Pequenas Gotas de Águas Frias


Águas Frias - making a free slideshow
Quinta-feira, 24 de Julho de 2008

Águas Frias (Chaves) - Aproxima-se a Festa em honra de S.Pedro

 .

DE 1 a 4 de AGOSTO
Festas em honra de S. Pedro
 .
Com a chegada do Verão e especialmente do mês de Agosto, a pacata aldeia de Águas Frias revitaliza-se. Ela recebe no seu seio todos os seus filhos, amigos ou aqueles que a ado(p)taram. Ela enche-se de alegria, no reencontro de amigos, de familiares, de amigos dos amigos, …
O silêncio das ruas transforma-se em corrida de crianças, de encontros de jovens, de saudações, de abraços entre aqueles já não víamos desde o ano passado, …
 .
 .
 .
 .
Águas Frias ganha vida. Voltando por momentos à lembrança os tempos em que durante todo o ano brincavam crianças, as ruas eram percorridas pelos seus habitantes nas suas idas e vindas de casa para o campo, chiavam as carroças carregadas, se parava para um copo na taberna da Srª Adélia e se falava de como o tempo ajudava ou não as colheitas, ….
 .
 
 
Mas hoje o tema que me proponho abordar tem um pouco deste revivalismo - o reatar de mais uma tradição que foi interrompida durante vários e que trará certamente muitas recordações – A festa do padroeiro de Águas Frias – S. Pedro.
 .
 
 
 
Claro que os tempos mudam, as pessoas mudam, os ritmos de vida mudam e temos, por vezes, que nos adaptar a essa mudança. É o que acontece à data dos festejos que tradicionalmente eram a 29 de Junho, mas a organização (mordomos) optou e na minha modesta opinião, bem, alterando para uma época em todos pudessem participar nesta festa, já que tratando-se de um santo popular, fosse também ela popular.
Pelo pouco que sei, os mordomos tudo têm feito para que ela seja um conjunto de dias de alegria, confraternização, nunca esquecendo o aspecto religioso.
 .
Assim, espera-se alegria, cor, divertimento e sobretudo um tempo de encontro entre os aquafrigidenses, assim como de todos os que a quiserem visitar. Águas Frias sempre soube receber bem todos os que a visitam.
 .
Depois de todos estes considerandos aqui vos deixo o Programa Festivo 
.
.
.
 .
Se nunca visitou esta pequena mas bela aldeia, aqui está um bom motivo para o fazer nestes dias.
 .
 
 .
.
A TODOS
UMA ALEGRE FESTA EM HONRA DE S. PEDRO
.
.

.


publicado por ÁguasFrias às 11:43
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |
Terça-feira, 8 de Julho de 2008

Águas Frias (Chaves) - Percorrendo a Freguesia (VI) - Casas de Monforte

 .

Antes de mais peço desculpa por esta longa “paragem” neste percurso pelas aldeias da freguesia de Águas Frias, mas, de imediato retomamos o caminho e lá nos dirigimos para a última das aldeias a visitar .
  .
 . 
 
Depois da última paragem por terras da Bolideira, continuamos pela estrada nacional 103 até encontrarmos a placa indicando “Casas de Monforte” – eis o nosso destino.
 .
 
 .
Enveredamos pela estrada municipal M 503, ladeada de giestas ainda em flor e à medida que nos aproximamos começamos a observar terrenos cultivados ou belos pastos onde calmamente apascentam rebanhos de ovelhas, algum gado bovino ...
 .
 
 .
... e até podemos ver um pequeno pónei acompanhado por um belo exemplar de cada vez mais rara raça asinina.
 .
 .
Depois da descida iniciamos uma pequena subida ladeada de casas de construção recente, presumivelmente de emigrantes e de residentes, o que, empiricamente, me leva em crer que não estamos na presença de uma aldeia em declínio populacional.
 .
 
Espero que esta minha convicção seja, de facto, uma realidade.
 .
 
 
 
 
 
Eis que nos deparamos com grande largo, onde surge no seu centro a capela de Santo Cristo.
 .
 
