frio, vai dar riqueza ao Estio.
� Janeiro fora, mais uma hora, quem bem souber contar hora e meia vai achar.
 

 

DSC01319ms.JPG

     ... levando a vaca a pastar ...     

 

� No mês de Janeiro sobe ao outeiro para ver o nevoeiro. 
� Pescada de Janeiro, vale carneiro.
� Sol de Janeiro, sempre baixo no outeiro.
� Trovoada em Janeiro, nem bom prado, nem bom palheiro.
� Em Janeiro, acende a fogueira e senta-te à lareira.
� Calça branca em Janeiro é sinal de pouco dinheiro.
� Janeiro geoso traz um ano formoso.
� Janeiro molhado, se não cria pão, cria o gado.
� A vinte de Janeiro uma hora por inteiro.
� Se para a tua casa precisas de madeiro corta-o em Janeiro.
 

 

DSC03478ms.JPG

      ... pauta musical de pássaros ...     

 

� Em Janeiro mete obreiro.
� Janeiro bom para a vaca, é mau para saca.
� Secura de Janeiro riqueza do rendeiro.
� Pintainho de Janeiro, vai com a mãe ao poleiro.
� Janeiro frio e molhado. Enche o celeiro e farta o gado.
� Trovão em Janeiro, nem bom prado nem bom palheiro.
� Janeiro geadeiro.
� Não há luar como o de Janeiro nem sol como o de Agosto.
� Em Janeiro, os dias têm saltos de carneiro.
� Em Janeiro veste pele de carneiro.

 

 

DSC09048ms.JPG

     ... cogumelos ...    

 

 

Até breve !!!!! .........

 

 

 

 

 

 

 


publicado por ÁguasFrias às 17:42
link do post | comentar | favorito
 O que é? |
Quarta-feira, 30 de Maio de 2007

Águas Frias (Chaves) - Telhados (II)

 

Telhados de Águas Frias

 

As casas mais antigas de Águas Frias apresentam os seus telhados a telha de “canudo”, “meia-cana” ou também conhecida por telha “romana”.


Posteriormente e com a industrialização passaram-se a utilizar a telha “Marselha” ou “francesa”, grande parte dela produzida pela unidade industrial da Telheira de Chaves. Este ainda é o revestimento da grande maioria dos telhados da aldeia.


Ultimamente nas novas construções ou reconstruções têm vindo a ser substituídas por outro modelo de telha, a  “lusa” ou “portuguesa”, que é quase uma mistura das duas anteriores, já que é formada por uma parte em meia cana e uma parte plana. Infelizmente e apesar da denominação, grande parte tem origem em Espanha.

 

Já agora uma pequena curiosidade relacionada com a telha e o seu fabrico:
Desde a ocupação romana da Península Ibérica que por ensinamento deste povo se começou a fazer a telha romana ou de meia cana como também é conhecida.

Os romanos empregavam escravos que faziam estas telhas com barro usando como molde a própria coxa. O que sucedia era que conforme o tamanho da coxa de cada um, as telhas eram maiores ou mais pequenas.

Eram portanto úteis, sem dúvida, mas muito irregulares, pois cada pessoa tinha um "molde" diferente. Começou assim a frase que ainda hoje utilizamos para designar um trabalho que não prima pela regularidade:
"Foi feito em cima do joelho".


publicado por ÁguasFrias às 23:07
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
 O que é? |
Domingo, 27 de Maio de 2007

Águas Frias (Chaves) - Telhados (I)

 

 

 Telhados de Águas Frias

 

 

Na aldeia de Águas Frias, embora sejam frequentes os telhados de quatro águas, especialmente em casas isoladas ou de maior vulto, predominam os de duas águas, que são em geral compridas e pouco inclinadas. As casas contíguas mostram, muitas vezes, um telhado seguido – quase único -, que as recobre a todas ou parte delas.

 

São modestos os telhados
Que nasceram p´ra chorar,
Ermitões ajoelhados
De mãos postas, a rezar.

Um telhado de Águas Frias,
Mancha rubra que ao sol brilha,
Telhas rudes ou macias
Cobrem a casa como mantilha.


Extracto (adaptado) de um Fado  com letra de Mário Silva

 


publicado por ÁguasFrias às 00:51
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

mais sobre mim

Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

28
29
30
31


LUMBUDUS

blog-logo

Visitantes de Águas Frias

O Tempo em Águas Frias

Visitas por países


contador de visitas

Águas Frias pelo Mundo

Locations of Site Visitors

Por onde anda Águas Frias

tags

todas as tags

arquivos

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

pesquisar

 

links

XIII Encontro Blogosfoera Flaviense e Fotógrafos 2010 - Castelo de Monforte do Rio Livre


XIII Encontro de Blogues - Águas Frias - free slideshow maker
blogs SAPO

subscrever feeds