 .
Estava a tirar algumas fotos, quando amavelmente fui abordado e ao expor ao que vinha fui logo convidado a ver o seu interior e chamar-me a atenção para alguns pormenores da mesma. De facto, embora a aparência exterior pareça mais uma construção semelhante a muitas outras, ao observarmos com mais cuidado chama-nos logo a atenção para um antigo cruzeiro, logo à entrada, com uma imagem muito interessante do Cristo Crucificado – o Santo Cristo que dá nome à capela.
 .
 .
O seu interior embora exíguo, tem um belo altar-mor pintado em tons de branco e dourados e o seu tecto é também pintado com a imagem do santo Cristo no centro. Achei também curioso a existência duma imagem do Santo Condestável à esquerda do altar.
 .
 
 
 
De seguida embrenhei-me pelo interior da aldeia onde as construções são mais antigas, e a cor do granito é a predominante.
 .
 
 .
Foi, também com agrado que observei que existem muitas casas reconstruídas, mantendo o exterior com as suas características primitivas.
 .
 
 .
 
 
 
 .
 
Outras foram, ao longo do tempo transformando-se ao sabor das necessidades da famílias, das tendências da época e dos seus materiais. Aqui transparece vida.
Claro que, tal como em qualquer aldeia transmontana, ainda há exemplares que se vão vergando à força do tempo, restando a recordação dos tempos em que a vida da família lhes dava utilidade.
 .
 .
 .
No alto da pequena encosta, surge, com alguma imponência, a igreja matriz em honra de Santa Marinha.
 .
 
 .
Ao percorrer a aldeia, poderemos observar ainda alguns locais que devido ao seu carácter comunitário tinham uma função prática mas também social.
.
 
 
.
É o caso do lavadouro público onde além de se lavar, corar e secar a roupa, também era o local onde as mulheres podiam saber as notícias da aldeia e fazer todos os seus comentários à vida da aldeia.
Outro local é o forno, onde se cozia o pão, o célebre folar e até se assavam uns cordeiros para os dias de festa e onde comunitariamente as pessoas se entreajudavam.
 .
 .
 
É pena que esse espírito comunitário se tenha vindo a desvanecer na maioria das aldeias transmontanas.
 .....
.
Já quase no extremo da aldeia ainda podemos encontrar a pequena capela do Senhor dos Aflitos.
 
 .
 
.
 
 
 
Depois de contornar toda a aldeia voltei ...
 .
 
 
 
 .
 .
... ao ponto de partida – a capela do Santo Cristo.
 .
 .
 
 .
.
Quanto às suas gentes só posso deixar a meu testemunho da forma amável como receberam, como se disponibilizaram para me satisfazerem alguma curiosidade e como demonstraram a sua hospitalidade, não podendo deixar de referir o modo como fui convidado para almoçar pois a hora já ia adiantada. Embora recusasse deixo aqui o meu agradecimento.
 .
 .
 
 
.
A hora era tardia, mas não podia deixar de visitar uma das actividades que já tornaram conhecidas a aldeia de Casas de Monforte – a extracção, corte e polimento de granito – as suas pedreiras. Elas são um importante meio de desenvolvimento económico da Aldeia.
 .
 
 
 .
 
 
Claro que a agricultura e alguma criação de gado são as actividades que mais pessoas envolvem.
 .
 .
 
 .
.
Volto mais uma vez o olhar para trás. É uma bonita aldeia.
 .
.
 
 .
.
.
Esta foi a última aldeia no meu percurso pelas Terras da Freguesia.
Prometo voltar a todas elas.
Vale a pena pelo seu casario tradicional, pelas suas paisagens, mas principalmente pelas suas Gentes, simples, trabalhadoras e sempre hospitaleiras.
 .
...
 
Agora sim, volto finalmente em direcção à sede da freguesia e ao meu ponto de partida – Águas Frias.
 
Até breve!!!!!!
 .
 .
 .

publicado por ÁguasFrias às 00:37
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |

mais sobre mim

Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

28
29
30
31


LUMBUDUS

blog-logo

Visitantes de Águas Frias

O Tempo em Águas Frias

Visitas por países


contador de visitas

Águas Frias pelo Mundo

Locations of Site Visitors

Por onde anda Águas Frias

tags

todas as tags

arquivos

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

pesquisar

 

links

XIII Encontro Blogosfoera Flaviense e Fotógrafos 2010 - Castelo de Monforte do Rio Livre


XIII Encontro de Blogues - Águas Frias - free slideshow maker
blogs SAPO

subscrever feeds